Clytolaema rubricauda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaRubi Brasileiro
fêmea

fêmea
macho
macho
Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Apodiformes
Família: Trochilidae
Género: Clytolaema
Gould, 1853
Espécie: C. rubricauda
Nome binomial
Clytolaema rubricauda
(Boddaert, 1783)

O beija-flor Rubi Brasileiro (Clytolaema rubricauda) é uma espécie de colibri que habita a orla de florestas (Mata Atlântica), matas secundárias, jardins e parques do leste do Brasil. É o único do gênero Clytolaema.


Aparência[editar | editar código-fonte]

Mede aproximadamente 14 cm. De aparência robusta, possui um porte relativamente grande, em relação a outras espécies de beija-flor. O macho é verde escuro metálico, com as asas e cauda de um tom acobreado escuro e a garganta (papo) de um iridescente tom de rubi (por isso também popularmente chamado de “Papo Vermelho”).
A fêmea em geral é menor cerca de 1 cm, quando comparada ao macho. Tem o dorso na cor de um verde mais claro e a frente peitoral possui cor amarelada, próxima do ocre. Ambos os sexos possuem uma mancha branca ao lado dos olhos e bico reto de cor preta.


Comportamento[editar | editar código-fonte]

Clytolaema rubricauda, Rubi Brasileiro

Um dos mais agressivos em relação a sua fonte de alimento. Costuma atacar e perseguir os colibris invasores, inclusive outras espécies.
É um visitante muito usual dos alimentadores artificiais.
Apreciam as áreas de altitude, sendo muito vistos nos jardins e parques nos altos da Serra da Mantiqueira. Passando o ano inteiro no local, toleram bem ao inverno nestas regiões. Lugar esse, onde é comum a temperatura cair abaixo de zero grau Celsius.

Referências[editar | editar código-fonte]

Links externos[editar | editar código-fonte]