Cneu Servílio Gêmino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Cneu Servílio Gêmino (em latim Gnaeus Servilius Geminus; ? — 2 de agosto de 216 a.C.) foi cônsul da República Romana, no século III a.C..

Filho de Públio Servílio Gêmino, elegeu-se cônsul em 217 a.C. (junto com Caio Flamínio), época em que os romanos se defrontaram com a invasão de Aníbal à Itália (Segunda Guerra Púnica). Após a morte de seu parceiro no consulado (na Batalha do Lago Trasimeno), assumiu o comando da frota romana que patrulhava a Sardenha, a Córsega e a costa do norte da África. Em 216 a.C., no comando do centro da linha romana que enfrentou as forças de Aníbal na Batalha de Canas, foi morto em combate.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.