Coda (silábica)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A coda é a consoante ou consoantes em posição pós-nuclear dentro de uma sílaba, ou seja, após a vogal nuclear. À coda, conjuntamente com o núcleo, se denomina rima. Não é totalmente necessária em uma sílaba.

O português brasileiro é uma língua relativamente famosa por autorizar coda silábica para apenas 3 de seus fonemas, /ʁ ~ ɾ/ (erre), /ʃ ~ s/ (ésse) and ks (xis) — ao absorver palavras de origem estrangeira em que se usam outras línguas, necessariamente aparecerá /i/ epêntico, como McDonald's que se torna AFI[ˌmɛkiˈdõnɐwdʒis] no lugar do original AFI[ˌmækˈdɔnəɫdz].

Exemplos de codas:

  • r em mar
  • s em rês
  • x em fax
  • z em giz