Codex Regius

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Codex Regius (GKS 2365 4to) é um manuscrito islandês no qual está preservada a Edda poética e que é considerado como tendo sido escrito na década de 1270. Ele provavelmente foi escrito a partir de vários outros manuscritos que hoje não existem mais. Muitos dos poemas e das histórias contidas no manuscrito datam de antes da conversão da Escandinávia ao Cristianismo no fim do século X. O manuscrito foi encontrado pelo bispo de Skálholt, Brynjólfur Sveinsson em 1643 e foi apresentado ao rei Frederico III da Dinamarca em 1662.

O Codex foi guardado na Biblioteca Real em Copenhague até o dia 21 de Abril de 1971, quando voltou para a Islândia, e ficou guardado no Instituto Árni Magnússon, em Reykjavík, parte da Universidade da Islândia. O manuscrito foi levado para a Islândia de barco, junto com uma escolta militar, pois na época eles não confiavam num avião para transportar uma carga tão importante.

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

Völuspá
Hávamál
Vafþrúðnismál
Grímnismál
Skírnismál
Hárbarðsljóð
Hymiskviða
Lokasenna
Þrymskviða
Völundarkviða
Alvíssmál
Helgakviða Hundingsbana I
Helgakviða Hjörvarðssonar
Helgakviða Hundingsbana II
Frá dauða Sinfjötla
Grípisspá
Reginsmál
Fáfnismál
Sigrdrífumál
A Grande Lacuna
Brot af Sigurðarkviðu
Guðrúnarkviða I
Sigurðarkviða hin skamma
Helreið Brynhildar
Dráp Niflunga
Guðrúnarkviða II
Guðrúnarkviða III
Oddrúnargrátr
Atlakviða
Atlamál
Guðrúnarhvöt
Hamðismál