Campus Camboriú do Instituto Federal Catarinense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
IFC - Campus Camboriú

O Instituto Federal Catarinense - Campus Camboriú (IFC - Camboriú) é uma escola federal mantida pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia.

Contextualização Histórica[editar | editar código-fonte]

Foi fundado em 08 de abril de 1953, após um acordo firmado entre o Governo Federal e o Estado de Santa Catarina, publicado no Diário Oficial da União em 15 de abril de 1953 e até o final de 2008, era denominado Colégio Agrícola de Camboriú – CAC.
Em 1962 foi dado início às atividades pedagógicas, momento em que a Instituição oferecia o Curso Ginasial Agrícola. Em 1965 houve a criação do Curso Técnico em Agricultura, que passou, em 1973, a denominar-se Curso Técnico em Agropecuária.
Primeiramente, a escola ficou sob a responsabilidade da Diretoria do Ensino Agrícola do Ministério da Agricultura. A parte didático-pedagógica, por sua vez, passou a estar vinculada à Secretaria de Ensino de 2° Grau do Ministério da Educação (MEC). O decreto 62.178, de 25 de janeiro de 1968, transferiu a responsabilidade administrativa e financeira do Colégio para a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), estando diretamente vinculado à Pró-Reitoria de Ensino, restringindo suas atividades de ensino ao 2º Grau profissionalizante.
Em 1990 o CAC passou a oferecer o Curso Técnico em Agropecuária, na modalidade subsequente ao ensino médio.
Apesar de ser uma Instituição nomeada como agrícola, a partir de 2000 passou a oferecer outros cursos nas áreas do conhecimento de Informática e Meio Ambiente. Em 2003, percebendo a necessidade do mercado de trabalho local passa a oferecer o curso Técnico em Transações Imobiliárias e, da mesma forma, a partir de 2008, o curso Técnico em Turismo e Hospitalidade. No ano de 2007 foi implantado o Curso do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional na modalidade de Educação de Jovens e Adultos – PROEJA.
No final de 2008, a Lei 11.892, de 29 de dezembro de 2008, possibilitou a criação de cursos que até então, por fatores diversos, não podiam ser oferecidos à comunidade.
Em 2009, o CAC transformou-se num campus do Instituto Federal Catarinense, atendendo à chamada pública do Ministério da Educação para que as escolas agrícolas se tornassem institutos e assim tivessem a possibilidade de oferecer cursos superiores à comunidade, como faculta a lei.

Princípios e valores[editar | editar código-fonte]

O Instituto Federal Catarinense tem como princípios e valores:
a) o compromisso com a justiça social, equidade, cidadania, ética, meio ambiente, transparência e gestão democrática;
b) a natureza pública e gratuita do ensino, sob a responsabilidade da União;
c) o compromisso com uma administração sistêmica e descentralizada em suas ações, preservando e respeitando a singularidade de cada campus;
d) a verticalização do ensino e sua integração com a pesquisa e a extensão, em consonância com a comunidade e as políticas públicas;
e) a eficácia nas respostas de formação profissional, difusão do conhecimento científico e tecnológico e suporte aos arranjos produtivos locais, sociais e culturais;
f) a garantia do acesso e a permanência de pessoas com necessidades educacionais especiais.

Missão[editar | editar código-fonte]

Ofertar uma educação de excelência, pública e gratuita, com ações de ensino, pesquisa e extensão, a fim de contribuir para o desenvolvimento socioambiental, econômico e cultural.

Visão Institucional[editar | editar código-fonte]

Ser referência em educação, ciência e tecnologia na formação de profissionais-cidadãos comprometidos com o desenvolvimento de uma sociedade democrática, inclusiva, social e ambientalmente equilibrada.

Destaques do Instituto[editar | editar código-fonte]

A biblioteca do Campus ocupa um espaço de 600 m2 e abriga um acervo formado por livros, folhetos, periódicos, CD-ROMs, DVDs e doze computadores com acesso à internet.

Destaca-se, também, o Núcleo de Atendimento aos Portadores de Necessidades Especiais – NAPNE, além do atendimento médico e odontológico.

A transformação em Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia marca um novo tempo na história da Instituição. A finalidade do Instituto Federal é formar e qualificar profissionais no âmbito da educação profissional e tecnológica, nos diferentes níveis e modalidades de ensino, para os diversos setores da economia, bem como realizar pesquisa aplicada e promover o desenvolvimento tecnológico de novos processos, produtos e serviços, em estreita articulação com os setores produtivos e a sociedade, especialmente de abrangência local e regional, oferecendo mecanismos para a educação continuada.

Cursos[editar | editar código-fonte]

Atualmente, o colégio oferece os seguintes cursos:

Integrado ao ensino médio[editar | editar código-fonte]

  • Técnico em Agropecuária
  • Técnico em Controle Ambiental
  • Técnico em Informática
  • Técnico em Hospedagem

Pós-ensino médio[editar | editar código-fonte]

  • Técnico em Redes de Computadores
  • Técnico em Transações Imobiliárias
  • Técnico em Secretariado
  • Técnico em Meio Ambiente
  • Técnico em Agropecuária
  • Técnico em Segurança do Trabalho

Ensino Superior[editar | editar código-fonte]

  • Licenciatura em Matemática
  • Bacharelado Em Sistemas de Informação
  • Tecnologia em Sistemas para Internet
  • Tecnologia em Negócios Imobiliários
  • Licenciatura em Pedagogia

Ensino Médio - Proeja[editar | editar código-fonte]

  • Agroindústria

Ligações externas[editar | editar código-fonte]