Colégio Arnaldo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fachada do Colégio Arnaldo - Unidade Funcionários.

Colégio Arnaldo é um colégio de Belo Horizonte que possui duas unidades: a Unidade Funcionários, localizada no bairro Funcionários, e a Unidade Anchieta, antigo Colégio Arnaldinum São José, localizada no bairro Anchieta.

Unidade Funcionários[editar | editar código-fonte]

Belo Horizonte era, no início do século XX, uma cidade adolescente, quando nela se instalou uma nova instituição educacional, o Colégio Arnaldo. Administrado pela Congregação do Verbo Divino, o Colégio acena, com seu nome, uma homenagem ao fundadores da sociedade religiosa, o padre Arnaldo Janssen. Na língua alemã, Arnaldo significa "águia valente" ou "ninho de águias", daí a utilização da figura simbólica da águia em seu escudo.

No entanto, mais do que figura simbólica, a instituição, nesses quase cem anos de existência, educou e formou seres humanos que, ao atravessarem as portas do Colégio tornaram-se personalidades de extrema importância e prestígio no panorama cultural, artístico, político, científico e econômico, não apenas na capital mineira, mas no Brasil como um todo.

Unidade Anchieta[editar | editar código-fonte]

Entrada do colégio na Unidade Anchieta.

Em 1952, surgiu a idéia de usar a antiga Chácara do Colégio Arnaldo, que se situava na Rua Montes Claros 848, Bairro Anchieta. Lançaram a pedra fundamental em 1955, de um futuro prédio de dois pavimentos. O novo prédio a ser construído teria 2.500m com amplas salas, dormitórios, cozinha, auditório e uma pequena capela. A fachada principal do prédio seria para a rua Vitório Marçola, e não para a rua Montes Claros.

Ao final de 3 anos, isto é, no dia 31 de agosto de 1958, houve a inauguração do atual prédio Arnaldinum São José. Foram 3 anos de muito trabalho e orações do Pe. Marcos Frota o fundador e sua comunidade. Quando o Pe. Norberto tomou a direção do Arnaldinum juntamente com o Pe. Xavier, então Diretor do colégio Arnaldo, resolveram fundar, anexo ao seminário, um pequeno externato para as crianças do Bairro Anchieta.

Começaram em 15 de março de 1968 o curso pré-escolar e o curso primário. D. Hildegarda, como coordenadora, exerceu brilhantemente seu papel. Deixando o Pe. Norberto o cargo de diretor, veio substituí-lo o Pe. Werner Siebendrock que com seu entusiasmo, assumiu o seminário e o colégio.

Em 2009, o Colégio Arnaldinum São José passou a se chamar Colégio Arnaldo - Unidade Anchieta.

Ex-alunos famosos[editar | editar código-fonte]

Fachada da Unidade Anchieta.

Referências

  1. Veja: Carlos Drummond de Andrade - Biografia. Página visitada em 14/10/2009.
  2. Cronologia Biográfica: João Guimarães Rosa. Página visitada em 22/01/2010.
  3. Carta ao Colégio Arnaldo: Patrus Ananias -. Página visitada em 22/01/2010.
  4. Carelli, Mario. Corcel de Fogo: Vida e obra de Lúcio Cardoso. 1ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 1988. p. http://books.google.com.br/books/about/Corcel_de_fogo.html?hl=pt-BR&id=zpEtAAAAYAAJ. ISBN 8527701065

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.