Colónia do Cabo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Colónia do Cabo em 1910

A Colónia do Cabo (em neerlandês: Kaapkolonie, em inglês: Cape Colony), com referência ao cabo da Boa Esperança, foi a primeira colónia na extremidade sul da África do Sul e existiu entre 1652, com a fundação da cidade do Cabo por Jan van Riebeeck da Companhia Neerlandesa das Índias Orientais e 1806, quando foi ocupada pelos britânicos.

A colónia tornou-se uma província da União Sul-Africana até à nova constituição de 1994, quando foi dividida em 3 províncias: Cabo Oriental, Cabo Ocidental e Cabo Setentrional. A região foi ocupada por colonos, principalmente neerlandeses e franceses, em grande parte exilados huguenotes, que trouxeram com eles várias cepas de vinha que se tornaram até hoje uma grande fonte de riqueza para a região.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • The Migrant Farmer in the History of the Cape Colony.P.J. van der Merwe, Roger B. Beck. Ohio University Press. 1 de Janeiro de 1995. 333 pag. ISBN 0-8214-1090-3.
  • History of the Boers in South Africa; Or, the Wanderings and Wars of the Emigrant Farmers from Their Leaving the Cape Colony to the Acknowledgment of Their Independence by Great Britain. George McCall Theal. Greenwood Press. 28 de Fevereiro de 1970. 392 pag. ISBN 0-8371-1661-9.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Colónia do Cabo
Ícone de esboço Este artigo sobre a África do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.