Cola (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Cola"
Canção de Lana Del Rey
do álbum Paradise (EP)
Formato(s) Download digital
Gravação 2012
Gênero(s) Indie pop, rock, pop-rock
Duração 4:20
Gravadora(s) Interscope, Polydor, Universal Music
Composição Elizabeth Grant, Rick Nowels
Produção Rick Nowels

"Cola" é uma canção de cantora e compositora americana Lana Del Rey, a faixa está presente no re-lançamento do seu álbum de estreia Born to Die intitulado Born to Die - The Paradise Edition e no EP, Paradise. Primeiramente foi apenas disponibilizado um teaser em sua conta oficial no YouTube. As letras foram considerados controversas, causando uma grande repercussão nas redes sociais. Embora intitulado como "Cola" no lançamento oficial do álbum, a canção está registrada na American Society of Composers, Authors and Publishers como "Pussy". A canção foi confirmada para ser o segundo single do EP, na sequência de "Ride".

Antecedentes e composição[editar | editar código-fonte]

A canção foi originalmente chamada e registrada na American Society of Composers, Authors and Publishers como "Pussy".[1] [2] No dia do lançamento da canção "Ride" como o primeiro single do relançamento do álbum, Del Rey enviou um vídeo para sua conta oficial no YouTube com um refrão de cada faixa.[3] A cantora canta o verso: "Minha vagina tem gosto de pepsi-cola / Meus olhos são grandes como tortas de cereja".[4] [5] [6] Após o vídeo ser divulgado, foram feitas várias especulações de qual seria realmente o título da canção, se "Cola" ou "Pussy".[7] Apesar desta interpretação, tem sido relatado que a música será chamada de "Cola",[3] [4] sem títulos alternativos. A pré-venda oficial do compacto no iTunes não reconhece um título alternativo.[8] A faixa foi confirmada para ser o segundo single do EP e sétimo do álbum, em 14 de novembro de 2012.[9] Quando perguntada sobre a origem da composição, Del Rey disse: "Eu tenho um namorado escocês, e isso é só o que ele diz!". Defendendo a obra, ela disse que sua gravadora tinha direitos sobre a realização.[10] Em uma entrevista ao blog Just Jared, a cantora foi questionada sobre sua canção favorita do álbum, ela comentou: "Eu realmente amo “Cola”, e amo “Bel Air”. Ambas meio que possuem uma influência pesada da Costa Oeste, mas ainda abafadas com cordas cinematográficas." Lana Del Rey também falou que tinha alguns projetos de arte em andamento para canção e que estava trabalhando junta a Anthony Mandler.[11]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

"Fresca" e "ela é séria"? foram algumas das reações às letras profanas incluídos em "Cola".[12] Hindustan Times criticou o trecho de canção, dizendo que ela provou que estava a ficar sem ideias e que a música soou estranhamente similar às outras faixas do álbum.[13] Robert Copsey do Digital Spy notou que os ganchos em "Cola" foram polidos, mas não comprometem a imagem irreverente de Del Rey.[14] Notando como as outras faixas de Paradise ritmicamente semelhantes, a Slant Magazine disse: "A faixa [Cola] é o oposto, mas também quebra uma personagem que já existe dentro de uma sala de espelhos".[15]

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

A primeira música traçada na Irlanda, o desembarque no número 99 antes da data do lançamento oficial do single foi anunciado.[16] A canção estreou na UK Singles Chart, no número 120 na semana que terminou em 18 de novembro de 2012.[17] Com a estreia de Paradise , várias faixas do EP foram traçadas na Billboard na para Rock Songs, entre eles estava "Cola", ocupando a vigésima segunda posição - seu maior desempenho até a data.[18] a canção ainda desempenhou-se na posição de número 71 na França.

Posição[editar | editar código-fonte]

Parada (2012) Melhor
posição
 França (SNEP)[19] 71
 IrlandaIreland Singles Chart[16] 99
 Reino UnidoUK Singles Chart[17] 120
 Estados UnidosRock Songs (Billboard)[18] 22

Referências

  1. Work ID: 884495151/ISWC: T9128180687. ASCAP (2012). Página visitada em 26 de setembro de 2012.
  2. HFA Song Code: P72741 (2012). Página visitada em 26 de setembro de 2012.
  3. a b Kaufman, Gil. Lana Del Rey's Paradise Edition Of Debut Features Eight New Songs. MTV. Viacom. Página visitada em 26 de setembro de 2012.
  4. a b Lipshutz, Jason. Lana Del Rey Releases 'Ride' Single From 'Born To Die' Deluxe Edition. Billboard. Prometheus Global Media. Página visitada em 26 de setembro de 2012.
  5. Lana Del Rey 'The Paradise Edition' Sampler: 6 Lyrics From Singer's New Disc. The Huffington Post. AOL.
  6. Battan, Carrie. Listen to a New Lana Del Rey Song, "Ride". Página visitada em 26 de setembro de 2012.
  7. Lana Del Rey debuts new single 'Ride'. NME. IPC Media. Página visitada em 26 de setembro de 2012.
  8. Born to Die - The Paradise Edition. iTunes Store. Apple Inc.. Página visitada em 26 de setembro de 2012.
  9. Corner, Lewis. Lana Del Rey confirms new single 'Cola' - listen. Digital Spy. Hearst Magazines. Página visitada em 14 de novembro de 2012.
  10. Copsey, Robert. Lana Del Rey defends controversial 'p**sy Cola' lyric. Digital Spy. Hearst Magazines. Página visitada em 8 de novembro de 2012.
  11. Lana Del Rey Interview - JustJared.com Exclusive!. Just Jared. Página visitada em 15 de fevereiro de 2013.
  12. Rosen, Genevieve. Lana Del Rey releases afterthought. Stuff. Haymarket Publishing.
  13. Lana Del Rey floats latest album sampler. Hindustan Times. HT Media. Página visitada em 26 de setembro de 2012.
  14. Copsey, Robert. Lana Del Rey: 'Paradise' - EP review. Digital Spy. Hearst Magazines. Página visitada em 14 de novembro de 2012.
  15. Cataldo, Jesse. Lana Del Rey Paradise. Slant Magazine. Página visitada em 18 de novembro de 2012.
  16. a b Top 100 Singles - Week Ending 15th November 2012. IRMA. Página visitada em 22 de novembro de 2012.
  17. a b Zobbel.de: CLUK Update 24.11.2012 (wk46). Zobbel.de.. Página visitada em 24 de novembro de 2012.
  18. a b Lana Del Rey - Chart History - Rock Songs. Billboard. Prometheus Global Media. Página visitada em 24 de novembro de 2012.
  19. Lescharts.com – Lana Del Rey – Cola (em francês). Les classement single. Hung Medien.