Colegas (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Colegas
Buddies (USA)
Pôster promocional do filme no Brasil.
 Brasil
2013 • cor • 94 min 
Direção Marcelo Galvão
Produção executiva Marçal de Souza
Narração Lima Duarte
Elenco Ariel Goldenberg
Rita Pokk
Breno Viola
Lima Duarte
Rui Unas
Deto Montenegro
(ver mais)
Gênero Aventura, comédia
Idioma Português
Música Ed Côrtes
Cinematografia Rodrigo Tavares
Edição Marcelo Galvão
Estúdio Gatacine
Distribuição Europa Filmes
Lançamento 1º de março de 2013
Orçamento R$ 5,5 milhões[1]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Colegas é um filme de aventura e comédia brasileiro dirigido e roteirizado por Marcelo Galvão. O longa estreou em 1º de março de 2013, e é estrelado por Ariel Goldenberg, Rita Pokk e Breno Viola. Ele é o primeiro filme brasileiro protagonizado por atores com síndrome de Down.[2] O filme possui inspiração no filme americano Little Miss Sunshine (2006) e no Thelma & Louise (1991).[2] [3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Os colegas Stalone (Ariel Goldenberg), Aninha (Rita Pokk) e Marcio (Breno Viola) vivem em um instituto para pessoas com síndrome de Down e querem realizar seus sonhos: ver o mar, casar com um cantor e voar, respectivamente. Inspirados em filmes que assistiram, eles roubam o carro de Arlindo (Lima Duarte), partindo para o interior de São Paulo destinados à Argentina, Buenos Aires. Procurados pela polícia, assaltam com uma arma de brinquedo lojas de conveniências em postos de combustíveis na estrada. Dois policiais tentam contê-los, já que eles são considerados bandidos perigosos.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Elenco de apoio
  • Vicki Araujo como convidado do casamento
  • Roberto Birindelli como Maître
  • Marcelo Galvão como Naval
  • Oswaldo Lot como Joel
  • Anna Ludmilla como Mãe do Garoto Down
  • Monaliza Marchi como Mãe de Stallone
  • Nill Marcondes como Atendente da lanchonete
  • Giulia de Souza Merigo como Jazilma
  • Carlos Miola como Novaski
  • Mayte Piragibe como Sheula
  • Simone Teider como Garçonete do casamento
  • Alexandre Tigano como Chefe do Segurança
  • Elder Torres como Copeiro
  • Pedro Urizzi como Pai de Stallone
  • Daniele Valente como Elisa Gigli
  • Theo Werneck como Hércules

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O diretor do filme Marcelo Galvão inciou a produção do roteiro em 2006, um de seus maiores colaboradores para a criação do filme foi seu tio que tem síndrome de Down. Como o diretor achava fascinante a forma como eles viam o mundo, ele decidiu fazer um longa.[3]

Os atores principais do filme, Ariel Goldenberg, Rita Pokk começaram a interpretação dos personagens em 2008, quando foram selecionados para interpretar Stalone e Aninha. Já Breno Viola estava atuando no teatro, e foi chamado para dar vida a Marcio em 2009.[3]

Segundo Marcelo Galvão a maior dificuldade para produzir o filme foi para arrumar patrocinadores para ajudar no orçamento do filme.[3]

Cquote1.svg Mesmo a temática de inclusão não ajudou a sensibilizar os investidores. Alguns até duvidam que alguém assista a um longa com protagonistas com síndrome de Down.[3] Cquote2.svg

Filmagens[editar | editar código-fonte]

As filmagens decorreram em São Paulo, Paulínia, Pelotas, e também na Argentina, em Buenos Aires.[4] Segundo o diretor, os atores tiveram mais facilidade com a improvisação, "nessas sessões praticávamos o improviso e incorporávamos o personagem", disse.[3]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme teve como estreia no Red Rock Film Festival em 8 de novembro de 2012.[5] Ele também, foi o filme que abriu o Festival de Cinema de Amazonas em 3 de novembro de 2012,[6] depois, sendo lançados no Brasil em 1 de março de 2013.

Campanha online[editar | editar código-fonte]

Um dos protagonistas do filme, Ariel Goldenberg, é fã do ator Sean Penn e queria realizar o sonho de trazer o ídolo para assistir o lançamento do filme ao seu lado.[7]

A promoção inclui um vídeo onde é mostrado a história de Ariel, que tem síndrome de Down e sempre foi um amante de cinema. De acordo com a publicitária do filme, Aleksandra Zakartchouk, "a ideia é tornar o vídeo uma notícia viral e internacional, para chegar às mãos de Sean Penn".[8]

O vídeo apresenta várias personalidades brasileiras, convidando o ator Sean Penn para ir para o Brasil, incluindo o apresentador Otavio Mesquita, a atriz Juliana Paes, Gabriela Duarte, Juliana Didone e Tania Khalill, os atores Sergio Marone e Lima Duarte, cantores como Falcão e Rogério Flausino e comediantes como Marco Luque e Danilo Gentili.[9]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado Ref
2012 Festival de Gramado Melhor Direção de Arte Zenor Ribas Venceu [10]
Melhor Filme Marcelo Galvão Venceu [10]
Longa Metragem Brasileiro Breno Viola, Rita Pokk, Ariel Goldenberg Venceu [10]
Mostra Internacional de Cinema de São Paulo Melhor Filme Brasileiro Marcelo Galvão Venceu [11]
Melhor Filme Dramático Marcelo Galvão Venceu [11]
Festival de Cinema Latino-Americano de Trieste Melhor Filme Marcelo Galvão Venceu [11]
6th International Disability Film Festival Breaking Down Barriers Melhor Filme Marcelo Galvão Venceu [10]

Referências

Ligação externas[editar | editar código-fonte]