Colinesterase

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Colinesterase
Representação da estrutura da acetilcolinesterase humana. PDB 1B41
Indicadores
Número EC 3.1.1.7
Número CAS 9000-81-1
Bases de dados
IntEnz IntEnz
BRENDA BRENDA
ExPASy NiceZyme
KEGG KEGG
MetaCyc via metabólica
PRIAM PRIAM
Estruturas PDB RCSB PDB PDBe PDBsum
Gene Ontology AmiGO / EGO


Colinesterase
Representação da estrutura da pseudocolinesterase humana. PDB 1P0I
Indicadores
Número EC 3.1.1.8
Número CAS 9001-08-5
Bases de dados
IntEnz IntEnz
BRENDA BRENDA
ExPASy NiceZyme
KEGG KEGG
MetaCyc via metabólica
PRIAM PRIAM
Estruturas PDB RCSB PDB PDBe PDBsum
Gene Ontology AmiGO / EGO

Em bioquímica, a colinesterase é um termo que se refere a uma das duas enzimas:

Ambos catalizam a hidrólise (destruição) do neurotransmissor acetil-colina restante no espaço sináptico em colina e ácido acético. Esta reação permite o retorno do neurônio colinérgico ao estado de repouso após a ativação. Evita-se assim uma transmissão excessiva de acetil-colina, que resultaria numa sobre-estimulação do músculo e, como consequência, debilidade e cansaço.

Os tipos de colinesterase diferem-se pelas preferências nos respectivos substratos: a acetilcolinesterase hidroliza acetil-colina mais rapidamente, enquanto a pseudocolinesterase hidroliza butirilcolina mais rapidamente.

Inibidores da colinesterase[editar | editar código-fonte]

Anticolinesterásico é um inibidor da colinesterase. Devido à sua função essencial, os elementos químicos que interferem com a ação da colinesterase são potentes neurotoxinas, causando excessiva salivação e olhos lacrimejantes em baixas doses, seguido por espasmos musculares e finalmente a morte. Mas além das armas bioquímicas e agrotóxicos, os anticolinesterásicos são também utilizados em anestesia ou no tratamento da miastenia gravis, glaucoma e doença de Alzheimer.

Lista de inibidores da colinesterase[editar | editar código-fonte]

Efeitos dos anticolinesterásicos[editar | editar código-fonte]

  • Bradicardia
  • Hipotensão
  • Secreções excessivas
  • Broncoconstrição
  • Sufocamento
  • Hipermotilidade gastrintestrinal
  • Redução da pressão intra-ocular
  • Miose

Ligações externas[editar | editar código-fonte]