Comércio (Salvador)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Comércio
—  Bairro do Brasil  —
A Igreja da Conceição da Praia, a Av. Lafaiete Coutinho e a Fonte da Rampa, vistos a partir do Ed. Augusto Borges.
A Igreja da Conceição da Praia, a Av. Lafaiete Coutinho e a Fonte da Rampa, vistos a partir do Ed. Augusto Borges.
Mapa de localização do Comércio.
Mapa de localização do Comércio.
Unidade federativa  Bahia
Região administrativa RA I - Centro
Município Salvador
Limites O: Baía de Todos os Santos
N: Água de Meninos
L: , Pelourinho e Pilar
S: Santa Tereza
Fonte: Não disponível

O Comércio é um bairro de Salvador, capital do estado brasileiro da Bahia. Primeiro bairro de negócios organizado do país, abriga um dos principais centros financeiros e de serviços da capital baiana.[1] No entanto, o bairro sofreu um período de estagnação no início dos anos 80, com a migração dos empresariais para a região do Iguatemi, só recuperando sua posição no período recente.[2] [3] [4]

Localização e acesso[editar | editar código-fonte]

O Comércio situa-se na região limítrofe ao Porto de Salvador, junto à Baía de Todos os Santos, na Cidade Baixa. Faz limite com a Baía, a oeste; com , Pelourinho e o Pilar, a leste; com Santa Tereza a sul e com Água de Meninos, ao norte.

Três logradouros, paralelas ao Porto, cortam o bairro: Avenida da França (onde está o Terminal da França, para ônibus urbanos), a Avenida Estados Unidos e a Rua Miguel Calmon. As três são confluentes ao sul com a Avenida Lafayete Coutinho que, assim como a Ladeira da Montanha (antiga zona de prostituição), ligam o bairro à Cidade Alta. Assim, o bairro conecta a Cidade Alta aos bairros da Península Itapagipana e do Subúrbio Ferroviário.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Boa parte do Comércio foi fruto de aterro feito sobre a Baía. No local onde foi erguido o Mercado Modelo, originalmente, as suas fundações ficavam dentro d'água.

Instalações e monumentos[editar | editar código-fonte]

Ali estão localizados, além do Porto, o Forte de São Marcelo, o Centro Náutico da Bahia, a Capitania dos Portos, o Mercado do Ouro (ou Cais do Ouro), Museu do Cacau, a estação inferior do Plano Inclinado Gonçalves, a Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia. Na Praça Visconde de Cairu, fica um importante monumento em fibra de vidro do artista Mário Cravo, a Fonte da Rampa do Mercado (ou Monumento à Cidade de Salvador), o Mercado Modelo e a estação inferior do Elevador Lacerda.[1]

Sedia também diversas empresas e órgãos públicos, como a Junta Comercial do Estado da Bahia (Juceb), a Alfândega do Porto de Salvador, a sede do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na Bahia, a sede do Banco do Brasil na Bahia, a sede do Bradesco na Bahia, a sede do Citibank na Bahia, a sede do 2º Distrito Naval da Marinha do Brasil, o Hospital Naval de Salvador da Marinha do Brasil e várias instituições de ensino superior. Além de diversos prédios históricos.

Referências

  1. a b c ASSIS, Bárbara (29 de março de 2013). Salvador 464 anos - Conheça os projetos que mudam a Cidade Baixa (em português). Página visitada em 29 de março de 2013.
  2. Companhia das Docas do Estado da Bahia (8 de outubro de 2012). Novo Porto traz esperanças de revitalização. (em português) Tribuna da Bahia.. Página visitada em 25 de março de 2014.
  3. ROCHA, Amaranta. CRESCEM INVESTIMENTOS NA REVITALIZAÇÃO DO COMÉRCIO (em português). Página visitada em 25 de março de 2014.
  4. FILHO, Sergio Toniello (8 de outubro de 2012). Ainda falta incentivo para ampliar a revitalização do Comércio (em português). Página visitada em 25 de março de 2014.