Comissão Valech

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Comissão Valech ou também conhecida como Comissão Nacional sobre Prisão Política e Tortura é uma comissão criada em 2003 por Ricardo Lagos,[1] pelo Decreto Supremo número 355 do dia 25 de abril de 1990.[2] O objetivo dessa comissão é investigar as violações de direitos humanos no Chile durante o regime militar do general Augusto Pinochet,[1] incluindo vítimas de privação de liberdade ou torturas por razões políticas, desaparecimentos e execuções políticas, sequestros e atentados com motivações políticas, desde que o caso tenha ocorrido entre 11 de setembro de 1973 a 10 de março de 1990.[3] O nome "Comissão Valech" foi criada em homenagem ao arcebispo Sergio Valech,[4] que a presidiu até 2010.[1]

Referências

  1. a b c Chile pode dobrar número de vítimas oficiais do regime Pinochet Tribuna do Norte (17 de agosto de 2011). Página visitada em 15 de setembro de 2011.
  2. Informe Rettig (em espanhol) Governo do Chile. Página visitada em 15 de setembro de 2011.
  3. Objetivos (em espanhol) Calificación de Detenidos Desaparecidos, Ejecutados Políticos y Víctimas de Prisión Política y Tortura. Página visitada em 15 de setembro de 2011.
  4. Rômulo Lopes (10 de setembro de 2011). Governo chileno reconhece relatório da Comissão de Verdade O Estado RJ. Página visitada em 15 de setembro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre direitos humanos é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.