Comissionamento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Comissionamento é o processo de assegurar que os sistemas e componentes de uma edificação ou unidade industrial estejam projetados, instalados, testados, operados e mantidos de acordo com as necessidades e requisitos operacionais do proprietário. O comissionamento pode ser aplicado tanto a novos empreendimentos quanto a unidades e sistemas existentes em processo de expansão, modernização ou ajuste.[1] [2]

Na prática, o processo de comissionamento consiste na aplicação integrada de um conjunto de técnicas e procedimentos de engenharia para verificar, inspecionar e testar cada componente físico do empreendimento, desde os individuais, como peças, instrumentos e equipamentos, até os mais complexos, como módulos, subsistemas e sistemas. [3]

As atividades de comissionamento, no seu sentido mais amplo, são aplicáveis a todas as fases do empreendimento, desde o projeto básico e detalhado, o suprimento e o diligenciamento, a construção e a montagem, até a entrega da unidade ao cliente final, passando, muitas vezes, por uma fase de operação assistida.[4] [5]

Disciplina independente[editar | editar código-fonte]

O comissionamento de grandes empreendimentos civis e industriais (tais como plataformas de óleo e gás, plantas químicas e petroquímicas, oleodutos, gasodutos, centrais e subestações elétricas, usinas siderúrgicas, plantas de papel e celulose, usinas termelétricas e hidrelétricas, grandes edifícios, pontes, rodovias e ferrovias) é uma especialidade técnica complexa e sofisticada, que tende modernamente a ser encarada como uma disciplina específica e independente, tão importante quanto as especialidades tradicionais de engenharia (civil, mecânica, elétrica, instrumentação e naval).

Objetivo e impacto[editar | editar código-fonte]

O objetivo central do comissionamento é assegurar a transferência da unidade civil ou industrial do construtor para o proprietário de forma ordenada e segura, garantindo sua operabilidade em termos de desempenho, confiabilidade e rastreabilidade de informações. Adicionalmente, quando executado de forma planejada, estruturada e eficaz, o comissionamento tende a se configurar como um elemento essencial para o atendimento aos requisitos de prazos, custos, segurança e qualidade do empreendimento.

Sistemas de Gestão do Comissionamento[editar | editar código-fonte]

Em projetos de grande porte, o grande volume e complexidade dos dados de comissionamento, aliado à necessidade de garantir a eficiente rastreabilidade e disponibilidade de todas as informações envolvidas, demandam a utilização de sistemas de gestão do comissionamento (softwares) cada vez mais poderosos e sofisticados, capazes de otimizar o planejamento e acompanhamento de todas as atividades dessa importante fase do ciclo de vida do ativo industrial.[6]

Referências

  1. BENDIKSEN, T., YOUNG, G. Commissioning of Offshore Oil and Gas Projects: The Manager's Handbook, AuthorHouse Publishers, 2005.
  2. HORSLEY, D. Process Plant Commissioning, a User Guide, Institution of Chemical Engineering, 1998.
  3. FARES, F., MONTENEGRO, B., PRATES, A., Commissioning of Oil & Gas Projects – Current Status, Evolution and Trends. em: Rio Oil & Gas 2010, Rio de Janeiro, Brazil, set 2010.
  4. MONTENEGRO, B., O Comissionamento Durante as Fases de Construção de um Empreendimento Complexo, em: EPC News, abril 2009.
  5. CARVALHO, ALEXANDRE C. (abril de 2008). Plano de Comissionamento em Instalações industriais website da SGS PID. Página visitada em 21 de abril de 2012.
  6. PRATES, A. Inovações Tecnológicas no Comissionamento de Projetos de Óleo & Gas. em: Revista TN Petróleo, ano IX, num 50, 2006.