Commando

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Commando
Comando (PT)
Comando para matar (BR)
 Estados Unidos
1985 • cor • 90 min 
Direção Mark L. Lester
Produção Joel Silver
Roteiro Steven E. de Souza
Joseph Loeb III
Matthew Weisman
Elenco Arnold Schwarzenegger
Alyssa Milano
James Olson
Ver mais
Gênero Ação e Aventura
Idioma inglês
Música James Horner
Direção de fotografia Matthew F. Leonetti
Efeitos especiais The L.A. Effects Group
Edição Glenn Farr
Mark Goldblatt
John F. Link
Estúdio 20th Century Fox / Silver Pictures
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento Estados Unidos 4 de Outubro de 1985
Portugal 17 de Janeiro de 1986
Orçamento US$10 milhões[1]
Receita US$57,491,000
Página no IMDb (em inglês)
Classificação
Brasil:  DJCTQ - 14.svg
Estados Unidos:  R
Portugal:  M/16

Commando (br: Comando para Matar / pt: Comando) é um filme estadunidense de 1985 dirigido por Mark L. Lester.


Sinopse[editar | editar código-fonte]

O militar aposentado Coronel John Matrix era um soldado de uma força especial de elite que ao deixar o serviço ativo, foi morar com sua filha pequena Jenny em uma cabana nas montanhas. Um dos ex-companheiros de Matrix participa de um grupo de mercenários e rapta Jenny para forçar o coronel a cometer um crime político em Valverde (país fictício). Matrix finge colaborar, mas usando de sua tremenda força física escapa de seus guardas saltando de um avião que estava para decolar. E vai atrás de sua filha, eliminando todos os raptores que encontra pela frente.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]


Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Matrix mata 146 pessoas durante o filme.
  • 138 das 146 mortes citadas acima acontecem em apenas 10 minutos de filme.
  • Apesar de ser um filme de ação e conter cenas violentas, o filme também ficou conhecido por conter cenas exageradas e frases hilárias, as quais rendem piadas e discussões em diversos blogs e sites de relacionamentos.

Cena que marcou o filme[editar | editar código-fonte]

Dentro do shopping, Matrix se pendura como Tarzan em umas bexigas de enfeites, as quais na vida real não suportariam um peso de um ser-humano.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.