Companhia Nacional de Ópera do Canadá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Four Seasons Centre, home of the COC

A Companhia de Ópera do Canadá é uma companhia de ópera baseada em Toronto, Ontário. É a maior companhia do Canadá e a terceira maior produtoras de ópera da América do Norte. A companhia residen no Quatro Estações Centro de Performances Artísticas (em inglês, Four Seasons Centre for the Performing Arts). Por 40 anos, até Abril de 2006, a companhia apresentava-se no Centro Hummingbird.

História[editar | editar código-fonte]

Nicholas Goldschmidt e Herman Geiger-Torel fundaram a companhia em 1950 como Companhia de Ópera do Conservatório Real. Geiger-Torel tornou-se o diretor artístico em 1956 e o diretor geral em 1960. A companhia foi renomeada para Associação de Ópera Canadense em 1960 e para o atual nome em 1977. Geiger-Torel retirou-se do seu cargo em 1976. Lofti Mansouri foi o diretor geral de 1976 a 1988. Em 1983 a companhia introduziu um sistema de legenda em suas produções, a primeira companhia a usar esses sistema no mundo. Joan Sutherland cantou pela primeira vez como Anna Bolena de Gaetano Donizetti na companhia[1] .

Brian Dickie serviu como diretor geral entre 1988 e 1993. Dickie nomeou o maestro Richard Bradshaw como maestro chefe em 1989. Elaine Calder foi a diretora geral de 1994 a 1997. Em 1998, Bradshaw foi nomeado diretor geral[2] . A primeira performance na nova sede foi Der Ring des Nibelungen de Richard Wagner, com design de Michael Levine e quatro diferentes diretores: Michael Levine (Das Rheingold), Atom Egoyan (Die Walküre), François Girard (Siegfried) e Tim Albery (Götterdämmerung). Em 2006, o contrato de Bradshaw foi prolongado por mais 10 anos, mas ele morreu de um ataque cardíaco em 15 de Agosto de 2007.

Alexander Neef foi nomeado diretor geral em junho de 2008[3] . Em Outubro de 2008, Johannes Debus fez sua estreia como maestro da companhia[4] , numa produção de War and Peace de Sergei Prokofiev, sendo aclamado pela crítica[5] , o contrato de Debus vai até 2013[6] . A pianista e cantora Sandre Horst é a maestrina do coral[7] .

Referências

  1. Sandra Martin (1984-05-29). Opera: Joan Sutherland In New Role New York Times. Visitado em 2009-01-08.
  2. Richard Bradshaw of Canadian Opera Company dies at 63 CBC News (2007-08-16). Visitado em 2009-01-08.
  3. COC names German-born Alexander Neef as general director CBC News (2008-06-25). Visitado em 2009-01-08.
  4. Susan Noakes (2009-01-07). Frankfurt conductor Johannes Debus named COC music director CBC News. Visitado em 2009-01-08.
  5. Robert Everett-Green (2009-01-17). Score one for the COC Globe and Mail. Visitado em 2009-01-18.
  6. COC Music Director Johannes Debus Canadian Opera Company (7 janeiro 2009). Visitado em 2009-01-08.
  7. William R. Braun (julho 2009, vol 74, no. 1). The Education of a Chorus: Sandra Horst is chorus master at both Canadian Opera Company and Opera Theatre of Saint Louis Opera News. Visitado em junho 24, 2009.