Composto alifático

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em química orgânica, os compostos orgânicos constituídos de carbono e hidrogênio são divididos em duas classes:

  • aromáticos, que contêm anéis benzênicos ou anéis de átomos similares;
  • alifáticos (IPA: [ˌæləˈfætɪk]; G. aleiphar, gordura, óleo), que não contêm anéis aromáticos.[1]

Os compostos alifáticos podem ser:

Podem também ser:

Quanto a composição da cadeia, os compostos alifáticos podem ser classificados ainda em:

  • homoalifático, quando há uma continuidade de átomos de carbono ligados formando a cadeia alifática, sem um único átomo diferente do carbono quebrando tal continuidade
  • heteroalifático, quando há uma descontinuidade dos átomos de carbono na cadeia, como no caso dos éteres, onde pode haver um ramo alifático contínuo, homoalifático, de um lado, a interposição de um átomo de oxigênio e depois a cadeia continua, apenas com átomos de carbono.

Hidrocarbonetos alifáticos, especificamente, são hidrocarbonetos com átomos de carbono estruturais em cadeias abertas e fechadas (cíclicas), não aromáticas. Podem ser alcanos, alcenos, alcinos ou alcadienos, e ainda outras combinações, se as ligações entre esses átomos forem respectivamente simples, duplas ou triplas.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. International Union of Pure and Applied Chemistry (1995). "Aliphatic compounds". Compendium of Chemical Terminology, Versão da Internet

Ver também[editar | editar código-fonte]