Compulsion

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Compulsion
O Génio do Mal (PT)
Estranha Compulsão (BR)
 Estados Unidos
1959 • Preto e branco • 103 min 
Direção Richard Fleischer
Roteiro Richard Murphy
Elenco Bradford Dillman
Orson Welles
Diane Varsi
Dean Stockwell
Género Policial
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

Compulsion (br: Estranha Compulsão, pt: O Génio do Mal) é um filme estadunidense de 1959, do gênero policial, dirigido por Richard Fleischer, e baseado na novela de 1956 Compulsion, de Meyer Levin, que por sua vez foi inspirada no caso Leopold-Loeb.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Em 1924, dois brilhantes e ricos estudantes da Universidade de Chicago, Judd e Artie, se acham capazes de realizar o crime perfeito. A dupla acaba por cometer um assassinato, mas contrariando suas expectativas, a polícia logo chega até eles. Levados à julgamento, a única esperança de Judd e Artie escaparem da forca reside na competência e dignidade do advogado Jonathan Wilk.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

BAFTA 1960 (Reino Unido)

  • Indicado na categoria de melhor filme de qualquer origem.

Festival de Cannes 1959 (França)

  • Venceu na categoria de melhor ator (Dean Stockwell, Bradford Dillman e Orson Welles)
  • Indicado à Palma de Ouro.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Em 1948, o crime já havia gerado um clássico de Alfred Hitchcock, Rope (chamado no Brasil de Festim Diabólico). De certa forma este segundo filme pode ser considerado como uma sequência do de 1948, pois mostra o julgamento dos criminosos. Hitchcock havia encerrado seu filme com o desmascaramento e prisão dos criminosos pelo professor deles, interpretado por James Stewart.

Orson Welles, que na época fazia trabalhos como ator para ganhar dinheiro e continuar sua carreira de diretor, aparece apenas na segunda parte do filme, mas consegue chamar toda a atenção. No papel do advogado Wilk, ele profere um veemente discurso contra a pena de morte.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]