Comunhão de Porvoo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Porvoo Kirchengemeinschaft.jpg

Comunhão de Porvoo ou Igrejas de Porvoo é o resultado do acordo celebrado entre doze igrejas protestantes da Europa em 1992, no encerramento de conversações teológicas mantidas por representantes oficiais de quatro igrejas anglicanas e oito igrejas luteranas nórdicas, bálticas e ibéricas. Estas conversações realizaram-se no período de 1989 a 1992 e estabelecem plena comunhão entre as igrejas signatárias do acordo.

Tomou o nome de Porvoo por ter sido na catedral de Porvoo, na Finlândia, que se celebrou a Eucaristia no último domingo das conversações. (pronuncia-se pòrvoh).

Trata-se de um marco importante no diálogo ecumênico realizado entre a Igreja Anglicana e a Igreja Luterana na Europa do Norte.

Um dos resultados deste acordo é que os bispos, presbíteros e diáconos de todas as igrejas participantes podem exercer seu ministério em todas as demais. Todas as igrejas participantes são igrejas episcopais, porém não têm doutrina única sobre o episcopado. Apesar disto, decidiram reunir-se para um futuro comum. Participam das ordenações das demais igrejas da Comunhão de Porvoo, na busca da criação de um episcopado comum.

Igrejas participantes da Comunhão de Porvoo[editar | editar código-fonte]

Igrejas anglicanas[editar | editar código-fonte]

Igrejas luteranas[editar | editar código-fonte]

  • Igreja Evangélica Luterana da Finlândia
  • Igreja da Islândia
  • Igreja da Noruega
  • Igreja da Suécia
  • Igreja Evangélica Luterana da Estônia
  • Igreja Evangélica Luterana da Lituânia

Este acordo faz parte de um conjunto de iniciativas de caráter ecumênico que as diversas igrejas protestantes vêm realizando.

A Comunhão Anglicana celebrou acordos de reconhecimento recíproco com a Igreja Evangélica da Alemanha (Meissen, 1988), com as Igrejas Luteranas Escandinavas e Bálticas (Porvoo, 1992) e com as Igrejas Evangélicas da França (Reuilly, 1999).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]