Comunidade de Cristo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Comunidade de Cristo
Símbolo da Comunidade de Cristo no portal do Templo de Independence.
Orientação Santos dos Últimos Dias
Fundador Joseph Smith, Jr. (precursor)
Joseph Smith III
Origem 6 de abril de 1860,
Amboy, Illinois
Sede Independence, Missouri
 Estados Unidos
Número de membros 250 000 membros (2011)
Número de igrejas 2
Países em que atua Estados Unidos

Comunidade de Cristo (em inglês Community of Christ), conhecida anteriormente como Igreja Reorganizada de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Reorganized Church of Jesus Christ of Latter Day Saints) é a segunda maior ramificação dos Santos dos Últimos Dias. Surgiu como uma tentativa de restauração, segundo seus seguidores, das origens dos Santos dos Últimos Dias, e tem sua sede em Independence (Missouri).

A Comunidade de Cristo conta hoje com mais de 250 000 membros em 30 países, sendo dirigida por uma Primeira Presidência que consiste de um Profeta-Presidente e dois conselheiros. O ministério da igreja é supervisionado pelo Conselho dos Doze Apóstolos. A cada dois anos, delegados de todo o mundo se reúnem para votar assuntos relativos a igreja na Conferência Mundial.

Durante as últimas décadas a Igreja tem mudado sua missão, dedicando-se a promover a tolerância e redefinindo-se como uma igreja de "Paz e Justiça". Algumas alterações importantes incluem a ordenação de mulheres ao sacerdócio (devido a uma revelação recebida em 1984 pelo então Presidente Wallace B. Smith, sendo ele o primeiro na sucessão da Presidência da Igreja que não é da linhagem direta de Joseph Smith Jr. e a mudança do nome da igreja. Certas mudanças não foram bem aceitas por alguns membros, e alguns conservadores tem fundado denominações que creem estar mais próximas das crenças tradicionais do movimento.

História da igreja[editar | editar código-fonte]

Origens[editar | editar código-fonte]

Templo de Kirtland, Ohio. Propriedade da Comunidade de Cristo.

A Comunidade de Cristo tem sua origem no Movimento dos Santos dos Últimos Dias. Após a morte do fundador Joseph Smith Jr. em 1844 o Movimento dos Santos dos Últimos Dias dividiu-se em diversas facções devido ao fato de Joseph Smith não ter eleito um sucessor, esse episódio ficou conhecido com a crise na sucessão do Movimento dos Santos dos Últimos Dias, que na verdade não foi uma crise por parte dos Santos dos últimos dias, pois 90% dos mómons seguiram Brigham Young na época, e os 5% formaram a Comunidade de Cristo, que é hoje.

Brigham Young conseguiu angariar o 90% dos membros e constituiu A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Outros grupos foram formados por diversos outros membros do movimento como Sidney Rigdon, James J. Strang, Lyman Wight, Alpheus Cutler, William Smith, e David Whitmer.

Muitos dos Santos dos Últimos Dias elegeram o filho mais velho de Joseph Smith, Joseph Smith III como sucessor de seu pai no comando da Igreja. Quando seu pai morreu, Joseph III contava com onze anos de idade, e sua mãe Emma Hale Smith com sua família permaneceram em Nauvoo.

Durante a década de 1850, os Santos do Meio-Oeste que não haviam se filiado a nenhuma facção ou que haviam abandonado algumas destas, começaram a reunir-se. Seus líderes incluíam pessoas como Jason W. Briggs e Zenos H. Gurley, Sr., e organizaram um novo movimento o qual convidaram Joseph Smith III para dirigir, e este aceitou após afirmar ter recebido uma confirmação espiritual. Na Conferência em Amboy, Illinois em 6 de abril de 1860, Joseph III formalmente aceitou a liderança da que seria reconhecida como a Igreja Reorganizada de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. William Marks, que serviu como presidente da estaca de Nauvoo tornou-se conselheiro de Joseph III na reorganização da Primeira Presidência.

Joseph Smith III — Líder da "Reorganização" em 1860 dos Santos dos Últimos Dias.

A Presidência de Joseph Smith III[editar | editar código-fonte]

Inicialmente, Joseph III continuou a viver em Nauvoo, porém mudou-se posteriormente para Plano, Illinois onde a imprensa da igreja estava estabelecida e serviu como sede da igreja. Joseph III e seus irmãos, Frederick G. W., Alexander Hale Smith, e David Hyrum Smith serviram em diversas missões para a igreja, reunindo diversos adeptos dos Santos dos Últimos Dias antigos.

Com o crescimento da Igreja, muitos membros sentiram a necessidade de reunir-se e viver de acordo com os ensinamentos originais de Joseph Smith Jr. Este desejo levou a fundação da cidade de Lamoni, no oeste do Iowa. Smith III mudou-se para Lamoni que tornou-se a sede da Igreja.

Durante o final do século XIX, Smith III e a Igreja se viram em juízo devido aos direitos de propriedade do Templo de Kirtland. Em 1880 uma corte de Ohio determinou que a Igreja Reorganizada era detentora legal dos direitos.

Ao final de sua vida, Smith III mudou-se para Independence (Missouri), cidade que seu pai dedicou como o "lugar central" para a cidade de Sião. Veio a falecer em 10 de dezembro de 1914.

Série temática sobre os
Santos dos Últimos Dias
Salt Lake Temple spires.jpg
História
Primeira Visão
Crise na sucessão
Escrituras-padrão
Livro de Mórmon
Doutrina e Convênios
Pérola de Grande Valor
Bíblia
Importantes líderes
Joseph Smith Jr. · Oliver Cowdery
Sidney Rigdon · Brigham Young
Thomas S. Monson
Publicações Periódicas (em português)
A Liahona
Doutrinas
Regras de fé
Estrutura
Primeira Presidência
Quórum dos Doze Apóstolos
Quórum dos Setenta
Conflitos
Guerra Mórmon · Guerra de Utah
Legião Nauvoo · Batalhão Mórmon
Ramificações
A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Comunidade de Cristo
Bickertonitas · Strangitas
Igreja de Cristo (Lote do Templo)


Membros[editar | editar código-fonte]

Templo da Comunidade de Cristo em Independence (Missouri), Estados Unidos, dedicado em 1994.

Os membros da Comunidade de Cristo totalizaram cerca de 250 000 em 2008. São cerca de 25 000 na África, 8000 na Ásia, 8000 no Canadá, 13 000 na região do Caribe, 2500 na Europa, 10 000 na região do oceano Pacífico, 3000 na América do Sul e Central, e 130 000 nos Estados Unidos.

A igreja é oficialmente estabelecida nos seguintes países e territórios: Argentina, Austrália, Bélgica], Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa do Marfim, República Dominicana, El Salvador, Fiji, França, Polinésia Francesa, Alemanha, Guiana, Guatemala, Haiti, Honduras, Hungria, Índia, Jamaica, Japão, Quênia, Coreia do Sul, Libéria, México, Holanda, Nova Zelândia, Nigéria, Noruega, Papua-Nova Guiné, Peru, Filipinas, Rússia, África do Sul, Espanha, Suíça, Ucrânia, Reino Unido, Estados Unidos, Venezuela, Zâmbia e Zimbabué.

Estima-se que mais da metade dos membros da igreja falam uma língua diferente do inglês. A igreja traduz recursos em francês, espanhol, português, russo, télugo, sora, tahitian, chewa, chibemba, efik, lingala e swahili.

Doutrinas[editar | editar código-fonte]

Os Santos da Comunidade de Cristo tem sido chamados de "mórmons moderados" e o biógrafo de Joseph Smith III referiu-se a este como um "profeta pragmático". Sendo assim, os Santos da Comunidade de Cristo tem sido considerados por muitos como uma ponte entre os Santos de Utah e o Cristianismo em geral.

Ao contrário da tradição de Utah que defende uma divindade de três personagens distintos, os Reorganizados são trinitaristas. As práticas relativas aos Templos também são diferenciados: os Templos de Kirtland e Independence são locais de educação e adoração públicos e abertos a todas as pessoas.

Sacramentos[editar | editar código-fonte]

A Comunidade de Cristo pratica oito sacramentos:

  • Batismo
  • Confirmação (Batismo do Espírito Santo)
  • Bênção das crianças
  • Eucaristia
  • Matrimônio
  • Bênção dos enfermos
  • Ordenação ao Sacerdócio (extensivo também às mulheres da Igreja)
  • Bênção Patriarcal

Escrituras[editar | editar código-fonte]

A Comunidade de Cristo reconhece a Bíblia, o Livro de Mórmon e Doutrina e Convênios (em uma versão diferente da aceita pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias) como escrituras inspiradas.

  • Bíblia — Durante sua vida, Joseph Smith Jr. iniciou uma revisão da Versão do Rei Jaime das escrituras. Após sua morte os manuscritos permaneceram na família Smith e passaram a Comunidade de Cristo. O trabalho foi publicado pela Comunidade como a versão inspirada da Bíblia, ainda que também aceitem outras versões modernas.
  • Livro de Mórmon — A Comunidade de Cristo publica duas versões do Livro de Mórmon: a Edição Autorizada baseada no manuscrito original utilizado na primeira edição do livro e a Segunda Edição de 1837 revisada por Joseph Smith Jr. Seu conteúdo é similar a versão tradicional da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias mas com versificação diferente. Também publicam uma Versão Autorizada Revisada em um inglês mais moderno.
  • Doutrinas e Convênios — Este livro contém as revelações selecionadas e documentos dadas principalmente aos Profetas-Presidentes e ratificadas pela Comunidade. Difere consideravelmente da versão da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pois continua agregando as revelações continuamente dadas e supriram as seções de Doutrina e Convênios que citam o Batismo em favor dos Mortos, prática essa corrente da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Salvação[editar | editar código-fonte]

Os ensinamentos da Comunidade de Cristo oferecem declarações teológicas sobre o princípio de salvação para a consideração dos seus membros, mas a denominação não espera que a adesão estrita doutrinária sobre a matéria de crença. A força-tarefa apresenta a visão de que a salvação e a vida eterna são os dons e que pelo batismo e discipulado vivido como resposta ao evangelho, os indivíduos tornam-se novas pessoas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.