Concílios de Clovesho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Por Concílios de Clovesho compreende-se como a realização de sete Concílios não ecumênicos, realizados na igreja da Inglaterra, no período entre os anos 742-825. Nestes concílios além dos bispos, os abades, os reis da Mércia e seus súditos tomaram parte, não era em verdade um sínodo na acepção do termo, mas um misto, ou encontro religioso, entre o clero regular, secular e poder estatal constituído. Nestes encontros os assuntos da igreja foram decididas pelos bispos, sob a presidência do arcebispo e o rei deu o seu consentimento ou aval para as decisões ali deliberadas.

O motivo pelo qual estes Concilios realizaram-se em Clovesho (também: Clofeshoch, Clofeshoas) não ficou claro. Presumivelmente concebe-se que seja pelo fato de Clovesho situar-se no reino da Mércia e perto de Londres. Possíveis localizações são identificadas na pesquisa: Abingdon, Tewkesbury ou Cliff-at-Hoo em Kent.

Existem registros de um outro Concílio realizado em Clovesho no ano de 716, todavia a autenticidade ou confiabilidade do ali apontado ficou em xeque e consta como duvidosa. Para os Concílios abaixo citados, todavia, as fontes são seguras, confiáveis e disponíveis:

Concílio de 742[editar | editar código-fonte]

Presidido pelo arcebispo da Cantuária Cutberto (741760), contou com a assistência do rei Athelbald de Mercia.

Concílio de 747[editar | editar código-fonte]

Presidido pelo arcebispo da Cantuária Cutberto (741760), foi um dos mais importantes concílios ocorridos na região. Nele deu-se a adoção de 31 regras canônicas.

Concílio de 794[editar | editar código-fonte]

Presidido pelo arcebispo de Lichfield Higbert de Lichfield. (779-799) e assistido pelo rei Offa de Mércia, decidiu-se sobre possessões doadas pela Arquidiocese.

Concílio de 794[editar | editar código-fonte]

Presidido pelo arcebispo da Cantuária Æthelhard (793805) e assistido pelo rei Cenwulf, abordou questões de crença e prática religiosa, um acordo sobre uma troca de terras

Concílio de 803[editar | editar código-fonte]

Presidido pelo arcebispo da Cantuária Æthelhard (793805) e assistido pelo rei Cenwulf, deliberou sobre um pedido do papa Leão III, deu-se a reversão de Lichfield em arcebispado cujo mesmo ficou subordinado ao arcebispo de Cantuária.

Concílio de 824[editar | editar código-fonte]

Presidido pelo arcebispo da Cantuária Wulfed (805-832) e assistido pelo rei Beornwulf, deliberou sobre uma questão de herança.

Concílio de 825[editar | editar código-fonte]

Presidido pelo arcebispo da Cantuária Wulfed (805-832), deliberou sobre a clarificação de uma disputa entre o arcebispo e a abadessa Cwenthrytha.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]