Conceição do Araguaia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Município de Conceição do Araguaia
"Portal da Amazônia, Conceição das areias"
Bandeira de Conceição do Araguaia
Brasão de Conceição do Araguaia
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 30 de Maio
Fundação 14 de abril de 1897
Gentílico conceicionense, araguaiano
Prefeito(a) Valter Rodrigues Peixoto[1] (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Conceição do Araguaia
Localização de Conceição do Araguaia no Pará
Conceição do Araguaia está localizado em: Brasil
Conceição do Araguaia
Localização de Conceição do Araguaia no Brasil
08° 15' 28" S 49° 15' 54" O08° 15' 28" S 49° 15' 54" O
Unidade federativa  Pará
Mesorregião Sudeste Paraense IBGE/2008[2]
Microrregião Conceição do Araguaia IBGE/2008[2]
Municípios limítrofes Norte: Rio Maria; Sul: Santa Maria das Barreiras; Leste: Couto Magalhães, no estado do Tocantins; Oeste: Redenção e Pau D’Arco.
Distância até a capital 1,001 km km
Características geográficas
Área 5,829 km² [3]
População 45 885 hab. IBGE/2012[4]
Densidade 7 871,85 hab./km²
Altitude 165 m
Clima tropical com estação seca de inverno Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,64 médio PNUD/2010[5]
PIB R$ 269 266,222 mil IDESP/2010[6]
PIB per capita R$ 5 914,04 IDESP/2010[6]
Página oficial

Conceição do Araguaia é um município brasileiro do estado do Pará. Localiza-se a uma latitude 08º15'28" sul e a uma longitude 49º15'53" oeste, estando a uma altitude de 165 metros. Sua população estimada em 2012 era de 45.885 habitantes. Possui uma área de 5.829,441 km².

Situada à margem esquerda do Rio Araguaia, foi fundada pelo frade dominicano Frei Gil de Vilanova.

História[editar | editar código-fonte]

A história de Conceição do Araguaia traz seus primeiros registros ligados ao período do Brasil Imperial, mais precisamente ao ano de 1888, quando o religioso francês frei Gil Vilanova chegou no local para catequizar os índios Kaiapó. A região se originou do extenso território de Baião. Inicialmente, foi criado um posto de catequese que mais tarde foi crescendo a ponto de se tornar um movimentado povoado. Em 1908, o então governador do Pará, Augusto Montenegro, elevou o povoado à categoria de cidade para fazer frente às ameaças do estado de Goiás de anexar a área a seu território.

Com a Revolução de 1930, houve a queda do comércio da borracha provocando a extinção do município que, por sua vez, reconquistou autonomia política três anos depois, em 1933. O resultado foi o desmembramento do vasto território em 5 municípios: Santana do Araguaia (1961), Redenção, Rio Maria e Xinguara (1982) e Floresta do Araguaia (1993).

O nome da cidade é uma homenagem à padroeira da localidade original, Nossa Senhora da Conceição, e ao rio que banha a margem esquerda dessa terra, o Araguaia, que na língua tupi significa 'rio do vale dos papagaios'.

A guerrilha[editar | editar código-fonte]

Em 1972 o local foi palco de um movimento militar na fase mais radical da ditadura brasileira. Nesse contexto, o exército brasileiro tomou de assalto a região do baixo Araguaia, fazendo de Marabá e Xambioá suas cidades-quartéis. A 'ocupação' da área tinha por objetivo aniquilar o incipiente movimento de resistência que vinha sendo construído na região por militantes do Partido Comunista do Brasil.

Esta agressão militar, que atingiu não só os militantes comunistas, mas também a população local, deu início ao episódio que ficou conhecido pela história como a Guerrilha do Araguaia. Até hoje vivem por lá ex-guerrilheiros e também ex-combatentes da guerrilha.

Embora a grande maioria prefira silenciar-se sobre o assunto, principalmente os familiares dos envolvidos diretamente nessa história, a guerrilha tem um forte apelo turístico, tanto que inspirou a Paratur e a secretaria de turismo do município e de outros municípios vizinhos, a roteirizar produtos relacionados ao tema. O resultado é o roteiro “Trilhas do Araguaia” que, embora o nome ainda esteja sendo discutido, levará o tema, juntamente com outros ícones da cultura, da arte, da gastronomia e do artesanato locais.Seus artistas locais são representantes das varias áreas da cultura, musical, literária e plásticas.

Conhecidos não somente pelo público local, como também, em outras partes do país. Entres eles: Moacir Costa, Orlando Mendoça, Wilson Leite, "Manelão" que morreu em 2012 , Isaú Coelho, Viani Braga, José Valdir,Alan Rocha dos Santos. Obras: Dezoito Rosas (censurado) História de Fé e vida e A Caverna do Saber, Leonardo Luz, Fortes Sobrinho e D. Luis Palha-op(ex-bispo).

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a temperatura mínima registrada em Conceição do Araguaia foi de 9,2ºC, ocorrida no dia 3 de junho de 1964. Já a máxima foi de 41,3ºC, observada dia 15 de setembro de 2010. Fonte: Dados históricos (cadastro necessário!) . O maior acumulado de chuva registrado na cidade em 24 horas foi de 164,6 mm, em 11 de dezembro de 2000.[7]

Eventos[editar | editar código-fonte]

Jogos indígenas[editar | editar código-fonte]

A cidade foi sede dos III Jogos Indígenas do Pará no ano de 2006, em uma arena com o rio Araguaia ao fundo, tendo várias etnias participado dessa grande festa dos povos indígenas do Brasil.

Referências

  1. Eleições 2012: confira quais foram os prefeitos eleitos na região do Carajás. Jornal do Zedudu.
  2. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. Estimativas da população residente nos municípios brasileiros com data de Referência em 1º de julho de 2012. Estimativa Populacional para 2012. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1º de julho de 2012). Página visitada em 16 de janeiro de 2013.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 21 de setembro de 2013.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios do estado do Pará - 2010. Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará. Página visitada em 13 de março de 2012.
  7. Sistema de Monitoramento Agrometeorológico (Agritempo). Dados Meteorológicos - Pará. Página visitada em 26 de novembro de 2011.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Pará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.