Concertación

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Logo da Concertación.

A Concertación de Partidos por la Democracia (em português: Coalizão de Partidos pela Democracia, conhecida popularmente como Concertación ou Concertación Democrática) é uma coalizão eleitoral de partidos políticos chilenos de centro-esquerda onde confluem social-democratas e democratas-cristãos. É formada por quatro partidos políticos principais: Partido Demócrata Cristiano (PDC); Partido por la Democracia (PPD); Partido Radical Social Demócrata (PRSD) e Partido Socialista (PS).

Seu nome original era Concertación de Partidos por el No (em português: Coalizão de Partidos pelo Não), para se opor ao plebiscito presidencial convocado pela ditadura militar de Augusto Pinochet, com a intenção de perdurar sua permanência no cargo. Com a vitória da Concertación sobre a ditadura, Pinochet convocou eleições para um novo presidente e Congresso Nacional. A coalizão manteve disciplina interna, apresentando um único candidato às eleições de então, o líder democrata-cristão Patricio Aylwin.

A Concertación permaneceu na presidência do Chile de 1990 a 2010, quando houve a eleição de Sebastián Piñera, da direita chilena. Além de Aylwin, haviam sido eleitos pela coalizão todos os presidentes chilenos desde a redemocratização Eduardo Frei Ruiz-Tagle, Ricardo Lagos e Michelle Bachelet.

Ícone de esboço Este artigo sobre política, partidos políticos ou um político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.