Condado palatino de Cefalônia e Zaquintos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Condado palatino de Cefalônia e Zaquintos
Armes de Sicília (1243 al 1410).png
1185 – 1479 Flag of the Ottoman Empire (1453-1517).svg
 
Flag of Republic of Venice.png
Localização de Condado palatino de Cefalônia e Zaquintos
Mapa das ilhas Jônicas, mostrando Cefalônia e Zaquintos abaixo, à esquerda.
Continente Ásia
Região Ilhas Jônicas
País Grécia
Capital Não especificada
Língua oficial língua grega
Religião cristianismo
Governo Condado palatino
Conde palatino
 • 1185 Margarido de Brindisi
Período histórico Idade Média
 • 1185 de 1185 Criado por Guilherme II da Sicília como prêmio a Margarido de Brindisi
 • 1479 de 1479 Dividido entre o Império Otomano e a República de Veneza

O Condado palatino de Cefalônia e Zaquintos foi um condado palatino que existiu entre 1185 e 1479 como parte do Reino da Sicília. O título e o direito de governar as ilhas Jônicas de Cefalônia e Zaquintos foi inicialmente dado a Margarido de Brindisi pelos serviços prestados a Guilherme II, rei da Sicília, em 1185.

Depois de Margarido, o contado passou para um ramo da família Orsini até 1325, em seguida brevemente pelas mãos dos angevinos e então, a partir de 1357, para a família Tocco até 1479. Neste ano, o condado foi repartido entre Veneza e os turcos otomanos: Zaquintos passou para o controle daquele e Cefalônia, por 21 anos, deste.

Condes palatinos de Cefalônia e Zaquintos[editar | editar código-fonte]