Conde da Cunha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Conde da Cunha foi um título criado por D. José, a 14 de Março de 1760,1 a favor de D. António Álvares da Cunha (c. 1700-1791), posteriormente 9º vice-rei do Brasil (1763-1767).

Terá sido em parte como recompensa pelos serviços do tio, D. Luís da Cunha (1668-1740), secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Guerra e autor do Testamento Político, que aconselha o futuro rei a empregar o futuro marquês de Pombal.

Usaram o título
1 D. António Álvares da Cunha 1.º conde da Cunha (* c. 1700)
2 D. José Vasques Álvares da Cunha 2.º conde da Cunha (* 1734)
3 D. Pedro Álvares da Cunha 3.º conde da Cunha (* 1762)
4 D. José Maria Vasques Álvares da Cunha 4.º conde da Cunha (* 1793)
5 D. Guterre José Maria Vasques Álvares da Cunha 5.º conde da Cunha (* 1820)

Após a implementação da República e o fim do sistema nobiliárquico, tornou-se pretendente ao título Anselmo José Teixeira Homem de Brederode.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.