Conde de Mornington

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O título Conde de Mornington foi criado no Pariato da Irlanda em 1760 para Garret Wellesley. Com a morte do quinto conde, o título passou para o ducado de Wellington, onde tem permanecido até hoje. Os títulos associados com este pariato são: visconde de Wellesley (1760) e barão de Mornington (1746), ambos no Pariato da Irlanda.

O segundo conde, Richard Wellesley, foi titulado barão de Wellesley no Pariato da Grã-Bretanha em 1797 e marquês de Wellesley no Pariato da Irlanda em 1799; mas estes dois títulos foram extintos com sua morte. Em 1821, o terceiro conde foi titulado barão de Maryborough no Pariato da Irlanda, mas tal título também foi extinto com a morte de seu neto, o quinto conde.

Barões de Mornington (1746)[editar | editar código-fonte]

Condes de Mornington e Viscondes Wellesley (1760)[editar | editar código-fonte]

Para uma sucessão mais completa, veja Duque de Wellington

Barão Wellesley (1797) e Marquês Wellesley (1799)[editar | editar código-fonte]

Barões Maryborough (1821)[editar | editar código-fonte]