Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol
Fundação 03 de fevereiro de 1990
Filiação à IBAF|ISF  ?
Sede São Paulo, SP
Presidente Jorge Otsuka
Ouro nas Olimpíadas  ?
Ouro em Pan  ?
Mundiais  ?

A Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol (CBBS) é o órgão responsável pela organização dos eventos e representação dos atletas do beisebol e do softbol no Brasil.

Passou a organizar, a partir da fundação em 1990, o Campeonato Brasileiro de Beisebol que era antes organizado pela Federação Paulista de Beisebol e Softbol. Mas o campeonato adulto, a partir de 2003, que na verdade é o LVIIº Campeonato.

Anteriormente os campeonatos eram organizados pela Federação Paulista de Beisebol e Softbol desde 1946, mas que na realidade existiam desde 1936, quando a realização o Iº Campeonato Brasileiro.[1]

Campeonatos[editar | editar código-fonte]

A Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol organiza campeonatos nacionais para diferentes idades. No Beisebol, as categorias são: Pré Infantil (até 10 anos), Infantil (11 e 12 anos), Pré Junior (13, 14 anos), Junior (15, 16 anos), Juvenil (17, 18 anos) e Adulto. Há também um campeonato sub 21. Já no Softbol, as divisões adotadas a partir de 2014 são: Sub 13, Sub 15, Sub 17, Sub 19 e Adulta. Ainda, há uma divisão da CBBS que é responsável por organizar os campeonatos de beisebol veterano, com categorias de 5 em 5 anos a partir de 30 anos e até os 70 anos. Ainda há a CBBSU, responsável por organizar o Campeonato Brasileiro Universitário de beisebol e de softbol.

Em 2014, os campeonatos realizados pela confederação foram:

  • Torneio Início (Beisebol: Pré Infantil; Softbol: Mirim)
  • Taça Yakult (Beisebol: Infantil, Pré Junior)
  • Campeonato Brasileiro de Clubes (Beisebol: Pré Infantil, Infantil, Pré Junior, Junior, Juvenil, Adulto, Sub 21; Universitário. Softbol: Sub 13, Sub 15, Sub 17, Sub 19, Adulta, Universitário. Beisebol Veterano: 30 "trintão", 35 "pré veterano", 40 "quarentão", 45 "quarenta e cinco", 50 "cinquentão", 55 "cinquenta e cinco", 60 "sessentão", 65 "super veterano", 70 "setentão")
  • Taça Brasil (Beisebol: Pré Infantil, Infantil, Pré Junior, Junior, Juvenil, Adulto; Softbol: Sub 13, Sub 15, Sub 17, Sub 19, Adulta)
  • Torneio Internacional (Beisebol: Infantil)
  • Festival Primavera (Beisebol: Pré Infantil)
  • Taça dos Clubes Campeões (Beisebol: Infantil, Pré Junior, Junior)
  • Campeonato Brasileiro Interseleções (Beisebol: Infantil, Pré Junior, Junior. Beisebol Veterano: 30 "trintão", 35 "pré veterano", 40 "quarentão", 45 "quarenta e cinco", 50 "cinquentão", 55 "cinquenta e cinco", 60 "sessentão", 65 "super veterano", 70 "setentão")

Origens do Beisebol Organizado[editar | editar código-fonte]

A partir da década de 30 em diante, passaram a ser realizados torneios regionais de beisebol pelo Brasil afora. Na região Noroeste de São Paulo, onde ficava a Colônia Aliança, era organizado o Torneio de Beisebol da Noroeste; e na cidade de São Paulo, havia o Campeonato de Beisebol da Cidade de São Paulo.

O primeiro campeonato, aconteceu em 1936, época em que se registrou uma grande expansão dos japoneses no interior, foi realizado na cidade de São Paulo o Grande Torneio Nacional de Beisebol, com a participação de Bastos, Paraguaçu Paulista, São Paulo e Tietê. O time da Colônia Aliança, que ficou de fora da primeira edição do torneio, participou da segunda graças à adoção de um sistema de eliminatórias regionais que já eram defendidas desde antes. Da terceira edição em diante, o torneio passou a ser financiado pelo Jornal Nippak. Com a cobrança de ingressos, o torneio chegou até a sexta edição, realizada em 1941, ano que por causa da entrada do Japão na Segunda Guerra Mundial, as associações japonesas foram fechadas, fazendo deste o último campeonato e partida oficial de beisebol no pré-guerra.[2]

Entre os pioneiros clubes paulistas estão: Coopercotia, São Paulo, Anhanguera, Gigantes, Ipiranga, Piratas, Osasco, Kodama e União Assahi (Santo André), vindo depois o, Faísca, Ipiranga e Piratas (que jogava com uma autorização para usar o escudo do São Paulo Futebol Clube. No interior do estado, os pioneiros foram Aliança, Mirandópolis, Bastos, Oaraguaçu Paulista, Tietê, Araçatuba, Junqueirópolis, vindo depois Pacaembu, Pereira Barreto, Getulina e Tupã. No Paraná, a formação de clubes iniciou-se por Curitiba, onde se formaram várias equipes.[3]

Histórico do Campeonato Brasileiro de Beisebol Interclubes Adulto[editar | editar código-fonte]

Ano Campeão Vice 3º lugar 4º lugar
1936 a 1938 - Iº ao IIIº campeonato
1946 a 1963 - IVº ao XVIIº campeonato
1964 - XVIIIº campeonato
1965 - XIXº campeonato[4] Coopercotia
1966 - XXº campeonato[5] Coopercotia Kanebo
1967 - XXIº campeonato Sul Brasil Howa Nova Esperança Ishibras
1968 - XXIIº campeonato[6] Howa Bastos Jales Sul Brasil
1969 - XXIIIº campeonato[7] Howa Sul Brasil Ibiúna Álvares Machado
1970 a 2002- XXIVº ao LVIº campeonatos
2003 - LVII (1º campeonato) Nippon Blue Jays
2004 - LVIII (2º campeonato) São Paulo Coopercotia
2005 - LIX (3º campeonato) São Paulo Sakura (Pres. Prudente) Nippon Blue Jays Coopercotia B
2006 - LX (4º campeonato) Atibaia Anhanguera Nippon Blue Jays Dourados
2007 - LXI (5º campeonato) Atibaia Nippon Blue Jays
2008 - LXII (6º campeonato) Nippon Blue Jays Dourados Guarulhos Mogi das Cruzes
2009 - LXIII (7º campeonato) Atibaia Sakura (Pres. Prudente) Londrina Nippon Blue Jays
2010 - LXIV (8º campeonato) Nippon Blue Jays Nippon Blue Jays B Londrina Lins
2011 - LXV (9º campeonato) Nippon Blue Jays Gecebs Anhanguera Atibaia
2012 - LXVI (10º campeonato) Atibaia São Paulo
2013 - LXVII (11º campeonato) Atibaia Marília
2014 - LXVIII (12º campeonato)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre beisebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.