Conferência de Algeciras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parque da Conferência de Algeciras.

A Conferência de Algeciras de 1906 ocorreu em Algeciras, Espanha, com o propósito de mediar a primeira crise marroquina entre a França e a Alemanha[1] , e assegurar o pagamento de um avultado empréstimo concedido pela Alemanha ao Sultão em 1904. A Entente Cordiale, entre a França e o Reino Unido, tinha distribuído a influência dos dois países respectivamente, no Marrocos e no Egito, comprometendo-se as duas potências a não interferirem nas respectivas áreas.[1] A Alemanha, contudo, mostrou interesse em estabelecer um regime de "portas abertas" em Marrocos, o que colidia com os interesses franceses.[1] O Kaiser Guilherme II chegou a desembarcar em Tânger, a 31 de Março de 1905 e estabeleceu contactos diplomáticos com os ministros do Sultão, Abd-ul-Aziz, em sequência dos quais se propôs a realização de uma conferência internacional.[1]

O corpo diplomático das principais potências europeias fez-se representar (incluindo Portugal). O mediador do conflito foi Theodore Roosevelt. A disputa terminou claramente a favor das pretensões francesas, ainda que tivessem sido assegurados os investimentos feitos pela Alemanha no território.

O acordo final, assinado em 7 de Abril de 1906 estabelecia a internacionalização económica de Marrocos, sob o poder soberano do Sultão.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Marrocos é um esboço relacionado ao Projeto África. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.