Conflito no sul da Sérvia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Insurgência no Vale de Preševo
Data 21 de Junho de 1999 – 1 de Junho de 2001
Local Municípios de Preševo, Bujanovac, e Medveđa na Sérvia (República Federal da Iugoslávia)
Desfecho vitória iugoslava, rebeldes desarmados
Combatentes
 Exército de Libertação do Preševo, Medveđa e Bujanovac (LAPMB)  FR Yugoslavia
Principais líderes
Muhamet Xhemajli
Shefket Musliu
Ridvan Qazimi "Lleshi
República Federativa da Jugoslávia Slobodan Milošević (1999-2000)
República Federativa da Jugoslávia Vojislav Koštunica (2000-2001)
República Federativa da Jugoslávia Ninoslav Krstić
República Federativa da Jugoslávia Goran Radosavljević
República Federativa da Jugoslávia Milorad Ulemek
Vítimas
30-40 guerrilheiros mortos (reivindicação sérvia)
5 guerrilheiros mortos
(reivindicação dos rebeldes)[1]
45 renderam-se a KFOR[1]
República Federativa da Jugoslávia 15 policiais mortos, três soldados mortos

O Conflito no Sul da Sérvia ou insurgência no vale de Presevo (2000-2001) foi um conflito entre o governo federal iugoslavo e rebeldes albaneses de uma organização conhecida como o Exército de Libertação de Presevo, Medveđa e Bujanovac (UCPMB).[6] , criado com o objetivo de anexar esta área do sul da Sérvia. A idéia era captura-lo para um futuro Kosovo independente embora não necessariamente integrado a República da Albânia.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Municipios sérvios envolvidos no conflito.

Após o término da Guerra do Kosovo de 1999, uma área de três milhas chamada Ground Segurança Zone (GSZ) foi estabelecida entre o Kosovo (regido pela Organização das Nações Unidas) e no interior da Iugoslávia (atual Sérvia), respectivamente. Unidades do exército iugoslavo não tinham acesso à área, apenas forças policiais levemente armadas. A exclusão incluía zonas predominantemente albanesas, a aldeia de Dobrosin, mas não Presevo.

Conflito[editar | editar código-fonte]

Em 2001, como uma continuação da crise do Kosovo, houve confrontos entre os iugoslavos, a guerrilha albanesa e as forças de segurança ligadas ao Exército de Libertação do Kosovo (UCK). O objetivo do movimento foi a de assumir o controle total de Presevo e Bujanovac (Medvedja e fora do vale, mas na mesma campanha) e dominar até os terrenos adjacentes, o Kosovo e a Macedónia Ocidental, que também estavam sob controle albanês. Isto deveria ter permitido a abertura gradual das fronteiras.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b "Serbian forces push rebels out of Albanian village", USA Today, 2 July 2001. Página visitada em 5 May 2010.
  2. Yugoslav troops advance in buffer zone, brace for backlash from top rebel's death, Stars and Stripes, May 26, 2001
  3. Number of Serbian soldiers in Presevo Valley during the conflict
  4. UCPMB was officially a terrorist organization according to NATO and Serbian government
  5. Detailed information about JSO activities in Presevo Valley during the conflict
  6. Morton, Jeffrey S. (2004). Reflections on the Balkan Wars. Palgrave Macmillan. p. 57. ISBN 1-4039-6332-0.


Ícone de esboço Este artigo sobre conflitos armados é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.