Congregação Espírita Umbandista do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Congregação Espírita Umbandista do Brasil (CEUB) é uma entidade de cunho religioso, cultural e beneficente, destinada à difusão da Umbanda e dos cultos afro-brasileiros, com sede na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Tem origem na década de 1950, momento em que se registravam perseguições aos umbandistas não apenas no antigo Distrito Federal, mas também em diversos estados brasileiros. Nesse contexto, Tancredo da Silva Pinto e Martinho Mendes Ferreira fundaram a antiga Confederação Espírita Umbandista do Brasil, situada à rua do Lavradio, 102, no Centro, do Rio de Janeiro, existente de 1950 até 1967. Tancredo viajou por todo o país, fundando federações em defesa da religião em (Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Pernambuco e outros estados com o propósito de organizar e dar personalidade ao culto a nível nacional.

Após a instauração do Regime Militar no país, a partir de 1964, a entidade vivenciou dificuldades de relacionamento entre elementos da sua administração. Tancredo, insatisfeito, desligou-se, vindo a constituir com outros companheiros, em 20 de Janeiro de 1968, a CEUB. Após sua morte, Martinho Mendes Ferreira assumiu a instituição, a qual entregou à Fátima Damas, a atual presidente, antes de falecer.

Além de celebrações e eventos, a CEUB é responsável ainda por alguns projetos de destaque, como por exemplo:

  • O Projeto Zélio Fernandino de Moraes – Museu e Centro Cultural de Umbanda, junto à Secretaria Municipal de Cultura do estado do Rio de Janeiro.

Localiza-se atualmente à rua Sampaio Ferraz, 29, Estácio, no Rio de Janeiro, sob a direção de Fátima Damas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre umbanda é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.