Conjuntiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Conjuntiva
Gray883.png
A metade superior de um corte sagital através da parte dianteira do globo ocular. (Etiqueta para 'conjuntiva" visível no centro-esquerdo.)
Gray869.png
Corte horizontal do globo ocular (conjuntiva marcada no canto superior esquerdo).
Latim tunica conjunctiva
Gray assunto #227 1026
MeSH Conjunctiva

A conjuntiva ou túnica conjuntiva é uma membrana mucosa presente nos olhos dos vertebrados que reveste a parte interna da pálpebra e a superfície exposta da córnea , revestindo igualmente a parte posterior da pálpebra que se prolonga para trás para recobrir a esclera.

A conjuntiva ajuda a proteger o olho de corpos estranhos e infecções.

Função[editar | editar código-fonte]

A conjuntiva ajuda a lubrificar o olho através da produção de muco e de lágrimas, embora em volume menor do que as lágrimas da glândula lacrimal.[1] Contribui também para a vigilância imunitária e ajuda a impedir a entrada de micróbios dentro do olho.

Anatomia[editar | editar código-fonte]

A conjuntiva é normalmente dividida em três partes:

Parte Areá
Conjuntiva palpebral ou tarsal Linhas das pálpebras.
Conjuntiva bulbar ou ocular Cobre o globo ocular, sobre a esclera anterior. Esta região da conjuntiva está fortemente ligada à esclera subjacente pela cápsula de Tenon e move-se com os movimentos do globo ocular.
Fórnix conjuntival Forma a junção entre a conjuntiva bulbar e palpebral. Está solta e flexível, permitindo a livre circulação das pálpebras e do globo ocular.[2]

Referências

  1. How The Eye Works (em inglês) London Place Eye Center (2003). Visitado em 10 de novembro de 2014.
  2. Eye, human. Encyclopaedia Britannica
Ícone de esboço Este artigo sobre olho é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.