Conselho Supremo das Forças Armadas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Conselho Supremo das Forças Armadas (SCAF) (em árabe: المجلس الأعلى للقوات المسلحة, al-Maǧlis al-ʾAʿlā lil-Quwwāt al-Musallaḥah), também Conselho Superior das Forças Armadas) consiste de um corpo de 20 [1] seniores oficiais do exército egípcio. Como consequência da Revolução Egípcia de 2011, o Conselho tomou o poder para governar o Egito a partir da queda do presidente Hosni Mubarak em 11 de fevereiro de 2011.[2] [3]

O Conselho se reuniu pela primeira vez sem a presidência do Presidente em 10 de fevereiro, e emitiu sua primeira declaração à imprensa, que sinalizou que o conselho estava prestes a assumir o poder; o que fizeram no dia seguinte após renúncia de Mubarak aos militares. A junta militar é chefiada pelo marechal Mohamed Hussein Tantawi, que serviu como ministro da Defesa sob Mubarak, e inclui os chefes de serviço e outros altos comandantes das Forças Armadas Egípcias, ou seja, o marechal da aeronáutica Reda Mahmoud Hafez Mohamed, o comandante da Força Aérea, Tenente-general Sami Hafez Anan, o Chefe do Estado Maior das Forças Armadas, o tenente-general Abd El Aziz Seif-Eldeen, Comandante da Defesa Aérea e vice-almirante Mohab Mamish, Comandante em Chefe da Marinha.[4]

Referências

  1. Egypt State Information Service (February 14, 2011). Formation of the Armed Forces Supreme Council.. Archived at webcite at http://www.webcitation.org/5wTMNq7Mb
  2. "The New Face of Power in Egypt.", The Globe and Mail, February 11, 2011. Página visitada em February 11, 2011.
  3. Murdock, Heather. "Crowds rejoice as Egypt’s Mubarak steps down, hands power to military", The Washington Times, February 11, 2011. Página visitada em February 11, 2011.
  4. "Egypt's Supreme Council of the Armed Forces", The New York Times, February 10, 2011. Página visitada em February 10, 2011.