Consertador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Consertador, alterego de Phineas Mason, é um personagem de histórias em quadrinhos da Marvel Comics, vilão no universo do Homem-Aranha, cuja primeira aparição se deu no Amazing Spider-Man #3. No Brasil ele também já foi chamado de Reparador (Ebal) e Remendão (Bloch).

História[editar | editar código-fonte]

Como o Abutre, Phineas Mason, o Consertador, é um dos mais idosos inimigos do Homem-Aranha. Curiosamente, em sua primeira aparição na Amazing Spider Man#2 (na mesma edição que o Abutre!) ele foi mostrado como um invasor alienígena disfarçado (!), mas isso mais tarde foi revelado ser uma armação do vilão Mysterio.

Mais inteligente que a média dos vilões, o Consertador não tem o hábito de cometer crimes diretamente. Ao invés, ele sobrevive vendendo armas e apetrechos ultratecnológicos a vilões de segunda linha, como o Besouro. Isso o fez ter muito poucos embates com o Homem-Aranha, embora seja um de seus adversários mais antigos. Seu momento de glória (glória?) foi quando lançou o Aranhamóvel contra o herói...

Tendo mais afeição por máquinas do que por seres humanos, ele certa vez construiu um robô assistente de aparência humana chamado Toy, a quem tratava como um filho. Este foi destruído pelo Homem-Aranha.

Em Gênese, John Byrne tenta conciliar a primeira aparição do Consertador (como alienígena) com as revelações posteriores de que tudo teria sido uma encenação de Mysterio. O resultado final soa tão artificial quanto essa idéia pareceu quando foi revelada a primeira vez...