Console de videogame

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Vg icon.svg
Jogos eletrônicos
Super Nintendo, uma consola de jogos muito popular em sua época.

Um console de videogame (português brasileiro) ou uma consola de videojogos (português europeu) (também chamado no Brasil simplesmente de videogame ou console, e em Portugal de consola ou de videoconsola) é um microcomputador dedicado a executar jogos de vídeo (videogames) de diversas naturezas ou, como são conhecidos, diversos gêneros, como jogos de tiro, jogos de ação, música e outros. A consola executa um jogo de cada vez, mas que pode ser facilmente intercambiado de acordo com o desejo do usuário.

Dentre os apreciadores de videogames encontram-se pessoas de ambos os sexos e todas as faixas etárias, de crianças a adultos.

Vasta é a biblioteca de títulos e estilos de jogos a disposição dos jogadores, e podem estar gravados em disco de leitura óptica (CD's, DVD's, BD's ou mídia especializada, como no caso do PSP e GameCube), no próprio disco rígido da consola, em cartões de memória ou em cartuchos. Em tais jogos, é possível interagir através de comandos dados por meio de um controle (ou comando), usualmente chamado de joystick. Atualmente também é possível controlar um jogo através de comandos de voz e por gestos, assim como funções básicas do console, como selecionar um jogo da biblioteca, administrar o conteúdo de seu disco rígido, ajustar data e hora, etc. As informações dos jogos são processadas no interior do aparelho e disponibilizadas aos jogadores através de uma interface gráfica e sonora, apresentada em algum dispositivo de áudio e vídeo (televisão, monitor de vídeo, fones de ouvido, etc. por imagens e animação, fala, efeitos sonoros e música) e muitas vezes tátil, através de vibração do controle ou do fone de ouvido.

Fabricantes Atuais[editar | editar código-fonte]

Os modelos de consolas de videogame recebem popularmente a denominação de plataformas ou "sistemas", e cada modelo distinto será uma plataforma diferente, mesmo se forem do mesmo fabricante [carece de fontes?]. Por exemplo, o videogame Nintendo Wii é uma plataforma diferente do Nintendo Wii U.

Nintendo[editar | editar código-fonte]

A Nintendo, tradicional e inovadora, começou nos arcades (fliperamas) e estreou em 1983 com o console de mesa NES. Em sequência fez o SNES, o Nintendo 64, o GameCube, o Wii e por último o Wii U.

Líder do mercado de portáteis com Game Boy, em seguida Game Boy Color, Game Boy Advance e o console portátil mais vendido da história, o tão conhecido Nintendo DS, no inicio de 2011 lançou o seu novo portátil Nintendo 3DS, que traz um inovador sistema de jogos 3D.

Lançou o Wii com uma inovadora jogabalidade com o controle Wiimote, que fez com que ela voltasse a ser a líder do mercado. Na E3 2011 a Nintendo mostrou seu mais novo console, o Wii U, sucessor do Wii, lançado em 18 de Novembro de 2012. O poder gráfico do novo console é superior ao dos consoles de sétima geração.

Sony[editar | editar código-fonte]

A Sony é ex-líder do mercado de videogames domésticos (com o seu PlayStation 2). Estreou em 1994 com o PlayStation, em 2000 lançou o console doméstico mais vendido da história, o PlayStation 2 e em 2006 lançou o PlayStation 3.

Em 2005 lançou seu primeiro console portátil, o PSP, e no quarto trimestre de 2011 lançou o PlayStation Vita, continuação da sua linha de portáteis.

No início de 2013 anunciou o novo console da empresa, o PlayStation 4, console da oitava geração, que foi lançado no dia 15 de Novembro de 2013 na América do Norte.

Microsoft[editar | editar código-fonte]

A Microsoft é uma empresa gigante de software e hardware. Estreou-se no mercado dos consoles em 2001 com o Xbox. Em 2005 deu início a sétima geração com o Xbox 360, e em 2013 lançou o seu console da oitava geração: Xbox One, lançado dia 22 de Novembro de 2013.

Fabricantes Antigos[editar | editar código-fonte]

  • Sega: tradicional fabricante de arcades, começou no Japão com as consolas SG-1000, SG-1000 Mark II e SC-3000. Teve grande sucesso com a Master System e a Mega Drive. Mas com o grande número de periféricos da Mega Drive, o fracasso da Saturn nos EUA, mesmo com o relativo sucesso do Dreamcast (o primeiro console 128-bit) no mundo, veio a falência devido a concorrência do PlayStation da Sony e outros seguintes fatores: o PlayStation, segundo os programadores de jogos, era muito mais fácil para se programar em 3D, uma vez que o Saturn possuía 3 processadores e, dizem, era dificílimo criar jogos em três dimensões para ele. Os jogos 3D seriam algo que revolucionaria os videogames — porém naquela época eram incipientes. Desse modo, alguns dos melhores jogos 2D de sua geração são para Saturn. Entretanto, desnecessário dizer, o que determinou o mercado foram os poligonais 3D, sendo que o PlayStation criou excelentes jogos tridimensionais e desbancou o Saturn rapidamente. Além da Nintendo, que em 1996 veio com o seu Nintendo 64 que trabalhava com 64 bits, tornando-se assim um console melhor do que o PlayStation e consequentemente, que o Sega Saturn. Os jogos poligonais para Saturn eram sofríveis com adaptações dos arcades como o jogo Virtua Fighter.

Quanto ao Dreamcast: embora dona de um dos melhores videogames de sua geração, a Sega não conseguiu mais se estabilizar financeiramente, pois os prejuízos deixados pelo Saturn e a montanha de periféricos para o Mega Drive nunca foram saneados. Desse modo, a Sega passou a dedicar-se apenas a produção de softwares a partir de 2001.

Fabricantes do Brasil[editar | editar código-fonte]

Tectoy[editar | editar código-fonte]

Master System Evolution Blue[editar | editar código-fonte]

Com 132 jogos na memória.

Master System Portátil[editar | editar código-fonte]

Nas cores azul e amarelo e com 30 jogos na memória.

MD Play, portátil[editar | editar código-fonte]

Com 20 jogos na memória.

Diplomat[editar | editar código-fonte]

Xplay Vintage[editar | editar código-fonte]

Com 101 jogos na memória.

Xplay Interactive[editar | editar código-fonte]

Com 89 jogos na memória.

Xplay Interactive II[editar | editar código-fonte]

Com 180 jogos na memória..

Pega[editar | editar código-fonte]

Pegavision[editar | editar código-fonte]

Portátil, com 76 jogos na memória.

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Nota: Dados referentes aos Estados Unidos da América.

Xbox 360 Xbox PlayStation 3 PlayStation 2 PlayStation Sega Dreamcast Sega Saturn Sega Genesis Sega Master System Wii Nintendo GameCube Nintendo 64 TurboDuo Intellivision TurboGrafx-16 Magnavox Odyssey 2 Super NES Colecovision NES Atari 7800 Atari 5200 Atari Jaguar Atari 2600

Nota: Dados referentes ao Japão.

Xbox 360 Xbox PlayStation 3 PlayStation 2 PlayStation Sega Dreamcast Sega Saturn Sega Megadrive SG-1000 Mark III Wii Nintendo GameCube Nintendo 64 SG-1000 PC FX PC Engine Super NES NES

Nota: Dados referentes à Europa.

Xbox 360 Xbox PlayStation 3 PlayStation Sega Dreamcast Sega Genesis Nintendo GameCube Super NES Wii Nintendo 64

Os videogames encontram-se cada vez mais modernos, porém também mais caros. Contudo, a indústria de jogos e consolas teve uma grande expansão no mercado internacional, e já ocupa a posição de segunda maior indústria do entretenimento, à frente do cinema e superada apenas pela indústria musical.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Videogame