Consoles de videogame de terceira geração

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na história dos consoles de videogame, a terceira geração compreende os consoles lançados entre os anos de 1983 e 1992, dentre os quais destacam-se o NES/Famicom, conhecido no Brasil como "Nintendinho", e o Sega Master System. Essa terceira geração tinha aparelhos com processadores de 8-bit e foi sucedida pela quarta geração, com os processadores de 16-bit.

História[editar | editar código-fonte]

A Nintendo começa a fazer testes em Nova York para vender o NES no mercado americano. Os varejistas estavam tão céticos em relação aos videogames que a Nintendo teve de concordar em recomprar tudo que não fosse vendido pelas lojas. E mais: deveria reformular o design para se adaptar ao gosto dos americanos, para quem videogame era acessório de TV, não um brinquedo. Para vender o console em lojas avessas aos videogames, a empresa também inventou um robô, o R.O.B. Nessas lojas, ao invés de ser vendido como videogame, o NES vira um pacote para jogos de robô. Apenas dois jogos saíram para R.O.B..

Uma pistola para jogos como Wild Gunman, Duck Hunt e Hogan's Alley, sucessos do arcade e do Famicom, no Japão, é lançada. Munido de ótimos jogos da própria Nintendo, e de conversões de sucessos do arcade como Kung Fu Master, da Irem, e o lendário Super Mario Bros, o NES não demora a virar sucesso nos EUA, apesar do lançamento patrulhado.

Consoles[editar | editar código-fonte]

Nome Nintendo Entertainment System Master System Atari 7800
Fabricante Nintendo Sega Atari
Console NES-Console-Set.png Sega-Master-System-Set.png Atari-7800-Console-Set.png
Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.