Consul (empresa)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:
Consul (empresa)
Slogan Bem Pensado
Tipo subsidiária
Indústria Eletrodomésticos
Fundador(es) Guilherme Holderegger, Carlos Renaux, Rudolfo Stutzer, Wittchi Freitag
Sede São Bernardo do Campo, São Paulo, Brasil
Áreas servidas Brasil e entre outro países
Proprietário(s) Whirlpool Corporation
Pessoas-chave Paulo Periquito
Empregados Mais de 20 500
Produtos Refrigerador, Freezer, Secadora, Fogão, lava-roupas
Certificação ISO 9001
Faturamento R$ 3 bilhões
Página oficial www.consul.com.br

A Consul é uma empresa brasileira de eletrodomésticos. Atualmente, a Consul pertence ao grupo americano Whirlpool Corporation,[1] maior fabricante de eletrodomésticos do mundo e com vendas anuais de mais de US$ 19 bilhões. No Brasil, o grupo é também dono da marca Brastemp.[2]

Origens[editar | editar código-fonte]

Fundada em 15 de julho de 1950, na cidade de Joinville, em Santa Catarina a Consul tinha como estrutura física um pequeno galpão de 680 m², inicialmente produzindo refrigeradores de pequeno e médio portes[1] .

Crescimento[editar | editar código-fonte]

Além da Consul no Brasil, existem a Consul Chile e a Consul Argentina. Elas trabalham de forma independente e alinhada com a Consul no Brasil. As duas empresas comercializam praticamente toda a linha de produtos Consul. A Consul está no Chile há 23 anos e na Argentina há 3 anos[carece de fontes?].

A gerente de marketing da Consul no Chile, Alejandra Schär, diz que foi preciso derrubar uma grande barreira que existia em relação aos produtos brasileiros, que eram vistos pelos consumidores chilenos como baratos mas de qualidade e durabilidade duvidosas. “Isso foi superado com fortes campanhas em todas as mídias, inúmeras promoções e várias visitas de revendedores às fábricas no Brasil”, conta Alejandra[carece de fontes?].

Exportação[editar | editar código-fonte]

A primeira exportação foi em 1959.

Fábricas[editar | editar código-fonte]

Fábrica Joinville

Em Joinville a Consul produz as suas geladeiras, freezers e secadoras.

Fábrica Manaus

A fábrica de Manaus possui 28.661,92 m² de área construída, cercada pela floresta amazônica. Atualmente Manaus é responsável pela produção dos condicionadores de ar e microondas da Consul.

Fábrica Rio Claro

A fábrica de Rio Claro possui 34.613,13 m² de área construída e uma área total de 413.103,75 m² e foi inaugurada em 13 de julho de 1990.

Atualmente a fábrica de Rio Claro é responsável pela fabricação das lavadora de roupas e lava-louças Consul.

Fábrica São Paulo

A fábrica de São Paulo possui 53.820 m² de área construída. Atualmente a fábrica de São Paulo é responsável pela fabricação de Fogões Consul.

Meio ambiente[editar | editar código-fonte]

Nenhum refrigerador Consul usa mais o gás nocivo à camada de ozônio, o CFC[desambiguação necessária]. Desde o final de 2000, a Consul só utiliza o gás HFC, que não faz mal à camada de ozônio da atmosfera.

A Consul se antecipou aos prazos estipulados por entidades internacionais e assumiu efetivamente um programa de compromisso voltado para a preservação ambiental. Desde 1988, a Consul participa dos programas do governo brasileiro para reduzir as emissões de gases nocivos à camada de ozônio.

Para substituir os gases da linha de produção, a empresa investiu cerca de 9 milhões de dólares num projeto que durou 3 anos.

Referências

  1. a b Sobre a Consul, site oficial. Visitado em 7 de janeiro de 2012.
  2. Sobre a Whirlpool, site oficial. Visitado em 7 de janeiro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]