Conta bancária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma conta bancária

Em linguagem comum, a conta bancária é quando um indivíduo deposita dinheiro em alguma agência bancária ou instituição financeira (banco). O indivíduo se torna o titular de uma conta bancária ou conta corrente. Mas as contas possuem inúmeras finalidades e registram diversas outras operações como empréstimos, linha de crédito, controle de recursos governamentais, etc.

Como o titular do dinheiro dá a posse ao banco, que imediatamente passa a utilizar seu dinheiro em suas próprias operações, ou então os repassa compulsoriamente para o Banco Central, pode ocorrer de que quando o correntista vier a sacar seu saldo, não haja recursos disponíveis para tanto. É um caso extremo que no Brasil já ocorreu em várias ocasiões: o governo pode congelar ou bloquear o dinheiro ou tomá-lo para si (tributando-o integralmente, já que a Constituição proíbe o confisco); também ocorre do banco ir a falência ou ficar com a imagem comprometida por algum evento (crise de confiança) e sofrer uma onda de saques.Para diminuir essa possibilidade de desconfiança, o governo patrocina algumas formas de seguro de crédito para os depósitos em conta poupança, por exemplo.

Assim, existem vários tipos de contas, entre elas:

Os valores aplicados em ações não são considerados depósitos, mas seu controle pode se dar em uma conta similar a uma conta bancária (diz-se que seu valor é escritural). Segundo bem sabe o cidadão comum, a ação não vale como dinheiro mas pode trazê-lo (ganhos) ou mandá-lo embora (perdas).

Ícone de esboço Este artigo sobre um banco ou instituição financeira é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.