Contenção médica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Contenção médica é um termo para vários métodos de contenção física usados com finalidades terapêuticas. Ao contrário de outras formas de contenção, a contenção médica é desenhada para restringir sem causar dor.

Camisa de força

Muitas formas leves de contenção, orientadas para segurança são universamentel aceitas. Por exemplo, proteções nas laterais de uma cama hospitalar, previnem que pacientes rolem durante o sono e caiam. Recém-nascidos frequentemente usam "cueiros". Algumas cadeiras de roda trazem cintos ou bandejas que impedem seus usuários de caírem.

Contenções médicas são geralmente utilizadas para impedir que pessoas com sérios problemas físicos ou mentais de se machucarem ou a outros. Um dos maiores objetivos das contenções médicas é prevenir acidentes devido a quedas. Outros tipos servem para prevenir comportamentos agressivos.

Embora contenções sejam geralmente criadas para impedir que pessoas se machuquem, elas também podem ser perigosas. A maior causa de mortes em uso de contenções é o estrangulamento, mas fraturas, queimaduras e outros acidentes já foram relacionados a esta prática.

Devido ao risco de abuso, o uso de contenções médicas é regulado por lei.

Tipos de contenções médicas[editar | editar código-fonte]

Existem vários tipos de contenções médicas:

  • Contenção mecânica (no leito) é usada apenas temporariamente durante emergêcias psiquiátricas, sendo que o uso de camisa de força encontra-se proibido.
  • Cintos nas cadeiras de rodas ou bandejas que fecham na frente da cadeira de rodas, para que o utilizador não caia facilmente podem ser utilizados regularmente por pacientes com problemas neurológicos que afetem balanço e movimento.
  • Jaquetas e coletes de segurança podem ser colocados em um paciente como qualquer outra peça do vestuário. Estes geramente apresentam longas alças que podem ser amarrados a uma cadeira para impedir que o paciente se levante, ou nas laterais da cama, mantendo o paciente na mesma. São comumente utilizados em pacientes idosos em risco de sérios danos por quedas.
  • Contenção de membros é utilizada para impedir atividades dos mesmos. Elas são utilizadas ao redor dos pulsos ou tornozelos e amarradas aos lados da cama, para impedir auto-agressão ou agressão a outros.
  • Cueiros são utilizados em recém-nascidos.

Leis sobre contenções médicas[editar | editar código-fonte]

Em Portugal, Lei de Saúde Mental, publicada no Diário da República em 24 de Julho de 1998. No Brasil, Lei 10.216 de 6 de Abril de 2001

Veja também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Lei 10.216 [1]
  • Lei de Saúde Mental (pdf) [2]