Contraesterço

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eddy Seel em 2005, observe que apesar de ir para um lado da curva, sua direção aponta o lado contrário.

Contra esterço é um efeito observado no motociclismo (também há essa manobra no automobilismo, mas com proposito diferente) que envolve manobras ciclísticas de curva. O contra esterço ocorre como reação da moto ao efeito giroscópico das rodas, que surge em velocidades superiores a 35 km/h e se torna mais intenso quanto maior for a velocidade. Ele ocorre porque a roda dianteira sai do alinhamento com a roda traseira e, na busca de retomar o equilíbrio, a moto gira no sentido contrário, forçando o alinhamento.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Uma forma eficaz de reduzir o desgaste do corpo em viagens longas é aplicar algumas técnicas que facilitam a condução da motocicleta e tornam a pilotagem mais segura, principalmente para motos pesadas. Uma dessas técnicas é o contra esterço. Com ele, a moto faz a curva de forma mais precisa, mantém a velocidade e nosso corpo utiliza um mínimo de força na manobra..[1]

Para se conseguir o contra esterço, é necessário forçar o guidão da moto para o lado contrário ao qual se pretende esterçar. É observada uma inclinação da moto ao tentar retomar o alinhamento da roda dianteira, trazendo suavidade à reação do atrito do pneu com o asfalto, comum em uma curva.

Aplicações[editar | editar código-fonte]

O contra esterço é aplicado em provas de automobilismo para um ajuste fino nas curva, ou até mesmo, em manobra radicais como drift e supermotard.[2] O contra esterço pode ser aplicado para vários objetivos:

  • Desviar a trajetória;
  • Direcionar a moto na curva;
  • Recolocar a moto de volta na posição vertical após a curva;
  • Corrigir derrapagem de traseira;
  • Recuperar a trajetória na curva;
  • Fazer ultrapassagens

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre motociclismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.