Contralto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Extensões vocais
Femininas
Soprano
Meio-soprano
Meio-contralto
Contralto

Masculinas

Sopranista
Contratenor
Haute-contre
Tenor
Baritenor
Barítono
Baixo-barítono
Baixo

Outras classificações

Buffos
Vozes brancas
Vozes raras
Vocal gutural

Contralto é o timbre feminino mais pesado, e soa quase que com a plenitude de uma voz masculina. É um timbre robusto e vigoroso. Sua extensão aguda é curta e compensada no registro grave. Não tem divisão interna por timbre, e raramente canta papéis em óperas. Sua extensão usual é do F3 ao A5, podendo se estender aos limites do Bb2 para o B5.[carece de fontes?]

Existem apenas dois tipos de contralto, que se diferenciam pelo o seu agudo e pelo seu grave, são eles mezzo-contralto e contralto profundo.

Na França[editar | editar código-fonte]

É destacada na categoria Contralto Dramatique. A mais grave das vozes feminina é uma voz ampla e sombria. É um tipo de voz extremamente rara, já que os papéis relevantes e de tendência são distribuídos para mezzosopranos dramatiques.

Na Alemanha[editar | editar código-fonte]

É destacada na categoria Tiefer Alt, uma voz cheia, rica e com um extenso alcance inferior. Esta é uma categoria bastante especial e importante. Embora possa incluir os grandes papéis listados para o Dramatischer Alt, contém muitos papéis que demandam uma voz grave extensa e uma aparência madura.

Registros[editar | editar código-fonte]

Registro agudo[editar | editar código-fonte]

É de sonoridade escura e rica em harmônicos. Comumente um contralto vai até o G5 ou até mesmo um B5, um bom exemplo de contralto com sobre-agudo é Eva Podle que emiti notas como C6, D6 e Eb6, mostrando possibilidade de desenvolver o timbre também nessa região com efeitos dramáticos, muito potente e ágil.

Registro central[editar | editar código-fonte]

É amplo, muito intenso e escuro, mas é ágil e dinamicamente flexível, muito potente e de articulação pronta.

Registro grave[editar | editar código-fonte]

Possui uma grande extensão e timbre por vezes semelhante ao barítono, e pode alcançar notas gravíssimas até o Bb1.

Coloratura[editar | editar código-fonte]

O timbre de contralto é muito flexível, e usado antigamente em óperas de Donizetti e Rossini, muitos dos contraltos tinham que exceder sua tessitura para fazer papéis de extrema agilidade.

Na França[editar | editar código-fonte]

É destacada na categoria Contralto Coloraturè que é a categoria do contralto coloratura. Voz muito grave e muito ágil que cobre duas oitavas e meio às vezes três oitavas.

Na Alemanha[editar | editar código-fonte]

É destacada na categoria Koloratur Alt uma categoria muito rara e geralmente interpretada por mezzosopranos, são poucos os contraltos existentes e raramente algumas delas fazem coloratura. Eva Podles, Ernestine Schumann-Heink são exemplos perfeitos de contralto que fazem coloratura.

Papéis operísticos[editar | editar código-fonte]

Contralto virago[editar | editar código-fonte]

Contralto virago é o timbre de contralto com uma extensão muito grande trata-se de uma anomalia vocal extremamente rara que por certa peculiaridade anatomo-fisiológica possui um registro vocal extremamente grande, o timbre natural é na tessitura do contralto com graves de cor baritonais e uma extensão generosa emitindo até o B♭2 e no registro agudo uma extensão ainda mais excepcional podendo emitir até o C7, dos casos conhecidos o mais recente é o de Yma Sumac, que desenvolveu um repertório todo especial. A tessitura do contralto virago estende desde a tessitura do tenor (às vezes do barítono), até o soprano leggero. Sua tessitura usual é do A2 ao C7.

Repertório[editar | editar código-fonte]

  • Yma Sumac - possui canções folclóricas de seu país de origem e canções Incas, no disco Xtabay.
  • Pauline Viardot - irmã de Maria Malibran, cuja extensão é descrita como 'descomunal'; o timbre não era muito apreciado, mas menciona-se que ela alcançava a tessitura do tenor, contralto e soprano.
Portal A Wikipédia possui o
Portal da Música Erudita