Controle de aproximação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Representação esquemática dos principais tipos de espaço aéreo controlado e dos órgãos de controle de tráfego aéreo que respectivamente controlam o tráfego de aeronaves dentro desses espaços.

O controle de aproximação ou APP (do inglês approach control) é um órgão ATC (órgão de controle de tráfego aéreo) que atua em um espaço aéreo do tipo CTR (Zona de Controle) e/ou TMA (Área de Controle Terminal), geralmente (não sempre) de 40 milhas náuticas (74 km) de raio, com o propósito de monitorar e controlar (emitir orientações e comandos) aos pilotos das aeronaves que estão se aproximando para pouso nos aeródromos ou que decolaram e estão se afastando.[nota 1]

Quando uma aeronave se aproxima de um determinado aeródromo, estando a poucos minutos de seu pouso (cerca de 10 km do aeródromo de destino), o APP transfere o controle de tráfego dessa aeronave para a torre de controle (TWR). Do mesmo modo, quando uma aeronave decola de algum aeródromo e afasta-se mais do que (aproximadamente) 10 quilômetros, a TWR transfere o controle de tráfego dessa aeronave para o APP.

No Brasil existem 47 APP.[3]

Notas

  1. Vide conceituação na ICA 100-37[1] e explicações na revista Mundo Estranho.[2]

Referências

  1. BRASIL. COMAER. DECEA. Instrução do Comando da Aeronáutica (ICA) nº 100-37. Visitado em 9 de março de 2014. "Serviços de Tráfego Aéreo"
  2. Tarso Araújo. Abril: Como funciona o controle de tráfego aéreo? Mundo Estranho. Visitado em 9 de março de 2014.
  3. BRASIL. COMAER. DECEA. Gerenciamento do tráfego aéreo. Visitado em 9 de março de 2014.
Ícone de esboço Este artigo sobre aeronáutica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.