Convair B-36

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde maio de 2011).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Convair B-36
Um Convair B-36 Peacemaker usado pela USAF
Tipo Avião bombardeiro estratégico
Fabricante Estados Unidos Convair
Primeiro voo 8 de agosto de 1946 (67 anos)
Custo unitário 4,1 milhões de dólares
Comprimento 49,4 metros
Envergadura 70,1 metros
Altura 14,22 metros
Velocidade máxima 707 km/h
Altitude máxima 15.000 metros
Peso máx. decolagem 190.000 kgf

O Convair B-36 personificou durante mais de dez anos a palavra ordem no Strategic Air Command (SAC) da USAF: "A Paz é o nosso ofício". Com essa filosofia, a paz era conseguida ameaçando desencadear uma represália nuclear a qualquer nação hostil. O B-36 foi projetado para uma eventualidade que nunca ocorreu. Em 1941, o US Army Air Corps, receando que a Grã-Bretanha fosse derrotada pela Alemanha nazi, elaborou um relatório de condições para um bombardeiro intercontinental com um raio de ação de 8.000 km, e uma carga de 5.000 kg, e uma altitude de 10.000 m. A Consolidated Vultee respondeu com um projeto baseado no bombardeiro B-24 Liberator. As necessidades bélicas foram atrasando o projeto e o protótipo voou pela primeira vez quando a guerra já tinha terminado. O seu aspecto era impressionante: o XB-36 era enorme, maior e mais pesado do que qualquer outro avião da época. O seu volume interior, quase 510m³, equivalia a três apartamentos com cinco quartos cada um. A envergadura, superior a 70m, era maior que a distância percorrida pelos Irmãos Wright no seu primeiro voo em 1903. As asas eram tão grossas que os seus seis motores em semiestrela, Pratt&whitney r-4360 Wasp Major ficavam completamente alojados em seu interior. Um túnel permitia que o pessoal da manutenção caminhasse pelas asas da fuselagem até os motores, em pleno voo.

Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.