Convair B-36

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde maio de 2011).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.

Convair B-36
New Zealand PW-51.svg
Um Convair B-36 Peacemaker usado pela USAF
Descrição
Tipo Avião bombardeiro estratégico
Fabricante Estados Unidos Convair
Primeiro voo 8 de agosto de 1946 (68 anos)
Custo unitário 4,1 milhões de dólares
Dimensões
Comprimento 49,4 metros
Envergadura 70,1 metros
Altura 14,22 metros
Pesos
Peso máx. decolagem 190.000 kg
Performance
Velocidade máxima 707 km/h
Altitude máxima 15.000 metros

O Convair B-36 personificou durante mais de dez anos a palavra ordem no Strategic Air Command (SAC) da USAF: "A Paz é o nosso ofício". Com essa filosofia, a paz era conseguida ameaçando desencadear uma represália nuclear a qualquer nação hostil. O B-36 foi projetado para uma eventualidade que nunca ocorreu. Em 1941, o US Army Air Corps, receando que a Grã-Bretanha fosse derrotada pela Alemanha nazi, elaborou um relatório de condições para um bombardeiro intercontinental com um raio de ação de 8.000 km, e uma carga de 5.000 kg, e uma altitude de 10.000 m. A Consolidated Vultee respondeu com um projeto baseado no bombardeiro B-24 Liberator. As necessidades bélicas foram atrasando o projeto e o protótipo voou pela primeira vez quando a guerra já tinha terminado. O seu aspecto era impressionante: o XB-36 era enorme, maior e mais pesado do que qualquer outro avião da época. O seu volume interior, quase 510m³, equivalia a três apartamentos com cinco quartos cada um. A envergadura, superior a 70m, era maior que a distância percorrida pelos Irmãos Wright no seu primeiro voo em 1903. As asas eram tão grossas que os seus seis motores em semiestrela, Pratt&whitney r-4360 Wasp Major ficavam completamente alojados em seu interior. Um túnel permitia que o pessoal da manutenção caminhasse pelas asas da fuselagem até os motores, em pleno voo.

Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.