Conversando com Deus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Conversando com Deus (título original em inglês: Conversations with God) é uma série de três livros publicada por Neale Donald Walsch, que afirma ter sido inspirado diretamente por Deus em seus escritos. Cada livro é escrito como um diálogo no qual Walsch faz perguntas e "Deus" as responde. Walsch afirma ainda que não se trata de canalizações, mas de inspirações divinas. Em 2006, um filme foi lançado sobre a história do autor e seus livros.

Livros da série[editar | editar código-fonte]

Conversando com Deus – Livro I[editar | editar código-fonte]

Um diálogo sobre os maiores problemas que afligem a humanidade. Trata-se de esclarecimentos de dúvidas no plano individual.;

Conversando com Deus – Livro II[editar | editar código-fonte]

Novo diálogo sobre os maiores problemas que afligem a humanidade. Aborda-se, aqui, a vida coletiva no planeta;

Conversando com Deus – Livro III[editar | editar código-fonte]

Um diálogo incomum. Conclui a trilogia com as maiores verdades: a cosmologia e a jornada da alma. Inclui um resumo das idéias constantes nos dois primeiros livros da trilogia. Contém uma visão profunda sobre a verdade, como também, muito “calor humano” e “amor”. O escritor considera sua trilogia como um material sagrado que perdurará por décadas, e poderá influenciar, inclusive, novas gerações durante vários séculos. Isto devido à enorme variedade de seus temas, desde a formações de relações humanas inclusive no âmbito de profissões, à realidade máxima e do universo do ponto de vista cronológico. Nesta obra incluem aspectos, nas palavras do escritor, sobre “a vida e a morte, o romance, o casamento, o sexo, a paternidade, a saúde e a educação, a economia, a política, a espiritualidade e a religião, a vida profissional e a subsistência, a física, o tempo, os costumes sociais, o processo de criação, nosso relacionamento com Deus, a ecologia, o crime e a punição, a vida em sociedades muito desenvolvidas do cosmos, o certo e o errado, os mitos culturais e a ética cultural, a alma, os parceiros da alma, a natureza do verdadeiro amor e o caminho para a expressão gloriosa da parte de nós mesmos que sabe que a Divindade é nossa herança cultural.” Pode-se acrescentar que, nas 430 páginas do Livro III, distribuídas em 21 capítulos, o leitor se depara com temas variados, tais como:
- ação;
- alimentação (consumo de carne);
- anatomia (cérebro);
- arte (arte primitiva);
- ciência (clonagem, engenharia genética, fenômenos físicos, física, tempo);
- ciência política (governo, comunismo, marxismo);
- cosmologia (alienígenas, extraterrestres, ciclo da vida, Roda Cósmica, microcosmo, macrocosmo, “Star Trek” ou Jornada nas Estrelas, “Star Wars” ou Guerra nas Estrelas);
- ecologia (árvores, catástrofes);
- educação (ensinamentos, mestres);
- filosofia (conhecimento, alma, aura, morte, vida, experiências extracorpóreas, reencarnação, moralidade: bem e mal, honestidade, coincidência, contradições, paradoxos, pensamento, escolha, livre arbítrio, vontade, espiritualidade, ética, evolução, existência individual, gurus, sabedoria, instintos, intuição, justiça e igualdade, mente, dualismo ou pensamento dual, valores, verdade; inveja);
- medicina (cura, medicina ocidental, saúde);
- militarismo (ataque, armas de destruição em massa, armas nucleares);
- mudanças (aceitação):
- relações humanas (comunidades, amor, casamento, monogamia, cônjuges, votos de casamento, celibato, almas gêmeas, altruísmo ou ato de dar, dedicação, egoísmo. abusos, autodefesa; famílias, criação de filhos; dano; divórcio);
- religiosidade (cristianismo, Jesus Cristo, Deus, Deus feito homem, Ser Trino, Virgem Maria, religião, céu, adoração, oração, Juízo Final, julgamento, condenação, bem-aventurança, apego a bens materiais, Bíblia, Buda, Dicotomia Divina, fé, Dilema Divino, Doutrina Divina, Eu Divino, Eu Sagrado, Igreja, inspiração, monoteísmo, panteísmo, pecado, salvação, santidade; sessão espírita, demônio, Satanás, o Maligno, inferno);
- sentimentos (alegria, felicidade, prazer, perdão, cautela, ceticismo, desejo, coragem; ciúme, emoção, empatia, déja vu, medo, consciência, culpa, arrogância, depressão, estresse, dúvida, paciência, pânico, raiva, sofrimento, tristeza, pesar, vergonha):
- sexualidade (sexo, aborto, abstinência sexual, desejo sexual, energia sexual, inibição sexual, desvio sexual, diferenças entre os sexos, disfunção sexual, infidelidade sexual, repressão sexual, reprodução sexual, união durante o sexo, vergonha e culpa em relação ao sexo);
- tecnologia (televisão);
- vícios (ato de fumar);
- violência (assassinato ou ato de matar, autodestruição, destruição, dano, estupro; uso da força, suicídio, vingança);

Catalogação na fonte. Dados adicionais[editar | editar código-fonte]

(Sindicato Nacional dos Editores de Livros, RJ);
Tradução Clara Fernandes. – Rio de Janeiro; Ediouro, 1999; tradução de “Conversations with God III” – ISBN 85-00-00704-4 – 1. Meditações; 2. Vida espiritual; I. Título.
Em 1992, o autor deu início à série em pauta, quando indagou a razão pela qual sua vida não dava certo, e por que ele merecia uma vida com tantas dificuldades. Teve início então um processo de anotações sobre suas dúvidas, em forma de perguntas irritadas dirigidas a Deus, as quais, para sua surpresa, foram respondidas via sussurros à sua mente proferidos por uma Voz Silenciosa.
Os manuscritos sobre o tema foram entregues a um editor, no final de 1994, e foram publicados sete meses depois, figurando como um dos bestsellers do jornal New York Times por 91 semanas. O sucesso do Livro II se concretizou também como bestseller no referido jornal. Tanto o Livro I quanto o II foram “ditados” ao escritor no prazo de cerca de um ano. Já o Livro III foi escrito em um prazo de 4 anos (1994-1998), mas foi, no entanto, permeado por períodos de falta de inspiração de vários meses, inclusive de um ano.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.