Cooter (30 Rock)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Cooter"
15º episódio da 2ª temporada de 30 Rock
Informação geral
Escrito por: Tina Fey
Produzido por: Matt Hubbard
Jerry Kupfer
Jeff Richmond
Don Scardino
Direcção Don Scardino
Canção "I See Myself in You", por Jane Krakowski
Dire(c)tor de fotografia Matthew Clark
Edição Ken Eluto (A.C.E.)
Código de produção 215
Duração 30 minutos
Exibição original 8 de Maio de 2008
Convidados
Episódios da 2ª temporada
Cronologia
Último
Último
"Sandwich Day"
"Do-Over"
Próximo
Próximo
30 Rock (2ª temporada)
Lista de episódios

"Cooter" é o décimo quinto episódio da segunda temporada da série de televisão de comédia de situação norte-americana 30 Rock, e o trigésimo sexto da série em geral. Foi dirigido pelo produtor Don Scardino e teve o seu argumento escrito pela atriz e produtora executiva da série Tina Fey. A sua estreia nos Estados Unidos ocorreu na noite de 8 de Maio de 2008 na rede de televisão National Broadcasting Company (NBC). Dentre os artistas convidados para o episódio, incluem Edie Falco, Dean Winters, Paul Scheer, Maulik Pancholy, Matthew Broderick, Kevin Brown, Grizz Chapman e Marceline Hugot.

No episódio, Liz Lemon (interpretada por Fey) faz um teste de gravidez cujo resultado acaba por ser positivo, achando assim que está à espera de um filho de Dennis Duffy (Winters), o seu ex-namorado. Entretanto, Jack Donaghy (Alec Baldwin) se arrepende de ter escolhido um novo emprego político. Em outros lugares, Tracy Jordan (Tracy Morgan) finalmente termina o seu jogo electrónico pornográfico e Kenneth Parcell quer ser um estagiário nos Jogos Olímpicos de Pequim.

Em geral, "Cooter" foi recebido pela crítica especialista em televisão com opiniões favoráveis, com os críticos afirmando que é um dos melhores episódios da temporada. Contudo, não apreciaram a promoção ao filme Baby Mama (2008), em que Fey estrela e cuja história envolve uma senhora que quer ter um bebé, uma vez que o susto de gravidez de Liz surgiu na mesma altura do lançamento da película. Durante a sua transmissão norte-americana, o episódio foi assistido por 5.61 milhões de famílias e lhe foi atribuída a classificação de 2.6/7 no perfil demográfico dos telespectadores entre os 18 aos 49 anos de idade.

Produção e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O enredo de "Cooter" foi escrito por Tina Fey. Além disso, o título deste episódio tem a sua origem em uma palavra muito usada por ela.

"Cooter" teve o seu argumento escrito por Tina Fey, que também é criadora, actriz principal e produtora executiva do seriado, e foi dirigido por Don Scardino, que também assume o cargo de produtor.[1] Esta foi a décima segunda vez que Fey escreveu o enredo para um episódio da série, após "MILF Island", e a décima terceira vez que Scardino dirige um episódio para o seriado, após "Sandwich Day", que foi transmitido uma semana antes deste.[2] [3] Nos Estados Unidos, "Cooter" foi transmitido na noite de 8 de Maio de 2013 através da rede de televisão National Broadcasting Company (NBC) como o trigésimo sexto episódio de 30 Rock.[4]

O título deste episódio é uma das palavras favoritas de Fey, tendo ela usado-a por várias vezes durante o tempo em que era a apresentadora do segmento Weekend Update no programa de televisão humorístico Saturday Night Live (SNL). Fey explicou que gosta da palavra porque "é uma das maneiras menos gráficas de descrever os órgãos genitais femininos".[5]

"Cooter" marcou a última aparição da actriz Edie Falco em 30 Rock.

"Cooter" marcou a aparição final da actriz Edie Falco em 30 Rock, que foi contratada para participar de três episódios. Falco fez a sua estreia no seriado no episódio "Somebody to Love" a interpretar Celeste Cunningham, no qual ela é uma congressista que desenvolve um relacionamento amoroso secreto com Jack.[6] Ela retornou à série em "Secrets and Lies", em que James Carville dá uma ajuda no relacionamento incipiente dos dois.[7] O casal separa-se no Episódio 210, quando se apercebem que as suas carreiras políticas os impedem de estarem juntos.[8] Falco afirmou que ficou "emocionada com a oportunidade de poder trabalhar com actores tão bons e tão cómicos", e expressou o seu prazer de assistir o seriado. Fey também ficou "emocionada por ter uma actriz tão talentosa a juntar-se a nós", e brincou que "vários rapazes da nossa equipa querem que o fim do The Sopranos seja explicado a eles", fazendo uma referência à série em que Falco interpretava uma personagem regular.[9]

Em Abril de 2008, foi anunciado que o actor Matthew Broderick iria fazer uma participação em um episódio da segunda temporada de 30 Rock.[10] Foi reportado também que ele iria interpretar o personagem título desse episódio, Cooter Burger, um entusiástico trabalhador do governo que se torna amigo de Jack.[11] Neste episódio, foi revelado que o nome real do personagem é James Reilly e que ele foi apelidado de "Cooter Burger" apenas porque o seu chefe o viu a comer um hambúrguer uma vez. Broderick só veio a retornar para 30 Rock apenas cinco anos depois, no episódio "There's No I in America" durante a sexta temporada, no qual interpretou o mesmo personagem.[12]

O actor e comediante Judah Friedlander, que interpreta o personagem Frank Rossitano em 30 Rock, é conhecido pelos seus bonés de camioneiro de marca registada que usa dentro e fora do personagem Frank. Normalmente, os chapéus apresentam pequenas palavras ou frases estampadas neles. Friedlander afirmou que ele próprio faz os bonés. Disse ainda que "alguns são piadas interiores, e alguns são simplesmente piadas".[13] A ideia surgiu a partir do persona que Friedlander assume durante as suas apresentações de comédia stand-up, nas quais os seus chapéus estão todos impressos com a frase "campeão mundial" em diferentes línguas e estilos.[14] Neste episódio, Frank usa um boné em que está inscrita a palavra "Slo-Bot", uma trocadilho com a palavra "robot".[15]

Embora seus nomes tenham aparecido durante os créditos finais, os actores Keith Powell e Lonny Ross, intérpretes dos personagens James "Toofer" Spurlock e Josh Girard, respectivamente, não fizeram aparições neste episódio.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Esta secção contém revelações sobre o enredo.

Jack Donaghy (interpretado por Alec Baldwin) arranja um emprego político como o "Director da Segurança Interior para Crises e Gestão da Meteorologia"; contudo, isto acaba por não ser o que ele esperava. Quando é informado que Don Geiss (Rip Torn), o CEO da empresa General Electric (GE), disse "Jackie Boy" enquanto em estado de coma profundo, ele organiza um esquema com outro empregado do governo, Cooter Burger (Matthew Broderick), para que possa ser despedido, após a sua carta de demissão ser rejeitada. Jack também consegue a ajuda de Celeste "C.C." Cunningham (Edie Falco), a sua ex-namorada congressista, para aprovar o estudo científico de uma "bomba gay". Jack espera que a bomba, que é um antigo projecto do Pentágono muito dispendioso, ineficiente e ofensiva a "ambos estados vermelhos e aos estados azuis mais homossexuais",[nota 1] irá no final de contas resultar no seu despedimento.[15]

Entretanto, Liz Lemon (Tina Fey) acha que pode estar grávida e fica horrorizada quando descobre que é mais provável que o pai do bebé seja o seu ex-namorado, Dennis Duffy (Dean Winters). Após vários testes de gravidez, ela informa a um Jack de visita que os testes cujo resultado era positivo eram o resultado da sua ingestão compulsiva dos aperitivos "Sabor de Soledad", que contêm sémen de touro nos seus ingredientes. Não obstante, ela diz a Jack que está pronta para ter uma criança e decide que quer adoptar.[15]

Em outros lugares, Kenneth Parcell (Jack McBrayer) informa-se sobre uma oportunidade de ser um estagiário da NBC nos Jogos Olímpicos de Verão de 2008, que iriam decorrer em Pequim. Contudo, o chefe dos estagiários, Donny Lawson (Paul Scheer) tenta assegurar que Kenneth não consiga entregar o seu texto de candidatura a tempo. Jenna Maroney (Jane Krakowski) ajuda-o a terminar o seu texto a tempo, mas Donny empata Kenneth através de uma ordem de entrega de papel no estúdio 6H. Então, Pete Hornberger (Scott Adsit) atira uma flecha à Donny na perna e Kenneth consegue entragar o seu texto a tempo.[15]

Mulher: Kenneth, 我喜欢你,因为我看上了你那两个健壮的肾。
Kenneth: 什么?
(Um homem entra de rompante derrubando a porta com uma arma na mão)
Kenneth: 真没想到!

 — A conversa de Kenneth com a sua namorada chinesa.[nota 2]

Finalmente, a invenção de Tracy Jordan (Tracy Morgan), o primeiro jogo de vídeo pronográfico do mundo, está quase completa. Ele entrega a Frank Rossitano (Judah Friedlander), que tem-no ajudado, o protótipo do jogo.[15]

Nos minutos finais, o episódio mostra o que acontece três meses depois, isto já em Agosto de 2008. Jack e Cooter apresentam a sua "bomba gay" ao Pentágono, que trabalha apenas em áreas fechadas, algo que acaba por ser inútil em combate. Contudo, Cooter parte o frasco no qual a "bomba" está contida, o que faz com que todos na sala, incluindo o vice-presidente Dick Cheney, se sintam "esquisitos". Frank finalmente sai do seu escritório após jogar ininterruptamente o jogo de Tracy durante três meses, não se apercebendo da quantidade de tempo que passou. Enquanto em Pequim, Kenneth se envolve com uma mulher chinesa que quer os seus rins. As últimas frases foram ditas em mandarim sem legendas, deixando o público falante de inglês inconsciente do problema de Kenneth.[15]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Transmissão e repercussão[editar | editar código-fonte]

Audiência[editar | editar código-fonte]

Segundo as estatísticas publicadas pelo serviço de mediação audiências Nielsen Ratings, "Cooter" foi assistido em uma média de 5.61 milhões de agregados familiares durante a sua transmissão original norte-americana. Além disso, foi-lhe atribuída a classificação de 2.6 e 7 de share no perfil demográfico dos telespectadores entre os 18 aos 49 anos de idade, o que significa que o episódio foi visto por 2.6 por cento de todas as pessoas de 18 a 49 anos de idade nos Estados Unidos, e por 7 por cento de todas as pessoas de 18 a 49 anos de idade que estavam a assistir à televisão no momento da emissão nos EUA. Em comparação, nessa mesma noite de quinta-feira, os seriados CSI: Crime Scene Investigation, do CBS, foi assistido por 17.82 milhões de telespectadores, Grey's Anatomy, da ABC, foi assistido em 15.6 milhões de domicílios, Don't Forget the Lyrics!, da FOX, foi visto por 6.22 milhões de famílias, e Supernatural, do The CW, foi visto em 2.53 milhões de lares.[16] Em relação ao episódio anterior, "Sandwich Day", "Cooter" registou um aumento de 206 mil telespectadores.[17]

Análises da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AOL (positiva)[18]
The A.V. Club (A)[19]
Entertainment Weekly (mista)[20]
IGN (positiva)[21]
Newsday (positiva)[22]
The Star-Ledger (positiva)[23]
TIME (positiva)[24]
TV Guide (positiva)[25]
USA Today (mista)[26]
Zap2it (positiva)[27]
O actor Matthew Broderick foi bastante elogiado pelo seu desempenho no episódio.

Rick Porter, para o blogue Zap2it, vangloriou a participação de Marceline Hugot, dizendo que a "expressão perpetuamente assustada dela e afinidade por comédia física fazem-me 'rachar [de rir]' sempre que ela está no ecrã."[27] Matt Webb Mitovich, para a revista de televisão TV Guide, disse que Broderick pertence à lista das melhores estrelas convidadas do seriado. Ao falar sobre o episódio em si, Mitovich escreveu: "Por trás de toda a ousadia, absurdez e estrelas convidadas, [o episódio] teve coração, uma vez que Liz estava assustada pela possibilidade de maternidade."[25] Keith Phillips, para o jornal de entretenimento The A.V. Club, apreciou o episódio em geral e avaliou-o com a classificação A (a partir de uma escala de A a F), dizendo que a cena em que Kathy Geiss tira um carro de brinquedo da sua boca e põe-no novamente foi o melhor momento do episódio. Phiilips elogiou também o desempenho de Matthew Broderick em "Cooter", dizendo que "ele será sempre bem recebido, o mesmo para Paul Scheer". Em sua conclusão, ele elogiou o canto "agradável" de Jane Krakowski e o enredo "bem desempenhado" de Liz.[19] Robert Bianco, para o jornal USA Today, disse que o episódio trouxe alguns momentos engraçados, maioritariamente por causa de Jack McBrayer, Alec Baldwin e Broderick, "mas como tem acontecido ultimamente, as piadas vêm às custas da nossa conexão com os personagens e com as ligações desordeiras à realidade." Bianco criticou a frase "Você sabe como é ser a única pessoa que se preocupa com o seu trabalho?", afirmando que foi "desactualizada" e que "leva os telespectadores a questionarem-se quando exactamente foi a última vez que Liz realmente mostrou algum interesse para com o seu trabalho".[26]

Terry Morrow, para o jornal Knoxville News Sentinel disse que apesar de 30 Rock estar a sofrer em arranjar telespectadores, este "seriado minúsculo... brilha com esplendor absoluto", e declarou que "Cooter" é um dos melhores episódios do mesmo. Morrow especulou que a falta de telespectadores seja talvez devido ao facto do programa não ter criado um vínculo emocional com o seu público, e está "feliz por ser uma sitcom muito espirituosa". Ele achou que o elenco inteiro foi "de destaque", mas parabenizou Jane Krakowski pelo seu momento "ladrão-de-cena" quando ela revelou a arte de elogios com segundas intenções.[28] Verne Gay, para o jornal Newsday, elogiou as tramas de Jenna e Kenneth e apreciou a participação de Broderick, afirmando que os seus "pedaços de comédia [estiveram] em pleno vigor."[22] Robert Canning, para o portal online IGN, louvou as tramas de Kenneth e Tracy, e descreveu a sessão de gravação vocal para o jogo de vídeo pornográfico de Tracy como "graças-a-Deus-que-isto-está-a-ser-transmitido-após-as-20h30".[21] Alan Sepinwall, para o The Star-Ledger, achou que o episódio "quase-perfeito" foi arruinado pela rivalidade de estagiários de Kenneth, que segundo ele "não funcionou".[23]

Mark A. Perigard, para o Boston Herald, achou que "Cooter" foi um dos melhores episódios da temporada encurtada de 30 Rock, com algo para todos do elenco fazerem. Ele notou, contudo, que a personagem de Fey, Liz, teve um susto de gravidez na mesma semana que o filme de Fey, Baby Mama, estava em exibição nos cinemas, questionando "quanto drama materno Tina Fey pensará que os espectadores querem?"[29] Bob Sassone, para a coluna TV Squad do portal AOL, inicialmente achou que o episódio estaria a promover secretamente Baby Mama, mas mais tarde mudou de julgamento.[18] Jeff Labrecque, para a revista electrónica Entertainment Weekly, ficou desapontado por Liz não estar de facto grávida, e esperou que o seu ex-namorado Dennis continuasse a aparecer na próxima temporada.[20] Oscar Dahl, para o BuddyTV, especulou que o episódio pudesse estar a fazer uma referência aos planos políticos reais de Alec Baldwin, que no momento estava a considerar candidatar-se a um cargo.[30]

Na sua lista dos "10 Melhores Episódios de Televisão" de 2008, a revista TIME posicionou "Cooter" no oitavo lugar, elogiando a interpretação "maravilhosa" de Broderick e o enredo do episódio.[24]

Prémios e nomeações[editar | editar código-fonte]

Na cerimónia de 2008 dos Primetime Emmy Awards, "Cooter" recebeu duas nomeações, uma na categoria "Melhor Edição de Imagem para uma Série de Comédia (câmara-multipla ou única)" pelo trabalho do editor Ken Eluto, e outra na categoria "Melhor Escrita de Argumento para uma Série de Comédia", pelo trabalho de Tina Fey. O episódio venceu apenas na segunda categoria, perdendo na primeira para o episódio "Pie-Lette" da série Pushing Daisies, cujo editor foi Stuart Bass.[31] [32] Na cerimónia de 2008 dos Writers Guild of America Awards, devido a este episódio, 30 Rock recebeu uma nomeação na categoria "Melhor Comédia Episódica", a qual perdeu para outro episódio do seriado, "Succession".[33] [34]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Leitura adicional
  1. Dougherty, Robert (19 de Setembro de 2008). How 30 Rock Gets Away with Having so Many Guest Stars (em inglês) Yahoo! Voices. Página visitada em 5 de Abril de 2013.
Notas
  1. Nos Estados Unidos, a denominação "estados vermelhos" ("red states", no original) é usada para se referir aos estados cujos residentes sempre votam no Partido Republicano, enquanto a denominação "estados azuis" ("blue states", no original) é igualmente usada para se referir ao Partido Democrático.
  2. Em língua portuguesa:
    Mulher: Kenneth, eu gosto de ti, porque estou atraída pelos teus dois rins saudáveis.
    Kenneth: "O quê?"
    (Um homem entra de rompante derrubando a porta com uma arma na mão)
    Kenneth: "Eu não fazia ideia!"
Notas de rodapé
  1. a b 30 Rock  — "Cooter" (em inglês) Yahoo! TV. Página visitada em 6 de Julho de 2013.
  2. Tina Fey - Credits (em inglês) TV Guide.. Página visitada em 6 de Abril de 2013.
  3. Don Scardino - Credits (em inglês) TV Guide.. Página visitada em 6 de Abril de 2013.
  4. Episode Title: (#215) COOTER (*) (em inglês) The Futon Critic. Página visitada em 8 de Dezembro de 2010.
  5. Spitznagel, Eric (Novembro de 2003). Interview with Tina Fey (em inglês) The Believer.. Página visitada em 6 de Julho de 2013.
  6. "Somebody to Love". Argumentista(s): Tina Fey & Kay Cannon; Director(es): Beth McCarthy-Miller. 30 Rock. NBC Universal. National Broadcasting Company. 15 de Novembro de 2007. Episódio número 6, 2ª temporada.
  7. "Secrets and Lies". Argumentista(s): Weiner, Ron; Director(es): Engler, Michael. 30 Rock. NBC Universal. National Broadcasting Company. 6 de Dezembro de 2007. Episódio número 8, 2ª temporada.
  8. "Episódio 210". Argumentista(s): Carlock, Robert; Glover, Donald; Director(es): Shepard, Richard. 30 Rock. NBC Universal. National Broadcasting Company. 10 de Janeiro de 2008. Episódio número 10, 2ª temporada.
  9. People: Thousands say farewell to Pavarotti (em inglês) The Denver Post. (7 de Setembro de 2007). Página visitada em 6 de Julho de 2013.
  10. Wendy (1 de Abril de 2008). Matthew Broderick to Guest Star on “30 Rock” (em inglês) PopCrunch.. Página visitada em 5 de Abril de 2013.
  11. Redação (2 de Abril de 2008). 30 Rock: Matthew Broderick é próxima participação (em português) Estrelando. R7.com. Página visitada em 5 de Abril de 2013.
  12. Fitzpatrick, Kevin (26 de Setembro de 2012). ’30 Rock’ Season 7: Matthew Broderick’s “Cooter” Returns! (em inglês) Screenrush (Allociné). Página visitada em 5 de Abril de 2013.
  13. Judah Friedlander: World Champion - The CC Insider Interview (em inglês) Comedy Central (12 de Maio de 2008). Página visitada em 12 de Julho de 2012. Cópia arquivada em 26 de Julho de 2008.
  14. Aleksander, Irina (24 de Abril de 2008). Five Questions for Judah Friedlander (em inglês) The New York Observer.. Página visitada em 12 de Julho de 2012.
  15. a b c d e f "Cooter". Argumentista(s): Fey, Tina; Director(es): Scardino, Don. 30 Rock. NBC Universal. National Broadcasting Company. 8 de Maio de 2008. Episódio número 15, 2ª temporada.
  16. Seidman, Robert (9 de Maio de 2008). Nielsen Ratings May 8, 2008: Trouble in Shonda-land? (em inglês) TV by the Numbers. Página visitada em 6 de Julho de 2013.
  17. Levine, Stuart (9 de Maio de 2008). ABC wins tight Thursday race (em inglês) Variety.. Página visitada em 6 de Julho de 2013.
  18. a b Sassone, Bob (8 de Maio de 2008). 30 Rock: Cooter (season finale) – Video (em inglês) TV Squad. AOL. Página visitada em 6 de Julho de 2013.
  19. a b Phillips, Keith (8 de Maio de 2008). "Cooter" | 30 Rock (em inglês) The A.V. Club.. Página visitada em 6 de Abril de 2013.
  20. a b Labrecque, Jeff (9 de Maio de 2008). '30 Rock': Knocked Up and Down (em inglês) Entertainment Weekly.. Página visitada em 6 de Julho de 2013.
  21. a b Canning, Robert (7 de Maio de 2008). 30 Rock: "Cooter" Review (em inglês) IGN. Página visitada em 6 de Julho de 2013.
  22. a b Gay, Verne. (8 de Maio de 2008). "Last laughs (for now) on '30 Rock'". Newsday.
  23. a b Sepinwall, Alan (8 de Maio de 2008). '30 Rock', "Cooter": The pen is mightier than the ketchup (em inglês) The Star-Ledger. NJ.com. Página visitada em 6 de Julho de 2013.
  24. a b Poniewozik, James (3 de Novembro de 2008). Top 10 TV Episodes: 8. 30 Rock, "Cooter" (em inglês) TIME.. Página visitada em 5 de Abril de 2013.
  25. a b Mitovich, Matt Webb (9 de Maio de 2008). 30 Rock Episode: "Cooter" (em inglês) TV Guide.. Página visitada em 6 de Abril de 2013.
  26. a b Bianco, Robert (9 de Maio de 2008). Review: Quirky '30 Rock' on a downhill roll at season's end (em inglês) USA Today.. Página visitada em 5 de Abril de 2013.
  27. a b Porter, Rick (8 de Maio de 2008). Finalewatch: '30 Rock' takes a pregnant pause (em inglês) Zap2it.. Página visitada em 6 de Abril de 2013.
  28. Morrow, Terry (8 de Maio de 2008). Morrow: '30 Rock' rolls into brilliant finale (em inglês) Knoxville News Sentinel.. Página visitada em 6 de Julho de 2013.
  29. Perigard, Mark A. (8 de Maio de 2008). 'Rock' delivers (em inglês) Boston Herald.. Página visitada em 6 de Julho de 2013.
  30. Dahl, Oscar (9 de Maio de 2008). Did '30 Rock''s Finale Hint at Alec Baldwin's Political Future? (em inglês) BuddyTV. Página visitada em 6 de Julho de 2013.
  31. [Outstanding Picture Editing For A Comedy Series (Single Or Multi-Camera) - 2008 Primetime Emmy Awards nominations for 2008 - Outstanding Picture Editing For A Comedy Series (Single Or Multi-Camera)] (em inglês) Emmy. Academia de Artes & Ciências Televisivas. Página visitada em 5 de Abril de 2013.
  32. Primetime Emmy Awards nominations for 2008 - Outstanding Writing for a Comedy Series (em inglês) Emmy. Academia de Artes & Ciências Televisivas. Página visitada em 5 de Abril de 2013.
  33. Ryan, Joal (7 de Fevereiro de 2009). Slumdog Millionaire, Milk Have Write Stuff at WGA Awards (em inglês) E! Online. Página visitada em 5 de Abril de 2013.
  34. 2009 Writers Guild Awards Television, Radio, News, Promotional Writing, and Graphic Animation Nominees Announced (Press release) (em inglês) Writers Guild of America, West. Página visitada em 5 de Abril de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
"Sandwich Day"
Episódios da segunda temporada de 30 Rock
Sucedido por
"Do-Over"