Copa Libertadores da América de 2009

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Copa Libertadores da América de 2009
L Copa Libertadores de América
Copa Santander Libertadores 2009
Dados
Participantes 38
Organização CONMEBOL
Local de disputa Flags of the Union of South American Nations.gif América do Sul
Período 27 de janeiro15 de julho
Gol(o)s 323
Jogos 134
Média 2,41 gol(o)s por partida
Campeão Argentina Estudiantes (4º título)
Vice-campeão Brasil Cruzeiro
Melhor marcador ArgentinaARG Mauro Boselli (Estudiantes) – 8 gols
Melhor ataque (fase inicial) Uruguai Nacional – 12 gols
Melhor defesa (fase inicial) Brasil Grêmio – 1 gol
Maior goleada
(diferença)
El Nacional Equador 0 – 5 Paraguai Nacional
Estádio Olímpico AtahualpaQuito
27 de janeiro, primeira fase
Premiações
Melhor jogador
Juan Sebastián Verón (Estudiantes)[1]
◄◄ Libertadores 2008 Soccerball.svg Libertadores 2010 ►►
O clube argentino Estudiantes de La Plata venceu a Copa Libertadores da América de 2009.

A Copa Libertadores da América de 2009 foi a 50ª edição da competição de futebol realizada todos os anos pela Confederação Sul-Americana de Futebol. Equipes das dez associações sul-americanas e do México participam do torneio. Neste ano, pela segunda vez, a competição teve a nomenclatura oficial de Copa Santander Libertadores, devido ao patrocínio do Grupo Santander.[2]

O sorteio dos confrontos da primeira fase e da composição dos grupos da segunda fase ocorreu em 25 de novembro de 2008 em Luque, cidade próxima a Assunção, no Paraguai.[3] No mesmo evento foi apresentada uma nova bola para a competição produzida pela Nike, chamadaTotal 90 Omni.[4]

O Estudiantes sagrou-se campeão da Copa Libertadores pela quarta vez ao superar na final o Cruzeiro por 2–1 no placar agregado. Com o título, a equipe argentina garantiu uma vaga na Copa do Mundo de Clubes da FIFA 2009, disputado nos Emirados Árabes Unidos, além de ter participado da Recopa Sul-Americana de 2010, contra o campeão da Copa Sul-Americana de 2009.

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

Em 24 de novembro de 2008 a FIFA suspendeu o Peru de todas as competições internacionais devido a interferência do governo local na Federação Peruana de Futebol.[5] [6]

A suspensão foi revogada em 20 de dezembro, possibilitando as equipes peruanas a participar da edição 2009 da Copa Libertadores.[7]

País Equipe Classificação[3]
 Argentina
(5 vagas)
Lanús Campeão do Torneio Apertura 2007
River Plate Campeão do Torneio Clausura 2008
Boca Juniors Campeão do Torneio Apertura 2008
San Lorenzo Melhor pontuação nos torneios Apertura 2007 e 2008 e Clausura 2008
Estudiantes 2ª melhor pontuação nos torneios Apertura 2007 e 2008 e Clausura 2008
 Bolívia
(3 vagas)
Universitario de Sucre Campeão do Torneio Apertura 2008
Aurora Campeão do Torneio Clausura 2008
Real Potosí Vencedor dos Playoffs 2008
 Brasil
(5 vagas)
Sport Campeão da Copa do Brasil 2008
São Paulo Campeão do Campeonato Brasileiro de 2008
Grêmio Vice-campeão do Campeonato Brasileiro de 2008
Cruzeiro 3º colocado no Campeonato Brasileiro de 2008
Palmeiras 4º colocado no Campeonato Brasileiro de 2008
 Chile
(3 vagas)
Everton Campeão do Torneio Apertura 2008
Colo-Colo Campeão do Torneio Clausura 2008
Universidad de Chile Melhor pontuação na fase inicial do Clausura 2008
 Colômbia
(3 vagas)
Boyacá Chicó Campeão do Torneio Apertura 2008
América de Cáli Campeão do Torneio Finalización 2008
Independiente Medellín Melhor pontuação na temporada 2008
Equador
(3 vagas + atual campeão)
LDU Quito Campeão da Libertadores 2008
Deportivo Quito Campeão do Campeonato Equatoriano de 2008
Deportivo Cuenca 3º colocado no Campeonato Equatoriano de 2008
El Nacional 4º colocado no Campeonato Equatoriano de 2008
Paraguai
(3 vagas)
Libertad Campeão dos torneios Apertura 2008 e Clausura 2008
Guaraní 2ª melhor pontuação na temporada 2008
Nacional 3ª melhor pontuação na temporada 2008
 Peru
(3 vagas)
Universitario Campeão do Torneio Apertura 2008
Universidad San Martín Campeão do Torneio Clausura 2008
Sporting Cristal Melhor pontuação na temporada 2008
Uruguai
(3 vagas)
Defensor Sporting Campeão da temporada 2007-08
Nacional Campeão da Liguilla Pré-Libertadores 2008
Peñarol Vice-campeão da Liguilla Pré-Libertadores 2008
 Venezuela
(3 vagas)
Caracas Campeão do Torneio Apertura 2007
Deportivo Táchira Campeão do Torneio Clausura 2008
Deportivo Anzoátegui Melhor pontuação na temporada 2007-08
 México
(3 vagas)
San Luis Melhor pontuação na fase inicial do Torneio Apertura 2008
Guadalajara Campeão da InterLiga 2009
Pachuca Vice-campeão da InterLiga 2009

Mapa[editar | editar código-fonte]

Latin America - First level political divisions.svg

GuadalajaraButtonRed.svg
ButtonRed.svgPachuca
ButtonRed.svgSan Luis
CaracasButtonRed.svg
ButtonRed.svgDeportivo Anzoátegui
ButtonRed.svgDep. Táchira
Independiente MedellínButtonRed.svg
ButtonRed.svgBoyacá Chicó
ButtonRed.svgAmérica de Cali
Deportivo CuencaButtonRed.svg
El Nacional
ButtonRed.svgDeportivo Quito
LDU
ButtonRed.svgUniversidad San Martín
Universitario
Sporting Cristal
ButtonRed.svgAurora
ButtonRed.svgU. Sucre
Real PotosíButtonRed.svg
ButtonRed.svgLibertad
Nacional
Guaraní
EstudiantesButtonRed.svg
Lanús
Boca
River
San Lorenzo
EvertonButtonRed.svg
Colo ColoButtonRed.svg
La U
ButtonRed.svgPeñarol
Nacional
Defensor
ButtonRed.svgGrêmio
PalmeirasButtonRed.svg
São Paulo
SportButtonRed.svg
ButtonRed.svgCruzeiro

Sorteio[editar | editar código-fonte]

O sorteio das chaves da primeira fase e os grupos da segunda realizou-se em 25 de novembro de 2008 em Assunção, no Paraguai. Quatro equipes da Argentina, três equipes do Brasil e a LDU Quito do Equador, atual campeã, foram os cabeças-de-chave na composição dos grupos da segunda fase.[3]

O resultado do sorteio determinou os seguintes confrontos:

Primeira fase
Chave 1 Colômbia Independiente Medellín Uruguai Peñarol
Chave 2 Peru Sporting Cristal Argentina Estudiantes
Chave 3 Equador El Nacional Paraguai Nacional
Chave 4 Venezuela Deportivo Anzoátegui Equador Deportivo Cuenca
Chave 5 Brasil Palmeiras Bolívia Real Potosí
Chave 6 Chile Universidad de Chile México Pachuca
Segunda fase
Grupo 1 Grupo 2 Grupo 3 Grupo 4
Equador LDU Quito
Chile Colo-Colo
Brasil Sport
Vencedor da chave 5
Argentina Boca Juniors
Paraguai Guaraní
Venezuela Deportivo Táchira
Vencedor da chave 4
Argentina River Plate
Uruguai Nacional
Peru Universidad San Martín
Vencedor da chave 3
Brasil São Paulo
Uruguai Defensor Sporting
Colômbia América de Cáli
Vencedor da chave 1
Grupo 5 Grupo 6 Grupo 7 Grupo 8
Brasil Cruzeiro
Bolívia Universitario de Sucre
Equador Deportivo Quito
Vencedor da chave 2
Argentina Lanús
Chile Everton
Venezuela Caracas
México Guadalajara
Brasil Grêmio
Bolívia Aurora
Colômbia Boyacá Chicó
Vencedor da chave 6
Argentina San Lorenzo
Paraguai Libertad
Peru Universitario
México San Luis

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

As partidas de ida da primeira fase foram disputadas entre os dias 28 de janeiro e 5 de fevereiro. Doze equipes iniciaram dessa fase onde seis classificaram-se a fase seguinte. Em caso de igualdade no placar total o primeiro critério de desempate foi o gol marcado como visitante. Equipe 1 realizou a partida de ida em casa.

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
1 Independiente Medellín Colômbia 4–0 Uruguai Peñarol 4–0 0–0
2 Sporting Cristal Peru 2–2 (gf) Argentina Estudiantes 2–1 0–1
3 El Nacional Equador 3–8 Paraguai Nacional 0–5 3–3
4 Deportivo Anzoátegui Venezuela 2–3 Equador Deportivo Cuenca 2–0 0–3
5 Palmeiras Brasil 7–1 Bolívia Real Potosí 5–1 2–0
6 Universidad de Chile Chile 2–2 (gf) México Pachuca 1–0 1–2

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

As partidas da segunda fase foram disputadas entre 10 de fevereiro e 30 de abril. As duas melhores equipes de cada grupo avançaram para a fase final.

Equipes classificadas para a fase final
Equipes eliminadas

Grupo 1[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Brasil Sport 13 6 4 1 1 10 7 +3
Brasil Palmeiras 10 6 3 1 2 9 7 +2
Chile Colo-Colo 7 6 2 1 3 9 7 +2
Equador LDU Quito 4 6 1 1 4 6 13 -7
  LDU COL SPT PAL
LDU Quito 1–1 2–3 3–2
Colo-Colo 3–0 1–2 0–1
Sport 2–0 2–1 0–2
Palmeiras 2–0 1–3 1–1

Grupo 2[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Argentina Boca Juniors 15 6 5 0 1 11 3 +8
Equador Deportivo Cuenca 10 6 3 1 2 9 4 +5
Venezuela Deportivo Táchira 9 6 3 0 3 6 9 -3
Paraguai Guaraní 1 6 0 1 5 5 15 -10
  BOC GUA TAC CUE
Boca Juniors 3–1 3–0 1–0
Guaraní 1–3 1–2 1–1
Deportivo Táchira 0–1 2–1 1–0
Deportivo Cuenca 1–0 4–0 3–1

Grupo 3[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Uruguai Nacional 14 6 4 2 0 12 3 +9
Peru Universidad San Martín 8 6 2 2 2 7 9 -2
Argentina River Plate 7 6 2 1 3 7 9 -2
Paraguai Nacional 4 6 1 1 4 7 12 -5
  RIV CNF USM NAC
River Plate 0–0 3–0 1–0
Nacional 3–0 2–1 3–1
Universidad San Martín 2–1 1–1 2–1
Nacional 4–2 0–3 1–1

Grupo 4[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Brasil São Paulo 13 6 4 1 1 10 6 +4
Uruguai Defensor Sporting 8 6 2 2 2 6 6 0
Colômbia Independiente Medellín 7 6 1 4 1 7 7 0
Colômbia América de Cáli 3 6 0 3 3 3 7 -4
  SPA DEF AMC DIM
São Paulo 2–1 2–1 1–1
Defensor Sporting 0–1 1–0 4–3
América de Cáli 1–3 0–0 1–1
Independiente Medellín 2–1 0–0 0–0

Grupo 5[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Brasil Cruzeiro 13 6 4 1 1 9 5 +4
Argentina Estudiantes 10 6 3 1 2 9 4 +5
Equador Deportivo Quito 8 6 2 2 2 6 9 -3
Bolívia Universitario de Sucre 2 6 0 2 4 2 8 -6
  CRU UNS DQU EST
Cruzeiro 2–0 2–0 3–0
Universitario de Sucre 0–1 1–1 0–0
Deportivo Quito 1–1 3–1 1–0
Estudiantes 4–0 1–0 4–0

Grupo 6[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Venezuela Caracas 10 6 3 1 2 7 4 +3
México Guadalajara 9 6 2 3 1 9 6 +3
Chile Everton 8 6 2 2 2 7 10 -3
Argentina Lanús 4 6 0 4 2 5 8 -3
  LAN EVE CAR GDL
Lanús 1–2 1–1 1–1
Everton 1–1 1–0 1–1
Caracas 3–1 1–0 2–0
Guadalajara 0–0 6–2 1–0

Grupo 7[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Brasil Grêmio 16 6 5 1 0 11 1 +10
Chile Universidad de Chile 10 6 3 1 2 8 6 +2
Colômbia Boyacá Chicó 9 6 3 0 3 8 8 0
Bolívia Aurora 0 6 0 0 6 3 15 -12
  GRE AUR BOY UCH
Grêmio 3–0 3–0 0–0
Aurora 1–2 0–3 1–2
Boyacá Chicó 0–1 2–1 3–0
Universidad de Chile 0–2 3–0 3–0

Grupo 8[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Paraguai Libertad 12 6 4 0 2 7 5 +2
México San Luis 8 6 2 2 2 7 7 0
Peru Universitario 8 6 2 2 2 6 7 -1
Argentina San Lorenzo 6 6 2 0 4 6 7 -1
  SLO LIB UND SLU
San Lorenzo 0–1 2–0 4–1
Libertad 2–0 2–1 0–2
Universitario 1–0 2–1 0–0
San Luis 2–0 0–1 2–2

Classificação para a fase final[editar | editar código-fonte]

Para a determinação das chaves da fase de oitavas de final em diante, as equipes foram divididas entre os primeiros colocados e os segundos colocados na fase de grupos, definido os cruzamentos da seguinte forma: 1º vs. 16º, 2º vs. 15º, 3º vs. 14º, 4º vs. 13º, 5º vs. 12º, 6º vs. 11º, 7º vs. 10º e 8º vs. 9º, sendo de 1º a 8º os primeiros de cada grupo e de 9º a 16º os segundos.

Esta classificação também serviu para determinar em todas as fases seguintes qual time teve a vantagem de jogar a partida de volta em casa, sendo sempre o time de melhor colocação a ter este direito.

Caso duas equipes de um mesmo país se classificassem para a fase semifinal, elas obrigatoriamente teriam que se enfrentar, mesmo que o emparceiramento não apontasse para isso. Se na decisão, uma das equipes fosse do México, a primeira partida da final seria obrigatoriamente em território mexicano.

Tabela de classificação
Pos. Primeiros dos grupos Pts J V E D GP GC SG Ap
1 Brasil Grêmio 16 6 5 1 0 11 1 +10 89%
2 Argentina Boca Juniors 15 6 5 0 1 11 3 +8 83%
3 Uruguai Nacional 14 6 4 2 0 12 3 +9 78%
4 Brasil São Paulo 13 6 4 1 1 10 6 +4 72%
5 Brasil Cruzeiro 13 6 4 1 1 9 5 +4 72%
6 Brasil Sport 13 6 4 1 1 10 7 +3 72%
7 Paraguai Libertad 12 6 4 0 2 7 5 +2 67%
8 Venezuela Caracas 10 6 3 1 2 7 4 +3 56%
Pos. Segundos dos grupos Pts J V E D GP GC SG Ap
9 Equador Deportivo Cuenca 10 6 3 1 2 9 4 +5 56%
10 Argentina Estudiantes 10 6 3 1 2 9 4 +5 56%
11 Brasil Palmeiras 10 6 3 1 2 9 7 +2 56%
12 Chile Universidad de Chile 10 6 3 1 2 8 6 +2 56%
13 México Guadalajara 9 6 2 3 1 9 6 +3 50%
14 México San Luis 8 6 2 2 2 7 7 0 44%
15 Uruguai Defensor Sporting 8 6 2 2 2 6 6 0 44%
16 Peru Universidad San Martín 8 6 2 2 2 7 9 -2 44%

Fase final[editar | editar código-fonte]

Devido ao surto de gripe A (H1N1) que afeta o México, as partidas das oitavas-de-final envolvendo os clubes mexicanos não puderam ser realizadas em seus estádios.[8] Após uma tentativa mal-sucedida de levar as partidas para Bogotá na Colômbia,[8] [9] a Confederação Sul-Americana de Futebol decidiu que os confrontos San Luis-Nacional e Guadalajara-São Paulo seriam disputados em jogo único, em Montevidéu e São Paulo respectivamente, sendo definidas nas disputas por pênaltis em caso de empate no tempo normal.[10] Porém os clubes mexicanos discordaram da decisão e anunciaram através da Federação Mexicana de Futebol a desistência do torneio.[11] A CONMEBOL oficializou a desistência dos clubes em 11 de maio, garantindo a São Paulo e Nacional o acesso direto as quartas-de-final.[12] [13]

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 5 a 21 de maio  27 de maio a 18 de junho  24 de junho a 2 de julho  8 e 15 de julho
                                                 
 Brasil Grêmio 3 2 5  
 Peru Universidad San Martín 1 0 1  
   Brasil Grêmio (gf) 1 0 1  
   Venezuela Caracas 1 0 1  
 Venezuela Caracas 1 4 5
 Equador Deportivo Cuenca 2 0 2  
   Brasil Grêmio 1 2 3  
   Brasil Cruzeiro 3 2 5  
 Brasil São Paulo - - -  
 México Guadalajara - - -  
   Brasil São Paulo 1 0 1
   Brasil Cruzeiro 2 2 4  
 Brasil Cruzeiro 2 1 3
 Chile Universidad de Chile 1 0 1  
   Brasil Cruzeiro 0 1 1
   Argentina Estudiantes 0 2 2
 Uruguai Nacional - - -  
 México San Luis - - -  
   Uruguai Nacional (gf) 1 0 1
   Brasil Palmeiras 1 0 1  
 Brasil Sport 0 1 1 (1)
 Brasil Palmeiras (pen) 1 0 1 (3)  
   Uruguai Nacional 0 1 1
   Argentina Estudiantes 1 2 3  
 Paraguai Libertad 0 0 0  
 Argentina Estudiantes 3 0 3  
   Argentina Estudiantes 1 1 2
   Uruguai Defensor Sporting 0 0 0  
 Argentina Boca Juniors 2 0 2
 Uruguai Defensor Sporting 2 1 3  

Equipes marcadas com † desistiram do torneio.[12]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa Libertadores da América de 2009
Argentina
ESTUDIANTES
Campeão
(4º título)

Principais artilheiros[editar | editar código-fonte]

Gols Jogador Clube
8 Mauro Boselli Argentina Estudiantes
7 Jorge Núñez Paraguai Nacional
Rodrigo Teixeira Pereira Equador Deportivo Cuenca
6 Keirrison Brasil Palmeiras
Souza Brasil Grêmio
5 Borges Brasil São Paulo
Darío Figueroa Venezuela Caracas
Martín Palermo Argentina Boca Juniors
Rodrigo Palacio Argentina Boca Juniors
Wellington Paulista Brasil Cruzeiro
4 Diego Souza Brasil Palmeiras
Kléber Brasil Cruzeiro
Maxi López Brasil Grêmio
Nicolás Lodeiro Uruguai Nacional

Fonte: CONMEBOL.com

Referências

  1. Melhor jogador da Libertadores, Verón recebe troféu desenhado por Romero Brito. UOL Esporte (26 de novembro de 2009). Página visitada em 28 de janeiro de 2011.
  2. Viana, Gustavo (28 de setembro de 2008). Competições de futebol ganham nome de empresas. Invertia. Página visitada em 26 de fevereiro de 2009.
  3. a b c Copa Santander Libertadores de América 2009: cuadro general de los clasificados (em espanhol). Site oficial da CONMEBOL (23 de janeiro de 2009). Página visitada em 26 de fevereiro de 2009.
  4. Sport pega LDU e pode ter duelo brasileiro na 1ª fase da Libertadores. UOL (25 de novembro de 2008). Página visitada em 26 de fevereiro de 2009.
  5. Conmebol anuncia que Peru está afastado oficialmente de torneios internacionais. GloboEsporte.com (24 de novembro de 2008). Página visitada em 26 de fevereiro de 2009.
  6. Perú momentáneamente inhabilitado para toda competición (em espanhol). Site oficial da CONMEBOL (24 de novembro de 2008). Página visitada em 26 de fevereiro de 2009.
  7. La FIFA levanta la suspensión a la Federación Peruana de Fútbol (em espanhol). Site oficial da CONMEBOL (20 de dezembro de 2008). Página visitada em 26 de fevereiro de 2009.
  8. a b GloboEsporte.com (30 de abril de 2009). Times mexicanos mandarão jogos em Bogotá nas oitavas-de-final (em português). Página visitada em 30 de abril de 2009.
  9. GloboEsporte.com (1 de maio de 2009). Bogotá se nega a receber times mexicanos por causa da gripe suína (em português). Página visitada em 1 de maio de 2009.
  10. CONMEBOL.com (8 de maio de 2009). Copa Santander Libertadores: las llaves de los equipos mexicanos serán a un sólo partido (em espanhol). Página visitada em 8 de maio de 2009.
  11. GloboEsporte.com (8 de maio de 2009). Conmebol decide jogo único, mas mexicanos se recusam a entrar em campo. Página visitada em 8 de maio de 2009.
  12. a b CONMEBOL.com (12 de maio de 2009). Copa Santander Libertadores 2009: Nacional (URU) y Sao Paulo FC (BRA), a cuartos de final (em espanhol). Página visitada em 11 de maio de 2009.
  13. GloboEsporte.com (11 de maio de 2009). Conmebol oficializa passagens de São Paulo e Nacional às quartas de final. Página visitada em 11 de maio de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]