Copa Libertadores da América de 2010

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Copa Libertadores da América de 2010
LI Copa Libertadores de América
Copa Santander Libertadores 2010
Dados
Participantes 40
Organização CONMEBOL
Local de disputa Flags of the Union of South American Nations.gif América do Sul
Período 26 de janeiro18 de agosto
Gol(o)s 329
Jogos 138
Média 2,38 gol(o)s por partida
Campeão Brasil Internacional (2º título)
Vice-campeão México Guadalajara
Melhor marcador BrasilBRA Thiago Ribeiro (Cruzeiro) – 8 gols
Melhor ataque (fase inicial) Argentina Banfield – 13 gols
Melhor defesa (fase inicial) 2 gols:
Maior goleada
(diferença)
Cruzeiro Brasil 7 – 0 Bolívia Real Potosí
Estádio MineirãoBelo Horizonte
3 de fevereiro, Primeira fase
Premiações
Melhor jogador
BrasilBRA Giuliano (Internacional)[1]
◄◄ Libertadores 2009 Soccerball.svg Libertadores 2011 ►►

A Copa Libertadores de 2010 foi a 51ª edição da Copa Libertadores, competição de futebol realizada todos os anos pela Confederação Sul-Americana de Futebol. Equipes das dez associações sul-americanas mais o México participaram do torneio.

Durante o mês de junho a competição foi interrompida após a disputa das quartas-de-final devido a realização da Copa do Mundo FIFA na África do Sul. Com isso o término do torneio foi em 18 de agosto.

Pela segunda vez na história, o Internacional sagrou-se campeão da Copa Libertadores ao vencer ambas as partidas da final contra o Guadalajara, totalizando um placar de 5–3. Com isso garantiu uma vaga na Copa do Mundo de Clubes da FIFA 2010 que foi disputada em dezembro, nos Emirados Árabes Unidos, como representante da CONMEBOL e o direito de disputar a Recopa Sul-Americana de 2011. Como o Guadalajara do México foi um dos finalistas, o Internacional do Brasil representaria a CONMEBOL independentemente se ganhasse o título.[2] As equipes mexicanas classificam-se ao Mundial de Clubes através da Liga dos Campeões da CONCACAF.

De acordo com dados do Ibope, o último jogo da Copa Libertadores foi assistido por 76,5% dos domicílios da região metropolitana de Porto Alegre, um total de 1,3 milhões de pessoas.[3]

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

A princípio 38 equipes participariam desta edição da Copa Libertadores, como nos anos anteriores. No entanto os clubes San Luis e Guadalajara, do México, foram convidados a retornar a competição a partir das oitavas-de-final para compensar a desistência dos mesmos da edição anterior devido ao conflito causado pelo surgimento da gripe A (H1N1).[4] [5]

País Equipe Classificação
 Argentina
(5 vagas + atual campeão)
Estudiantes Campeão da Copa Libertadores da América de 2009
Vélez Sársfield Campeão do Torneo Clausura 2009
Banfield Campeão do Torneio Apertura 2009
Lanús Melhor pontuação nos torneios Clausura e Apertura 2009
Colón 2ª melhor pontuação nos torneios Clausura e Apertura 2009
Newell's Old Boys 3ª melhor pontuação nos torneios Clausura e Apertura 2009
 Bolívia
(3 vagas)
Bolívar Campeão do Torneio Apertura 2009
Blooming Campeão do Torneio Clausura 2009
Real Potosí Vencedor dos Playoffs 2009
 Brasil
(5 vagas)
Corinthians Campeão da Copa do Brasil de 2009
Flamengo Campeão do Campeonato Brasileiro de 2009
Internacional 2º colocado no Campeonato Brasileiro de 2009
São Paulo 3º colocado no Campeonato Brasileiro de 2009
Cruzeiro 4º colocado no Campeonato Brasileiro de 2009
 Chile
(3 vagas)
Universidad de Chile Campeão do Torneio Apertura 2009
Colo-Colo Campeão do Torneio Clausura 2009
Universidad Católica Melhor pontuação na fase classificatória do Clausura 2009
 Colômbia
(3 vagas)
Once Caldas Campeão do Torneio Apertura 2009
Independiente Medellín Campeão do Torneio Finalización 2009
Junior Melhor pontuação na temporada 2009
Equador
(3 vagas)
Deportivo Quito Campeão do Campeonato Equatoriano de 2009
Deportivo Cuenca Vice-campeão do Campeonato Equatoriano de 2009
Emelec 3º colocado no Campeonato Equatoriano de 2009
Paraguai
(3 vagas)
Cerro Porteño Campeão do Torneio Apertura 2009
Nacional Campeão do Torneio Clausura 2009
Libertad Melhor pontuação nos torneios Apertura e Clausura 2009
 Peru
(3 vagas)
Universitario Campeão do Campeonato Descentralizado 2009
Alianza Lima Vice-campeão do Campeonato Descentralizado 2009
Juan Aurich Melhor pontuação na temporada 2009
Uruguai
(3 vagas)
Nacional Campeão do Campeonato Uruguaio 2008-09
Cerro Campeão da Liguilla Pré-Libertadores 2009
Racing Vice-campeão da Liguilla Pré-Libertadores 2009
 Venezuela
(3 vagas)
Deportivo Italia Campeão do Torneio Apertura 2008
Caracas Campeão do Torneio Clausura 2009
Deportivo Táchira Melhor pontuação na temporada 2008-09
 México
(3 vagas + 2 convites)
Monarcas Morelia Melhor pontuação na fase inicial do Torneio Apertura 2009
Monterrey Campeão da InterLiga 2010
Estudiantes Tecos Vice-campeão da InterLiga 2010
San Luis Eliminado nas oitavas-de-final da Copa Libertadores de 2009[5]
Guadalajara Eliminado nas oitavas-de-final da Copa Libertadores de 2009[5]

Mapa[editar | editar código-fonte]

Latin America - First level political divisions.svg

Estudiantes Tecos
GuadalajaraButtonRed.svg
ButtonRed.svgMonarcas Morelia
ButtonRed.svgMonterrey
ButtonRed.svgSan Luis
ButtonRed.svgCaracas
Deportivo Italia
ButtonRed.svgDep. Táchira
ButtonRed.svgIndependiente Medellín
ButtonRed.svgJunior
Once CaldasButtonRed.svg
EmelecButtonRed.svg
ButtonRed.svgDeportivo Cuenca
ButtonRed.svgDeportivo Quito
ButtonRed.svgAlianza Lima
Universitario
ButtonRed.svgJuan Aurich
ButtonRed.svgBolívar
ButtonRed.svgBlooming
ButtonRed.svgReal Potosí
ButtonRed.svgLibertad
Nacional
Cerro Porteño
EstudiantesButtonRed.svg
Lanús
Banfield
Vélez
ButtonRed.svgColón
ButtonRed.svgNewell's
Universidad CatólicaButtonRed.svg
Universidad de Chile
Colo Colo
ButtonRed.svgCerro
Nacional
Racing
ButtonRed.svgInternacional
CorinthiansButtonRed.svg
São Paulo
ButtonRed.svgFlamengo
ButtonRed.svgCruzeiro

Sorteio[editar | editar código-fonte]

O sorteio dos cruzamentos entre as equipes que iniciarão desde a primeira fase, e dos oito grupos da segunda fase se realizou em 27 de novembro de 2009 em Assunção, no Paraguai.[6]

O resultado do sorteio determinou os seguintes confrontos:[7]

Primeira fase
Chave G1 Venezuela Deportivo Táchira Paraguai Libertad
Chave G2 Peru Juan Aurich México Estudiantes Tecos
Chave G3 Argentina Colón Chile Universidad Católica
Chave G4 Bolívia Real Potosí Brasil Cruzeiro
Chave G5 Argentina Newell's Old Boys Equador Emelec
Chave G6 Colômbia Junior Uruguai Racing
Fase de grupos
Grupo 1 Grupo 2 Grupo 3 Grupo 4
Brasil Corinthians
Paraguai Cerro Porteño
Colômbia Independiente Medellín
Vencedor da chave G6
Brasil São Paulo
Paraguai Nacional
Colômbia Once Caldas
México Monterrey
Argentina Estudiantes
Bolívia Bolívar
Peru Alianza Lima
Vencedor da chave G2
Argentina Lanús
Bolívia Blooming
Peru Universitario
Vencedor da chave G1
Grupo 5 Grupo 6 Grupo 7 Grupo 8
Brasil Internacional
Uruguai Cerro
Equador Deportivo Quito
Vencedor da chave G5
Argentina Banfield
Uruguai Nacional
Equador Deportivo Cuenca
México Monarcas Morelia
Argentina Vélez Sársfield
Chile Colo-Colo
Venezuela Deportivo Italia
Vencedor da chave G4
Brasil Flamengo
Chile Universidad de Chile
Venezuela Caracas
Vencedor da chave G3

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

As partidas da primeira fase serão disputadas entre os dias 26 de janeiro e 10 de fevereiro[8] . Doze equipes iniciarão dessa fase onde seis se classificarão a fase seguinte. Em caso de igualdade em pontos, o primeiro critério de desempate será o gol marcado fora de casa. Equipe 1 realizou a partida de ida em casa.

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 ida volta
G1 Deportivo Táchira Venezuela 2–3 Paraguai Libertad 1–0 1–3
G2 Juan Aurich Peru 4–1 México Estudiantes Tecos 2–0 2–1
G3 Colón Argentina 5–5 (3–5 p) Chile Universidad Católica 3–2 2–3
G4 Real Potosí Bolívia 1–8 Brasil Cruzeiro 1–1 0–7
G5 Newell's Old Boys Argentina 1–2 Equador Emelec 0–0 1–2
G6 Junior Colômbia 2–4 Uruguai Racing 2–2 0–2

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

As partidas da segunda fase serão disputadas entre 9 de fevereiro e 22 de abril no sistema de grupos. Devido a classificação direta de dois clubes mexicanos às oitavas-de-final, apenas os campeões de grupo mais os seis melhores segundos colocados avançam a fase final, totalizando 14 classificados.[7]

Equipes classificadas para a fase final
Equipes classificadas como melhores segundos colocados
Equipes eliminadas

Grupo 1[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Brasil Corinthians 16 6 5 1 0 9 3 +6
Uruguai Racing 8 6 2 2 2 4 5 -1
Colômbia Independiente Medellín 6 6 1 3 2 3 4 -1
Paraguai Cerro Porteño 2 6 0 2 4 3 7 -4
  COR CRP DIM RAC
Corinthians 2–1 1–0 2–1
Cerro Porteño 0–1 1–1 0–0
Independiente Medellín 1–1 1–0 0–0
Racing 0–2 2–1 1–0

Grupo 2[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Brasil São Paulo 13 6 4 1 1 9 2 +7
Colômbia Once Caldas 11 6 3 2 1 8 5 +3
México Monterrey 6 6 1 3 2 5 8 -3
Paraguai Nacional 3 6 1 0 5 3 10 -7
  SPA NAC OCA MON
São Paulo 3–0 1–0 2–0
Nacional 0–2 0–2 2–0
Once Caldas 2–1 1–0 1–1
Monterrey 0–0 2–1 2–2

Grupo 3[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Argentina Estudiantes 13 6 4 1 1 11 5 +6
Peru Alianza Lima 12 6 4 0 2 12 7 +5
Peru Juan Aurich 6 6 2 0 4 7 13 -6
Bolívia Bolívar 4 6 1 1 4 3 8 -5
  EST BOL ALI JUA
Estudiantes 2–0 1–0 5–1
Bolívar 0–0 1–3 2–0
Alianza Lima 4–1 1–0 2–0
Juan Aurich 0–2 2–0 4–2

Grupo 4[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Paraguai Libertad 12 6 3 3 0 10 3 +7
Peru Universitario 10 6 2 4 0 5 2 +3
Argentina Lanús 8 6 2 2 2 6 6 0
Bolívia Blooming 1 6 0 1 5 3 13 -10
  LAN BLO UNI LIB
Lanús 1–0 0–0 0–2
Blooming 1–4 1–2 1–2
Universitario 2–0 0–0 0–0
Libertad 1–1 4–0 1–1

Grupo 5[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Brasil Internacional 12 6 3 3 0 8 2 +6
Equador Deportivo Quito 10 6 3 1 2 5 7 -2
Uruguai Cerro 8 6 2 2 2 5 5 0
Equador Emelec 2 6 0 2 4 2 6 -4
  INT CER DQU EME
Internacional 2–0 3–0 2–1
Cerro 0–0 2–0 0–0
Deportivo Quito 1–1 2–1 1–0
Emelec 0–0 1–2 0–1

Grupo 6[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Uruguai Nacional 12 6 3 3 0 9 4 +5
Argentina Banfield 11 6 3 2 1 13 8 +5
México Monarcas Morelia 5 6 1 2 3 4 8 -4
Equador Deportivo Cuenca 4 6 1 1 4 7 13 -6
  BAN NAC CUE MOR
Banfield 0–2 4–1 2–1
Nacional 2–2 3–2 2–0
Deportivo Cuenca 1–4 0–0 2–0
Monarcas Morelia 1–1 0–0 2–1

Grupo 7[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Argentina Vélez Sársfield 13 6 4 1 1 10 5 +5
Brasil Cruzeiro 11 6 3 2 1 12 6 +6
Chile Colo-Colo 8 6 2 2 2 8 10 -2
Venezuela Deportivo Italia 1 6 0 1 5 4 13 -9
  VEL COL DIT CRU
Vélez Sársfield 2–1 4–0 2–0
Colo-Colo 1–1 1–0 1–1
Deportivo Italia 0–1 2–3 2–2
Cruzeiro 3–0 4–1 2–0

Grupo 8[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Chile Universidad de Chile 12 6 3 3 0 10 6 +4
Brasil Flamengo 10 6 3 1 2 11 9 +2
Chile Universidad Católica 7 6 1 4 1 5 5 0
Venezuela Caracas 2 6 0 2 4 5 11 -6
  FLA UCH CAR UCA
Flamengo 2–2 3–2 2–0
Universidad de Chile 2–1 1–0 0–0
Caracas 1–3 1–3 0–0
Universidad Católica 2–0 2–2 1–1

Melhores segundos colocados[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG Grupo
Peru Alianza Lima 12 6 4 0 2 12 7 +5 3
Brasil Cruzeiro 11 6 3 2 1 12 6 +6 7
Argentina Banfield 11 6 3 2 1 13 8 +5 6
Colômbia Once Caldas 11 6 3 2 1 8 5 +3 2
Peru Universitario 10 6 2 4 0 5 2 +3 4
Brasil Flamengo 10 6 3 1 2 11 9 +2 8
Equador Deportivo Quito 10 6 3 1 2 5 7 -2 5
Uruguai Racing 8 6 2 2 2 4 5 -1 1

Classificação para a fase final[editar | editar código-fonte]

Para a determinação dos cruzamentos a partir das oitavas-de-final, as equipes serão divididas entre os primeiros colocados e os segundos colocados na fase de grupos, definido os cruzamentos da seguinte forma: 1 vs. 16, 2 vs. 15, 3 vs. 14, 4 vs. 13, 5 vs. 12, 6 vs. 11, 7 vs. 10 e 8 vs. 9, sendo de 1 a 8 os primeiros de cada grupo e de 9 a 16 os segundos. Os clubes Guadalajara e San Luis foram previamente definidos como 13 e 14, respectivamente, o que exclui as duas piores equipes classificadas em segundo lugar entre os grupos.[7]

A ordem dos cruzamentos também servirá para determinar, em todas as fases, qual equipe terá a vantagem de jogar a partida de volta em casa, sendo sempre o time de melhor colocação a ter este direito.[7]

Caso três ou mais equipes mexicanas se classifiquem para a fase quartas-de-final, os cruzamentos serão alterados para que essas equipes se enfrentem no mesmo lado da chave, mesmo que o emparceiramento não aponte para isso, de forma a que elas se eliminem entre si.[9] Nas semifinais, a regra vale para times de qualquer nacionalidade.[9]

Classificação
Pos. Primeiros dos grupos Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Corinthians 16 6 5 1 0 9 3 +6
2 Brasil São Paulo 13 6 4 1 1 9 2 +7
3 Argentina Estudiantes 13 6 4 1 1 11 5 +6
4 Argentina Vélez Sársfield 13 6 4 1 1 10 5 +5
5 Paraguai Libertad 12 6 3 3 0 10 3 +7
6 Brasil Internacional 12 6 3 3 0 8 2 +6
7 Uruguai Nacional 12 6 3 3 0 9 4 +5
8 Chile Universidad de Chile 12 6 3 3 0 10 6 +4
Pos. Segundos dos grupos Pts J V E D GP GC SG
9 Peru Alianza Lima 12 6 4 0 2 12 7 +5
10 Brasil Cruzeiro 11 6 3 2 1 12 6 +6
11 Argentina Banfield 11 6 3 2 1 13 8 +5
12 Colômbia Once Caldas 11 6 3 2 1 8 5 +3
13 México Guadalajara Previamente classificado[5]
14 México San Luis Previamente classificado[5]
15 Peru Universitario 10 6 2 4 0 5 2 +3
16 Brasil Flamengo 10 6 3 1 2 11 9 +2

Fase final[editar | editar código-fonte]

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 de 27 de abril a 6 de maio  de 11 a 20 de maio  de 28 de julho a 5 de agosto  11 e 18 de agosto
                                                 
 Brasil São Paulo (p) 0 0 0 (3)  
 Peru Universitario 0 0 0 (1)  
   Brasil São Paulo 2 2 4  
   Brasil Cruzeiro 0 0 0  
 Uruguai Nacional 1 0 1
 Brasil Cruzeiro 3 3 6  
   Brasil São Paulo 0 2 2  
   Brasil Internacional (gf) 1 1 2  
 Argentina Estudiantes 1 3 4  
 México San Luis 0 1 1  
   Argentina Estudiantes 0 2 2
   Brasil Internacional (gf) 1 1 2  
 Brasil Internacional (gf) 1 2 3
 Argentina Banfield 3 0 3  
   Brasil Internacional 2 3 5
   México Guadalajara 1 2 3
 Chile Universidad de Chile 1 2 3  
 Peru Alianza Lima 0 2 2  
   Chile Universidad de Chile (gf) 3 1 4
   Brasil Flamengo 2 2 4  
 Brasil Corinthians 0 2 2
 Brasil Flamengo (gf) 1 1 2  
   Chile Universidad de Chile 1 0 1
   México Guadalajara 1 2 3  
 Paraguai Libertad 0 2 2  
 Colômbia Once Caldas 0 1 1  
   Paraguai Libertad 0 2 2
   México Guadalajara 3 0 3  
 Argentina Vélez Sársfield 0 2 2
 México Guadalajara 3 0 3  

Finais[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
11 de agosto Guadalajara México 1 – 2 Brasil Internacional Estádio Omnilife, Guadalajara
19:50 (UTC-5)
Bautista Gol marcado aos 45+1 minutos de jogo 45+1' Relatório Giuliano Gol marcado aos 73 minutos de jogo 73'
Bolívar Gol marcado aos 76 minutos de jogo 76'
Árbitro: ArgentinaARG Héctor Baldassi
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Guadalajara
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Internacional
Jogo de volta
18 de agosto Internacional Brasil 3 – 2 México Guadalajara Estádio Beira-Rio, Porto Alegre
22:00 (UTC-3)
Rafael Sóbis Gol marcado aos 61 minutos de jogo 61'
Leandro Damião Gol marcado aos 76 minutos de jogo 76'
Giuliano Gol marcado aos 89 minutos de jogo 89'
Relatório Fabián Gol marcado aos 43 minutos de jogo 43'
Bravo Gol marcado aos 90+2 minutos de jogo 90+2'
Público: 53 124[10]
Árbitro: ColômbiaCOL Óscar Ruiz
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Internacional
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Guadalajara

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa Libertadores da América de 2010
Flag of Brazil.svg
INTERNACIONAL
Campeão
(2º título)

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Atualizado após jogos de 12 de agosto de 2010.[11]

Referências

  1. Giuliano é eleito o melhor jogador da Libertadores 2010. Placar (4 de novembro de 2010). Página visitada em 22 de janeiro de 2011.
  2. UOL Esporte (5 de agosto de 2010). Inter marca no Morumbi, vai à final e garante vaga no Mundial pela 2ª vez. Página visitada em 6 de agosto de 2010.
  3. Final da Libertadores é assistida por 1,3 milhão de telespectadores na Grande Porto Alegre. clicrbs.com.br (20 de agosto de 2010). Página visitada em 22 de fevereiro de 2011.
  4. Folha Online (3 de junho de 2009). México se reconcilia com Conmebol; Chivas e San Luis ganham "recompensa". Página visitada em 11 de agosto de 2009.
  5. a b c d e CONMEBOL.com (25 de novembro de 2009). Copa Santander Libertadores 2010: hay 21 equipos confirmados. Página visitada em 25 de novembro de 2009.
  6. CONMEBOL.com (24 de novembro de 2009). Reunión del Ejecutivo y Sorteo de la Copa Libertadores esta semana en Asunción. Página visitada em 25 de novembro de 2009.
  7. a b c d CONMEBOL.com (27 de novembro de 2009). Estelar Sorteo de la Copa Santander Libertadores de América 2010. Página visitada em 27 de novembro de 2009.
  8. Conmebol define datas e horários da Libertadores; Acesso em 02 Fev 2010.
  9. a b Confederação Sul-americana de Futebol. Regulamento da Copa Santander Libertadores 2010 (em espanhol). Página visitada em 6 de fevereiro de 2010.
  10. Site do Internacional, http://www.internacional.com.br/pagina.php?modulo=2&setor=18&codigo=12052
  11. GloboEsporte.com. tabela de artilheiros (em português). Página visitada em 11 de março de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]