Coração Alado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Coração Alado
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 50 min. aproximadamente
Criador(es) Janete Clair
País de origem Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Roberto Talma
Elenco Tarcísio Meira
Aracy Balabanian
Walmor Chagas
Débora Duarte
Vera Fischer
Jardel Filho
Joana Fomm
Ney Latorraca
Carlos Vereza
Nívea Maria
Armando Bógus
e grande elenco.
Tema de abertura Noturno, Fagner
Transmissão original 11 de agosto de 198014 de março de 1981
N.º de episódios 185
Cronologia
Último
Último
Água Viva
Baila Comigo
Próximo
Próximo
Programas relacionados Sétimo Sentido
Pai Herói
Eu Prometo

Coração Alado é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo, entre 11 de agosto de 1980 e 14 de março de 1981, substituindo Água Viva e sendo substituída por Baila Comigo, em 185 capítulos. Foi escrita por Janete Clair e dirigida por Roberto Talma e Paulo Ubiratan, com direção geral de Roberto Talma.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Inconformado com os limites que a vida do interior de Pernambuco lhe colocava, estando certo de seu talento artístico, o escultor Juca Pitanga enviava suas obras para serem vendidas no Rio de Janeiro. Mas, depois de tomar conhecimento, de que suas obras estavam sendo negociadas pelo dobro do preço pelo atravessador, Leandro, não teve mais dúvidas, Juca reuniu sua família: a mãe Dalva e os irmãos Anselmo e Aldeneide, e parte para o Rio. Juca, então, encontra seu outro irmão Gabriel, que estava desaparecido, e um tio, Rômulo Pitanga.

Em contato com Gamela, funcionário de Rômulo, Juca Pitanga e sua família são instalados na pensão de Dona Nina, onde ele conhece a jovem Vívian, por quem se apaixona. Vívian é sobrinha do Barão Von Strauss, um malandro que tenta se infiltrar na alta sociedade carioca explorando mulheres ricas e usando a sofrida Maria Faz-Favor, apaixonada por ele. Através de Roberta Karany, amiga de Vívian, Juca é empregado na empresa de cerâmicas de seu pai, Alberto Karany. Lá, Juca conhece a irmã de Roberta: Catucha - uma mulher, em princípio, implicante com o escultor mas que se descobre apaixonada e faz de tudo para promover a sua arte. A família Karany está em guerra com Silvana, ex-mulher de Alberto, que abandonou o marido e os quatro filhos para viver nos Estados Unidos. De volta ao Brasil, Silvana exige a companhia de um dos filhos, mas terá que lutar contra a hostilidade de todos. Interessada pela figura de Juca, Silvana o envolve e é dada como desaparecida na noite que passa com ele.

Com o desaparecimento de Silvana, sua irmã, Cristal, volta ao Brasil, depois de anos afastada. Veio investigar o desaparecimento da irmã e reencontrar Karany, o cunhado e antigo amor. Com ela veio o filho, Piero, que tão logo chega, se apaixona pela caçula dos Karany, Alexandra. Mas esse é um envolvimento proibido: Piero é filho de Karany e, portanto, ele e Alexandra são irmãos. Mas Cristal é a única pessoa que pode viabilizar esse romance, pois só ela sabe que Alexandra não é filha legítima de Alberto Karany.

Enquanto isso, Catucha, agindo como marchand de Juca Pitanga, consagra sua arte e este se vê cada mais envolvido com ela e se afastando de Vívian, seu verdadeiro amor. Desiludida, Vívian deixa Juca e este se une a Catucha. Mas um fato dá uma reviravolta na história: Vívian é estuprada pelo cunhado Leandro, que há muito a cortejava. Ao mesmo tempo que Catucha, Vívian engravida, mas não tem coragem de criar o filho e o entrega para adoção, se arrependendo mais tarde. A criança de Catucha nasce morta e ela recebe o filho de Vívian para criar como o seu filho legítimo - dela e de Juca.

Juca por sua vez, sai do país para encontrar o irmão Gabriel, um perseguido político, e passa dois anos no exterior. Os Pitanga retornam ao Brasil beneficiados pela lei da anistia. Paralelo a esse conflito, correm as investigações acerca da morte de Silvana Karany. São suspeitos: seu ex-marido, Alberto, e Juca Pitanga, a última pessoa vista com a vítima, denunciado pela própria mulher, Catucha, enlouquecida ao saber que o marido tivera um envolvimento amoroso com sua mãe.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Vera Fischer interpretou Vivian.
Aracy Balabanian interpretou Maria Faz Favor.
Walmor Chagas interpretou Alberto.
Ator Personagem
Tarcísio Meira Juca Pitanga
Vera Fischer Vívian Ribas
Débora Duarte Catucha (Camila Karany)
Aracy Balabanian Maria Faz Favor
Walmor Chagas Alberto Karany
Jardel Filho Tássio Von Strauss (Tácio)
Ney Latorraca Leandro Serrano
Joana Fomm Melissa Ribas Serrano
Carlos Vereza Gabriel Pitanga
Nívea Maria Roberta Karany
Tetê Medina Crystal Camerino
Armando Bógus Jorge Gamela
Maria Zilda Bethlem Glorinha
Jonas Mello Rômulo Pitanga
Carlos Augusto Strazzer Piero Camerino
Jacyra Silva Léa
Mário Cardoso Alberto Karany Jr.
Myriam Rios Alexandra Karany
Sebastião Vasconcellos Geraldo Cardinal
André Valli Delegado Alexandre
Flávio Migliaccio Francisco
Jardel Mello David Fernandes
Diogo Vilela Gerson
Simone Carvalho Aldeneide Pitanga
Marcelo Picchi Cláudio
Lisa Vieira Ieda Caldas
Benjamin Cattan José Daniel de Souza
Jofre Soares Maurício Carneiro
Paulo César Pereio Francisco Valente
Paulo Betti Fernando Barbacena
Milton Moraes Ângelo Salvatti
Yolanda Cardoso Nina
Tony Ferreira Jaime Caldas
Yara Salles Dalva Pitanga
Maria Helena Velasco Elza Pitanga
Paulo Figueiredo Anselmo Pitanga
Monique Lafond Danúbia
Lajar Muzuris Joel
Sônia Clara Luciana Ravel
Clementino Kelé José
Chica Xavier Carmem
Roberto Faissal Cacau Durães
Izabella Bicalho Márcia
Germano Filho Padre Washington
Carlos Wilson Abelardo
Cidinha Milan Tereza
Tarcísio Filho Carlinhos
Cissa Guimarães Carla
Bárbara Fazio Silvana Karany
Leonardo Villar Marcelo França
Eva Todor Hortência Alencar
Otávio Augusto Fábio Caldas
Fernando Torres Eduardo Oliveira
Renée de Vielmond Heloísa Gonçalves
Francisco Milani Marcelo Duque Ferraz
Carlos Eduardo Dolabella Giuseppe Gonzalez

Elenco de Apoio[editar | editar código-fonte]

  • Adelaide Conceição – mulher do caseiro José
  • Cristiana Couto – secretária de Hortência
  • Dirceu Rabello – porteiro de um motel
  • Eliana Bastos Araújo – cozinheira na pensão de Maria Faz Favor
  • Geuffer Junior – desenhista da fábrica de Karany
  • Jessé Dantas – freqüentadores da pensão de Maria Faz Favor
  • Joana Rocha – amiga de Maria Faz Favor, trocadora de ônibus
  • Manoel Elizário – secretário de Rômulo
  • Moacyr Prina – copeiro dos Karany
  • Otávio Carnaval – freqüentador da pensão de Maria Faz Favor
  • Quintino Tibúrcio – freqüentador da pensão de Maria Faz Favor
  • Raimundo Emerson – massagista na academia de Von Strauss
  • Rejane Marques – Juíza Bartira Siqueira
  • Sérgio Dias – massagista na academia de Von Strauss
  • Sumara Louise – enfermeira de França

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Janete Clair novamente conseguia reunir todas as emoções que fazem o gênero, mas esta novela foi muito mastodôntica, diferente das suas novelas anteriores, o excesso de infelicidade para a protagonista Vívian (Vera Fischer) e o indefinido caráter para o protagonista Juca Pitanga (Tarcísio Meira).
  • Com esta novela, Janete Clair voltou a sofrer com a censura. Mas, o que realmente chocou foi a cena do estupro de Vívian, cometido por Leandro, no capítulo exibido em 25 de setembro de 1980.
  • Outra polêmica da novela foi a suposta cena da masturbação de Catucha (Débora Duarte). Janete, havia pedido ao diretor Roberto Talma, uma cena forte, de sexo. Os ângulos mostraram a expressão de êxtase da personagem, estirada sobre uma cadeira, e seus pés fazendo pequenos movimentos circulares. Depois da exibição do capítulo em 24 de fevereiro de 1981, os arquivos que continham os script desapareceu, e a fita do capítulo foi apagada.

Eliana Araujo atriz com o personagem Brigitte na novela Coração Alado além de cozinheira mantinha caso com personagem de Jardel Filho

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Nacional[editar | editar código-fonte]

  1. MomentosJoanna (tema de Catucha)
  2. Ponto de InterrogaçãoLuiz Gonzaga Jr. (tema de Leandro)
  3. Moda de Sangue - Elis Regina (tema de Gabriel e Roberta)
  4. Escravo da AlegriaVinícius e Toquinho
  5. Só Nos Resta ViverÂngela Rô Rô
  6. Você e Eu, Eu e VocêTim Maia
  7. LavadeirasDenise Emmer (tema de Gamela)
  8. Ela e EuMaria Bethânia
  9. PássaraFrancis Hime e Chico Buarque (tema de Silvana)
  10. Meu Bem QuererDjavan (tema de Vívian)
  11. Quero ColoFábio Jr. (tema de Alexandra e Piero)
  12. Sem CompanhiaClara Nunes (tema de Maria Faz-favor)
  13. ViajanteDominguinhos (tema de Juca Pitanga)
  14. NoturnoFagner (tema de abertura)

Internacional[editar | editar código-fonte]

  1. The Winner Takes It AllAbba (tema de Juca Pitanga e Vívian)
  2. SurviveJimmy Buffett (tema de Gabriel e Roberta)
  3. I'm So Glad That I'm a WomanLove Unlimited
  4. All Out Of LoveAir Supply (tema de Catucha)
  5. First Be a Woman – Leonore O’Malley
  6. After You – Michael Johnson (tema de Melissa)
  7. More LoveKim Carnes (tema de Luciana)
  8. SailingChristopher Cross (tema de Aldeneide)
  9. I Love You Dancer – Voyage
  10. Shine On – L.T.D. (tema de Alexandra e Piero)
  11. Rescue MeA Taste of Honey
  12. Roller Shake – La Flavour
  13. Mighty SpiritThe Commodores
  14. You'll Never KnowHenry Mancini (tema de Karany e Cristal)