Corbícula

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma mamangaba com massa de pólen na corbícula.

A corbícula ou cesta de pólen é a parte da tíbia da perna traseira da abelha, presente em quatro tribos de Apinae (subfamília da família Apidae): abelhas melíferas, mamangabas, abelhas sem ferrão e abelhas-das-orquídeas. Devido a isto, elas também são chamadas de abelhas corbiculadas.

A abelha umedece suas pernas dianteiras com uma longa probóscide e recolhe o pólen que coletou na cabeça, corpo e primeiro e segundo pares de pernas, transferindo-o para o último par de pernas. Inicialmente o pólen prende-se aos pelos das pernas traseiras, onde os grãos de pólen são compactados e transferidos para a superfície externa, onde então, o o pólen é depositado em uma concavidade polida, rodeada por pelos, chamada corbícula ou cesta de pólen. Um único pelo atua como pino que prende a carga de pólen no lugar. As abelhas utilizam néctar umedecer o pólen seco e assim melhorar a sua aderência. O tipo do pólen coletado pode ser usada para identificar a sua origem, sendo que algumas espécies de abelhas, as chamadas generalistas, coletam maior diversidade de pólen; e aquelas chamadas especialistas coletam menor diversidade delas.

Apenas as fêmeas coletam o pólen e têm corbículas.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Hodges, Dorothy. (1952) The Pollen Loads of the Honeybee, publicado pela Bee Research Association Limited. (em inglês)
  • Proctor, M., Yeo, P. & Lack, A. (1996). The Natural History of Pollination. Timber Press, Portland, OR. ISBN 0-88192-352-4 (em inglês)