Correio Lageano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Correio Lageano – O Jornal da Serra Catarinense

Jornal impresso com sede em Lages Santa Catarina, com cobertura em toda a Serra Catarinense. Fundado em 1939 é o segundo jornal impresso mais antigo, ainda em circulação no estado de Santa Catarina. Acesse www.clmais.com.br. Com mais de 16 mil edições o Correio Lageano registra a história da região. São centenas de milhares de páginas que se confundem com acontecimentos marcantes, catástrofes, acidentes, perdas, mas principalmente vitórias e conquistas determinantes para o crescimento socioeconômico da Serra Catarinense.

Correio Lageano
Jornal Correio Lageano.png
Razão social Baggio Editora Jornalística Ltda.
Periodicidade diário
Formato tabloide
Proprietário Baggio Editora Jornalística Ltda.
Fundador(es) José Paschoal Baggio
Diretor Isabel C. Baggio
Fundação 21 de outubro de 1939
Sede Lages, SC
Página oficial http://www.clmais.com.br

Correio Lageano[editar | editar código-fonte]

Quando lê as páginas do Correio Lageano, ou acessa o portal CLMais (www.clmais.com.br), o leitor é contemplado com mais que simplesmente notícias. Está lendo o segundo jornal diário mais antigo em circulação e o principal jornal regional de Santa Catarina. São matérias embasadas na solidez e credibilidade conquistadas ao longo de sete décadas e meia.

Os assuntos são tratados com seriedade, pesquisados e investigados à exaustão, para que o leitor tenha em mãos informações imparciais para formar sua opinião. São matérias que elogiam, mas que também denunciam, cobram soluções para problemas. Nosso trabalho não se perde com o tempo, está registrado com várias matizes em nossas páginas

Como nasceu o principal jornal impresso da Serra Catarinense[editar | editar código-fonte]

Num cenário nacional e mundial conturbado, Lages era o centro político catarinense, graças principalmente às ações da família Ramos. Então, três amigos decidiram lançar um jornal. Assim Almiro Lustosa Teixeira de Freitas, Idalécio Arruda e João Ribas Ramos adquiriram o maquinário pertencente ao antigo Correio de Lages. E, em 21 de outubro de 1939, nascia o Correio Lageano.

Durante doze anos, o Correio Lageano circulou semanalmente, quando em 1951, quatro idealistas José Paschoal Baggio, Evilásio Neri Caon, Edézio Neri Caon e Sirth de Aquino Nicolelli assumiram o compromisso de oferecer ao público um veículo “independente e noticioso”.

Em 1955, o Correio Lageano passou a ter duas edições por semana. Onze anos após a inovação promovida pela equipe chefiada por José Paschoal Baggio, o jornal passou a ser distribuído três vezes por semana, este foi o ensaio para um desafio ainda maior: tornar o CL um jornal com circulação diária, o que aconteceu em 08 de outubro de 1967.

1975

Na edição de 14 de dezembro, o CL destacou o fato de que o jornal havia recebido do Ministério da Fazenda o certificado pelos relevantes serviços prestados.

1977

A edição de 21 de outubro comemorava a passagem do 38º aniversário do jornal. Ela destacava ainda que o diretor, José Paschoal Baggio, seria homenageado em Curitiba, pelo Serviço Nacional de Opinião Pública (Senap).

1989

Na edição histórica de seus 50 anos, o Correio Lageano apresentou à sociedade serrana a sua nova aquisição, uma máquina rotativa. O equipamento proporcionou agilidade e maior qualidade ao processo de impressão.

1999

Para comemorar seus 60 anos, o Correio Lageano criou o Prêmio Empreendedor José Paschoal Baggio. O evento presta homenagem aos empreendedores da Serra Catarinense e está consolidado como um dos principais do Sul do Brasil.

2004

Preocupado com a formação intelectual das próximas gerações, o Correio Lageano criou o seu projeto de jornal e educação, o Lendo e Relendo. Professores foram qualificados e milhares de jornais são distribuídos gratuitamente às escolas, permitindo o acesso pleno dos alunos, que utilizam o Correio Lageano como ferramenta pedagógica.

2006

Em março daquele ano, o Correio Lageano, que já era referência na produção de informação com qualidade e credibilidade diversifica seus produtos. Além de sua edição diária, o jornal passa a produzir revistas, anuários e informativos, que se tornaram importantes ferramentas de pesquisa e ou de divulgação das potencialidades da região e até do estado de Santa Catarina.

2006

Em julho daquele ano, o Correio Lageano entrou definitivamente no mundo virtual e lançou sua versão eletrônica, que podia ser acessada no endereço www.correiolageano.com.br.

2007

A notícia da oficialização do Instituto José Paschoal Baggio foi publicada no dia 22 de junho. A entidade foi criada para continuar o trabalho realizado pelo diretor do jornal, José Paschoal Baggio, defensor do desenvolvimento social, cultural e econômico da região. Os principais programas desenvolvidos pelo instituto são: Lendo e Relendo, Carahá de Cara Nova, Som e Arte e Mentes Livres.

2010

Para atender às necessidades dos mais variados perfis de leitores, o Correio Lageano ampliou os investimentos no ambiente virtual e em 24 de maio inaugurou o Portal CLMais (www.clmais.com.br).  Além da versão eletrônica do jornal, o CLMais oferece informações de todo o planeta e dos mais diversos assuntos. São textos, fotografias e vídeos que mantêm o internauta informado em tempo real.

2013

A edição dos dias 20 e 21 de julho marcou uma nova fase para o Correio Lageano. O Jornal da Serra Catarinense inaugurou um moderno e eficiente projeto gráfico com impressão totalmente colorida.

Foco é no leitor[editar | editar código-fonte]

Com um projeto gráfico moderno, flexível, dinâmico, completo e interativo, o Correio Lageano acompanha as tendências editoriais e gráficas dos maiores jornais do Brasil e do Mundo. Voltado para atender às necessidades dos mais variados perfis de leitores, contém informações completas para aqueles que leem o jornal página a página e querem acompanhar tudo o que acontece nos seus detalhes, bem como é focado no leitor que precisa e quer estar bem informado, mas com menor tempo de leitura. Por isso, o Correio Lageano utiliza recursos que facilitam o acesso à informação e atendem a diversos interesses.

Veja a seguir as editorias permanentes do Correio Lageano:[editar | editar código-fonte]

Geral

Editoria que dá destaque aos assuntos do dia a dia da Serra Catarinense, os problemas dos bairros dos 18 municípios que compõem a região, as reclamações e todas as informações de interesse da comunidade. Reportagens especiais e enquetes completam essa editoria.

Segurança

A cobertura dos acontecimentos policiais de Lages e Região, além dos assuntos e análises relacionadas à segurança pública.

Opinião

A editoria abre espaço para o leitor expressar sua opinião sobre os diferentes assuntos por meio das cartas, das frases e do artigo.

Clip

Caderno de arte, cultura, sociedade e entretenimento. Sempre tem uma reportagem especial de capa, a coluna de Débora Bombilio, com os fatos que marcam a sociedade da Serra Catarinense e Névio Fernandes, que assina a coluna Histórias da Serra. Também tem entretenimento com Cruzadas, Horóscopo, resumo das novelas, cinema, reflexão, dicas de vídeos e piadas.

Economia

Reportagens sobre o que está acontecendo nos mercados econômicos da Serra Catarinense, de Santa Catarina, do Brasil e do mundo.

Política

Política regional, estadual e nacional. Os partidos, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário na Serra e em Santa Catarina. As notícias sobre os representantes da sua região em Brasília, em Florianópolis e nas câmaras municipais e prefeituras.

Esporte

A cobertura dos times de futebol, do esporte amador, do Jocol, automobilismo, futsal e todas as outras atividades esportivas da Serra e de Santa Catarina. O esporte do Brasil e do mundo.

Cidades

As notícias que tratam do dia-a-dia dos municípios da Serra Catarinense estão reunidas nesta editoria.

Colunas

O novo projeto gráfico contempla a coluna política de Olivete Salmória, as que tratam de assuntos gerais, assinadas por Raul Sartori e Luiz Carlos Prates e a Serra S.A, coluna de economia produzida por Mauro Maciel.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]