Cosme Damião

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cosme Damião
Cosme Damião Benfica.jpg
Informações pessoais
Nome completo Júlio Cosme Damião
Data de nasc. 2 de Novembro de 1885
Local de nasc. Lisboa, Portugal
Falecido em 11 de junho de 1947 (61 anos)
Local da morte Sintra, Portugal
Altura 1.78 m
Informações profissionais
Posição Jogador e treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1907–1916 Benfica 76 (14)
Times que treinou
1908–1926 Benfica

Júlio Cosme Damião (2 de novembro de 1885 – 11 de junho de 1947) foi fundador, jogador, técnico, dirigente, capitão geral e jornalista do Sport Lisboa e Benfica. Ex-aluno da Casa Pia, foi um dos 24 fundadores do Sport Lisboa e Benfica, em 1904, numa reunião na Farmácia Franco. Como jogador, foi médio centro de bons recursos técnicos. Estreou-se no jogo frente ao Grupo Sportivo de Carcavelos, que o Benfica venceu por 4-1, no dia 17 de janeiro de 1907. Quando completou 30 anos, optou por retirar-se, no particular com o Fortuna de Vigo (derrota por 2-0).

Como dirigente do Sport Lisboa e Benfica, dedicou-se de corpo e alma ao projecto clubístico e ficou intimamente ligado à continuação da coletividade nos momentos mais críticos. Em 1907, a quando da primeira crise financeira, que levou oito jogadores a saírem para o Sporting, foi ele que assumiu a permanência do clube, relançando-o e construindo rapidamente um conjunto que, três anos depois, seria a primeira equipa portuguesa a vencer o Campeonato de Lisboa. Fomentou o ecletismo, foi guarda-redes de hóquei em campo, fixou as regras do hóquei em patins e arbitrou o primeiro desafio desta modalidade, em 1917. Foi o maior entusiasta da construção do Estádio das Amoreiras, inaugurado em 1925.

Cosme Damião foi o principal fundador do Sport Lisboa e Benfica. Embora tenha sido a principal figura do Benfica durante décadas, nunca chegou a ser Presidente, tendo recusado o cargo por diversas vezes, preferindo o lugar de treinador. Em função disso esteve 18 anos consecutivos no comando técnico do clube. Costuma-se dizer que Cosme Damião não foi Presidente do Benfica porque não quis, o que é bastante verdade pois em 1926 concorreu às eleições para a Direção, tendo encabeçado uma lista que veio a sair vencedora; recusou contudo o cargo de Presidente da Direção para o qual foi eleito alegando ser demasiado novo para assumir essa responsabilidade.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Cosme Damião tem, em sua memória, uma rua com o seu nome em São Domingos de Benfica, Lisboa; o Galardão Cosme Damião, prémio atribuído aos melhores atletas do Benfica; e o Museu Benfica – Cosme Damião.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Foi fundador, treinador e dirigente, recebendo a "Águia de Ouro"
  • Foi o técnico que esteve mais tempo à frente da equipa (18 épocas)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]