Cosmos (bairro do Rio de Janeiro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cosmos
Bairro do Rio de Janeiro Bandeira do Município do Rio de Janeiro.png
Área: 1126,13 ha (em 2003)
Fundação: 23 de julho de 1981
IDH: 0,759[1] (em 2000)
Habitantes: 77 007 (em 2010)[2]
Domicílios: 26 717 (em 2010)
Limites: Campo Grande, Inhoaíba, Guaratiba,
Santa Cruz e Paciência[3]
Região Administrativa: XVIII R.A.(Campo Grande)

Cosmos é um bairro de classe média baixa da Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro.

Seu IDH, no ano 2000, era de 0,759, o 110º colocado entre 126 regiões analisadas na cidade do Rio de Janeiro.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Tem por vizinhança os bairros de Inhoaíba, Paciência, Santa Cruz, Campo Grande e Guaratiba[5] . Não deve ser confundido com Vila Kosmos.

Destacam-se os loteamentos Vila Santa Luzia, bairro Anápolis, vila santa luzia, parque são paulo e conjuntos na rua Paçuaré e rua das Amendoeiras onde está um dos afluentes do rio cação vermelho. É predominantemente um bairro calmo, servido por uma estação de trens da Supervia e cortado pela Avenida Cesário de Melo, uma importante via de transportes urbanos que liga Santa Cruz a Campo Grande. A mesma possui ciclovia no trajeto.

Conta com uma população de 65.961 habitantes (segundo informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE - Censo Demográfico 2000).[6]

É o bairro da escola de samba Unidos de Cosmos.

O bairro de Cosmos teve sua origem nas terras que pertenceram ao Engenho da Paciência onde a Companhia Imobiliária Cosmos construiu um grande loteamento, a Vila Igaratá.

Quando foi implantado o ramal ferroviário de Mangaratiba, a Companhia cedeu uma área para a construção da Estação Cosmos, inaugurada em 1928, que deu nome ao bairro.


Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Rio de Janeiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.